A frase do ministro da Saúde, o famoso Marcelo Castro, vale pela sinceridade: “O que hoje está ruim vai piorar.”

E não é que ele tem razão?

O presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde, Ubiratan Pedrosa, diz que vai ser mais difícil fechar o ano de 2015 – pagando, minimamente – do que já foi no ano passado.

O ministério da Saúde já avisou: em dezembro, só repassa 50% do que deve a estados e municípios. Simples assim: devo e não nego; pago quando puder.

Na prática, as prefeituras vão encerrar o ano sem conseguir cumprir os compromissos com fornecedores e prestadores de serviços.

Diz Pedrosa:

– No ano passado, os municípios gastaram, em média, 22% da arrecadação com a Saúde Pública. O obrigatório é de 15% da arrecadação. Este ano, o percentual já subiu. Só em Arapiraca, a despesa que tivemos em 2014, de 31,5% da receita corrente líquida, subiu já para 33,7%.

Interessante é destacar que o discurso dos governistas do Planalto – aquele universo paralelo, cheio de buracos negros – reforça que o governo não admite “cortes nos programas sociais”.

Pergunto: Saúde é o quê? Educação é o quê?

O resumo da ópera é: o Bolsa Família. Um bom programa, de custo relativamente baixo (R$ 28 bi/ano), mas sem possibilitar “o acesso da população aos bens sociais”.

Acreditando no grande ministro da Saúde, pergunto: o que significa piorar o que já está ruim?

PRTB pede ao TSE a cassação do mandato de Cícero Almeida
Maurício Quintella surge como opção para substituir Eduardo Cunha
  • José Ferreira

    E a Estadual? Com uma Secretaria e um Chefe de Gabinete que adoram uma folha extra, onde há todo santo mês dezenas de pessoas sendo empregadas. Não tem a mínima condição! Se eles continuarem vão realizar o mesmo feito que na Uncisal, fechar um outro hospital público!

  • Frederico Farias

    Ruim? A escala é a seguinte: ÓTIMO, BOM, REGULAR, RUIM, PÉSSIMO.
    A saúde pública no varonil NÃO PRESTA, a não ser para eventuais práticas de bandalheiras por parte dos bandidões de m-r-a.
    Portanto, ela está fora de escala.

  • SEBASTIÃO IGUATEMYR CADENA CORDEIRO

    A TENDÊNCIA SEMPRE FOI ESTA , PIORAR ! ISSO É NO-
    TÓRIO E PRAGMÁTICO PARA QUEM MILITA NESSA SEARA , PORTANTO , NADA DE NOVO NO FRONT !