Para começar, deixemos claro: o promotor Marcus Rômulo de Mello é, hoje, um fervoroso defensor das cotas sociorraciais.

Está entre os melhores, porque se convenceu da sua necessidade histórica ao longo dos profundos estudos que fez sobre o tema.

Convidado do Ricardo Mota Entrevista desta semana, ele analisa a implantação das ações afirmativas no Brasil – com visão crítica.

Sem ter qualquer dúvida sobre a importância do programa, nascido para incluir os brasileiros historicamente à margem do ensino superior no país, Rômulo encontrou impropriedades que foram agregadas ao longo da implantação das ações afirmativas no Brasil e que precisam ser corrigidas, para que cumpram seus reais objetivos:

– O programa de cotas no país está montado em duas mentiras.

Antes que se faça qualquer juízo de valor sobre a afirmação acima, é indispensável que conheçamos os seus argumentos, firmados e confirmados ao longo de anos de estudos, no seu mestrado em Direito Público pela UFAL.

Na próxima quinta-feira, dia 26, às 18h30, na ESMAL, Marcos Rômulo de Mello lança o seu livro Cotas sociorraciais – As imperfeições do Programa de Ação Afirmativa.

É um trabalho de “gente grande”, que não teme ver o mundo real e perscrutá-lo com inteligência e rara dedicação aos livros sobre as diversas áreas do conhecimento, inclusive não acadêmicos – o que só faz enriquecê-lo.

É uma entrevista que me deu grande prazer em participar.

Ricardo Mota Entrevista

Domingo, às 8h30, na TV Pajuçara

Convidado: promotor Marcus Rômulo de Mello

(Com reapresentação na segunda-feira à noite pelo TNH1.)

Assédio
Famílias Calheiros e Lira já têm um discurso em comum para 2016
  • Thiago

    Parabéns ao promotor Marcos Rômulo. Se tem uma coisa que o alagoano pode se orgulhar é do seu ministério público estadual. Grandes juristas que lutam diariamente por justiça e que estudam muito para isso, por vezes abrindo mão de família e amigos.

  • Eduardo Lopes

    Essa eu não perco. Grande Marcus Rômulo.

  • Andre

    Ai, alguém quer falar de cotas. Antes eu tentava conversa,hoje eu pergunto: você já leu algo sobre o tema?! Quando a resposta é não,confesso que não perco tempo,fico calado. No mais faço algumas perguntas: no hospital que vc vai, tem quantos médicos negros?! No fórum de Maceió,você conhece algum juiz, promotor ou advogado negro?! No restaurante que você frequenta tem quantos negros como consumidores e quantos como garçons, serviços gerais?!

  • ++++ ORGULHO, DR. ALAN!

    ++++ OUTRA NOTÍCIA BOA!!!
    SOMENTE AOS BRASILEIROS, FIZ DUAS CIRURGIAS CORRETIVA NOS OLHOS, DE CATARATA. ANTES PESQUISEI E FIQUEI SABENDO QUE ATUALMENTE NO BRASIl TEM CERCA DE 45 APARELHOS CIRÚRGICOS ‘FEMTOSEGUNDO LENSX (USO DE LASER). UM APARELHO PARA CADA GRUPO DE 4,5 MILHÕES DE BRASILEIROS, DESCOBRI QUE EM ALAGOAS EXISTE APENAS 1 APARELHO QUE ATENDE A DEMANDA DE 3,3 MILHÕES DE PESSOAS (POPULAÇÃO ALAGOANA). TUDO DEVIDO A INICIATIVA PRIVADA DO ‘INSTITUTO DE OLHOS DE MACEIÓ – IOM’, LOCALIZADO PERTO DA TV GAZETA NO FAROL, QUE ATENDE A DEMANDA DAS CAMADAS SOCIAIS!
    EXTERNO MEUS AGRADECIMENTOS A EQUIPE DOS OFTALMOLOGISTAS DR. ALLAN TEIXEIRA BARBOSA E DRA. WALESKA DONATO. TUDO CORREU BEM, NADA SENTI E ATÉ PARECE QUE TENHO 10 ANOS NA ALEGRIA DE QUEM GANHA 1ª BICICLETA. ‘IOM’ É TECNOLOGIA DA EFICIÊNCIA (ATO DE FAZER CERTO AS COISAS). E EFICÁCIA (EM FAZER AS COISAS CERTAS)!
    PARABÉNS ALAGOAS, NÓS MERECEMOS TECNOLOGIA DE EXCELÊNCIA.
    P/Arabutan.

  • renato b

    com certeza será uma grande entrevista , com um dos melhores promotores de alagoas !!!

  • Carvalho

    O sistema de cotas raciais nada mais é do que um sistema pernicioso que tira a vaga na Universidade de uma pessoa que se esforçou e estudou para conceder essa vaga a uma pessoa que não estudou o bastante para merecer esta vaga, mas se utilizou do “coitadismo” e se escondeu atrás da cor da pele para consegui-la. Serão péssimos profissionais, diga-se de passagem.
    O talento e a meritocracia deve vir acima de tudo.