Mais um magistrado alagoano deverá ser julgado pelo Conselho Nacional de Justiça na sessão marcada para o próximo dia 10 de novembro.

Trata-se do juiz Léo Denisson Bezerra de Almeida, que responde a uma Reclamação Disciplinar. O procedimento tem como relatora a ministra Nancy Andrighi, corregedora do CNJ, responsável pela apuração.

O caso, como sempre, está em segredo de Justiça, mas trata-se do episódio envolvendo dois advogados na cidade de Marechal Deodoro, que chegaram a ser presos pela Polícia Federal em março deste ano.

O magistrado se afastou da comarca local.

O processo que tem o juiz Léo Denisson como investigado encabeça a lista de “novos pedidos” na pauta do CNJ e até poderia ter sido apreciado na sessão de ontem, quando a mesma ministra Nancy Andrighi pediu o afastamento do presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Washington Luiz (ver matéria neste blog).

Veja, abaixo, a publicação do caso envolvendo o juiz de primeiro grau na pausa do CNJ de ontem:

Novos Pedidos

80) RECLAMAÇÃO DISCIPLINAR 0002655-47.2015.2.00.0000
Relator: CONSELHEIRA NANCY ANDRIGHI
Requerente:
CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA
Requerido:
LÉO DENISSON BEZERRA DE ALMEIDA
Advogado:
FABIO COSTA DE ALMEIDA FERRARIO – AL3683
Assunto: TJAL – Apuração – Conduta – Infração Disciplinar – Magistrado.

Assim como o presidente do TJ de Alagoas, o juiz Léo Denisson, esta é a expectativa, deverá ser julgado na próxima sessão deliberativa do CNJ.

Maurício Quintella surge como opção para substituir Eduardo Cunha
"Condenados à liberdade" (Pedro Montenegro e Everaldo Patriota)
  • sebastião iguatemyr cadena cordeiro

    COMENTAR . . . COMENTAR . . . COMENTAR . . . SEM COMENTÁRIOS !!!

  • Rita de Cássia.

    O CNJ é um órgão sério, aposto que não vai acabar em Pitza e o rei será deposto.

  • Alessadnro Neves

    Tem muito santo nessa terra, viu !!!!!

  • JEu

    Até creio que o Juiz possa sofrer alguma punição. Quem sabe um afastamento temporário das funções ou, talvez, uma aposentadoria compulsória, porém com todos os direitos vencimentais garantidos… Quanto ao Desembargador… aí são outros quinhentos…

  • WLS

    Não entendi a fato do meu comentário não ter sido publicado.
    Fiz um comentário ontem a noite e até o momento, nada.

  • WLS

    Sinceramente não entendi a censura, ainda acredito na liberdade de expressão, mas farei um comentário mais ameno.
    Se ruiu o Império Romano, porque não pode ruir o Império da terra dos Marechais.
    Mesmo com as três representações no CNJ em segredo de justiça, espero que logo a lama venha a público.