O governador Renan Filho enfrentou um protesto inusitado, ontem.

As mulheres mais “experientes” que são atendidas por um projeto social comandando pelo ex-um-monte-de-coisas Jorge Sexto foram para a porta do Palácio República dos Palmares protestar contra o não pagamento de recursos de um “convênio” firmado no governo Vilela.

As Avós da Praça dos Martírios foram menos contundentes do que aqueles que costumam protestar contra os governos, mas mandaram ver e pra valer.

O secretário Fábio Farias até elogiou o projeto, mas disse que a partir deste ano ações semelhantes têm de ser uma “política de governo”.

Pois que o façam enquanto é tempo.

Projeto de reajuste dos servidores tem "ganho de 2%" para a Educação
Maceió completou uma semana, nesta quarta-feira, sem homicídios
  • Jorge VI

    Caro Ricardo, Esclarecendo: há vinte anos temos um trabalho pioneiro com pessoas idosas e envelhecentes como vc e muitos sabem. por sinal respeitado pela sociedade e pelas instituições. Antes do Renan Filho assumir o Governo estávamos a quase duas mil pessoas, a maioria necessitada da atenção do poder público. Sempre bancamos os custos com recursos próprios e de promoções realizadas pelos próprios beneficiados. Só depois de muitos anos de trabalho árduo e gratificante, com credibilidade, conseguimos ter o apoio do Governo passado, nos últimos dois anos, concorrendo em edital aberto para todas as outras ONGs pela Secretaria da Mulher e vencida em novembro passado. Neste mês foi aditado por mais seis meses – sendo a parcela de dezembro liquidada – e de janeiro p cá sem os respectivos pagamentos, comprometendo o trabalho, deixando o Instituto Melhor Idade em débito com seus colaboradores, parceiros, locatários e fornecedores – que estão buscando seus direitos na justiça. Resumo: o Estado contratou o referido Instituto, o mesmo cumpriu todo o plano de trabalho e não recebeu o seu direito líquido e certo firmado em contrato, seguindo todos os trâmites legais e aprovado inclusive pela PGE. Ou seja: o Governo RF não paga, não diz se renova e o pior, não conversa. São oito meses tentando um diálogo de apenas 5 minutos. O Palácio esta indiferente até com este seguimento que mais precisa. E desdenham do que não conhecem existe o momento demonstra que não tem capacidade para realizar. E são apenas 8 mil reais por bairro, para manter despesas com aluguel, água/luz, técnicos, funcionários e fomentar as atividades. Isso mesmo: com 8 mil reais cada unidade, em dez bairros diferentes, atende em média 200 cidadãos alagoanos. Em função de todo esse desprezo as avós e avôs se manifestaram. E pelo que estou vendo, o Palácio quer mais desgastes desnecessários, pois a rua fechada da Pajucara aos domingos receberão maus manifestantes pra causa, além do setor jurídico do IMI estã providenciando uma denúncia por CALOTE junto ao MP – Fazenda Estadual. Que coisa linda!!!!!

  • Jorge VI

    Caro Ricardo, Como muitos sabem, o Instituto Melhor Idade promove há vinte anos um trabalho com a finalidade de melhorar a auto-estima de pessoas idosas e envelhecentes, através de grupos de convivência, as tirando da solidão, com ocupações sadias para o corpo e a mente.
    A nossa experiência, na prática, confirma o que o nosso slogan prega: “A Convivência é o melhor Remédio”. Em 2012 a Sec da Mulher e Direitos Humanos abriu Edital público e nos inscrevemos. Pela experiência adquirida, pela credibilidade conquistada, pela questão documental, preenchemos os requisitos exigidos por lei, depois de quase dois anos de concorrência com outras ongs. E só a partir daí passamos a contar com o apoio do poder público. São 8 mil reais por bairro, para fazer juz as despesas com aluguel, água/luz/internet/ colaboradores, técnicos e fomentar as atividades que são muitas. O convênio firmado atendeu todos os trâmites legais, inclusive aprovado pela PGE, venceu e foi aditivado em novembro passado por maus seis meses, de dezembro a maio, tempo que achávamos à época suficiente para demonstrarmos ao Governador RF, recém eleito, a importância do projeto ao qual pederiamos à renovação, como de fato oficializamos o pedido à Secretaria Rosinha em abril. Sem respostas até hoje.
    Em tempo: O governo passado obedeceu à LRF e deixou em caixa os recursos correspondentes para a quitação das parcelas subsequentes a vencer no novo governo, já que pagou dezembro. Para a surpresa de todos, após cinco meses de tramitação e já com a nova secretária da mulher, Rosinha, e sem
    Pagar nenhuma parcela vencidas de janeiro a maio, finalmente o processo seguiu para a Sefaz apto para liquidação. Mas recebeu contra-ordem do Palácio p aguardar um”pouquinho” mais. Já era mês de junho. Estamos em final de agosto,
    Eles nem pagam e nem sinalizam com a renovação. E o pior: não conversam.
    Há oito meses os membros do IMI vem tentando cinco minutos de diálogo, em vão. No dia da manifestação das VOVÓS, após muito barulho, uma comissão de três representantes foi recebida por pessoas do staff do governador, sem nenhum poder decisão. Nenhum resultado prático, o que levou aos prejudicados decidirem a entrar com uma representação no MP denunciando o Estado por CALOTE!!! E mais: ficarão em virgilia permanente nos bairros, panfletando nos semáforos, se manifestando na rua fechada da Pajucara aos domingos. Este desgaste, que não é bom para ninguém, e é possível evitar, poderia e pode ser evitado com apenas cinco minutos de diálogo com o Gov RF, que não conhece o projeto e pelo visto não faz questão de conhecer. Mais uma vez os idosos sendo discriminados, desprezados e tratados como seres “descartáveis” por um jovem governante que um dia poserá ser um cidadão “experiente”, mesmo que não venha precisar do poder público p ter uma boa qualidade de vida em sua velhice.

  • Mariana

    Sr. Governador, abrace a causa do IMI (Instituto Melhor Idade). São mais de 2.000 idosos que adoram participar desses grupos de convivência assistida, com o intuito de melhorar a qualidade de vida.

  • Neide sousa

    ” INUSITADO” mesmo !!! esse é o resultado do trabalho do IMI, facilitar para o Idoso perceber e resgatar tamanha capacidade. Isso foi possível graças as ações do Instituto.SR Fábio Farias não “tem que ser uma política de governo” É LEI, art 3º do ESTATUTO DO IDOSO, É OBRIGAÇÃO DO PODER PÚBLICO. assegura ao idoso com absoluta prioridade a efetivação do direito a vida,a saúde,a alimentação,a educação,a cultura,ao esporte,ao lazer,ao trabalho, a cidadania,a dignidade a convivência familiar e comunitária. E modesta parte o convenio deu ao IMI a oportunidade de trabalha esse entre outros artigos com muita propriedade.

  • Paula

    Absurdo! Esquece-se o Governador que um dia, se receber essa graça, também será um idoso! Além do que deve honrar com os pagamentos já pactuados… Vergonha desse desgoverno

  • Jorge VI

    O Dr. Fabio Farias, pessoa amável e atenciosa, conhece há mais de dez anos o projeto. O elogio dele nos honra. Mas, Ricardo, não acredito que o Estado tenha braços para realizar tudo por falta de estrutura e pessoal talhado para algumas ações nas secretarias. Conheco de perto. Aliás, até o momento, após oito meses, muitos órgãos e secretarias “ainda estão se reestruturando” – está um “bate-cabeça” jamais visto. Por isso que é legal prefeituras e estados recorrerem a contratação do terceiro setor. Principalmente agora com os cortes de alguns cc que eram essenciais p o funvionrnyo da máquina. Não acredito que a Sec da Mulher ou Ação Social tenham tentáculos para executarem certas ações de governo. Aposto que não, mesmo torcendo para perder a aposta.

  • ROSIANE BARROS DE ALBUQUERQUE

    BOA NOITE RICARDO MOTA, EU PARTICIPO DO INSTITUTO MELHOR IDADE, E CONHEÇO DE PERTO O TRABALHO DO JORGE VI , UM TRABALHO QUE É MUITO BOM PRA TODOS OS IDOSOS QUE QUEREM O BEM ESTAR , E COM VÁRIAS ATIVIDADES, ,FIZEMOS ESSE PROTESTO PRA QUE ESSE PROJETO NÃO ACABE AQUI, MAIS O RENAN NÃO ATENDEU NOSSOS COORDENADORES, MAIS UM SECRETÁRIO ATENDEU, E FICOU DE DÁ UMAS RESPOSTA EM POUCOS DIAS, ESTAMOS AGUARDANDO , ESPERO QUE ELE PENSE COM CARINHO….E RESOLVA LOGO….

  • Neide de Sousa

    “INUSITADO”mesmo!!!! esse é o resultado do trabalho do IMI,através das ações, facilitar para o idoso perceber que é capaz de reivindicar seus direitos. Sr Fabio Farias, “tem de ser uma política de Governo” não! é obrigação do poder público, é LEI, art. 3º do ESTATUTO DO IDOSO,é obrigação assegurar ao Idoso com absoluta prioridade e efetivação do direito a vida,a saúde,a alimentação,a educação, a cultura, ao esporte,ao lazer,ao trabalho, a cidadania,a liberdade o respeito,a convivência familiar e comunitária. Enfim o CONVENIO, deu oportunidade de assegurar vários desses direitos.

  • Fernanda Barbosa

    Os projetos da Secretaria de Estado da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos estão parados, por falta de pagamento. Rosinha pague os salários atrasados!!!!

  • Jorge VI

    Caro Ricardo, em função de falhas na internet inicialmente foi enviado dois comentários idênticos. E os dois publicados. Por favor, se possível apagar o primeiro. O segundo está mais completo e é o válido, obrigada,

  • Jorge VI

    Gostaríamos muito de conversar por cinco minutos bom o Governador RF. São meses tentando. Pelo visto ele é um dos poucos que conhecem o trabalho realizado pelo Instituto Melhor Idade. Até o seu pai, amigo Senador Renan, elogia. Também gostaria de saber o porque que em junho, após seis meses de atraso, mesmo a Sec da Mulher e a Sefaz terem considerado apto a liquidação do processo, o Palácio seu contra-ordem “para aguardar mais um pouco”, deixando os dois secretários das respectivas pastas sem entender a decisão. Até hoje. Tudo pronto e não se paga. Agora Ricardo, imagine a cabeça e a vida dos funcionários, fornecedores e locatários sem salários e pagamentos, agora há oito meses.

  • Jorge VI

    Outra: obedecendo a LRF o governo anterior deixou alocadas a verba para fazer face aos pagamentos. É lei: a transição um governo só pode deixar despesas a pagar com os respectivos créditos em conta.

  • Jorge VI

    O Sec Fabio Farias afirmou que a partir de agora esse tipo de atividade “será ação de governo”. – Ou seja, eliminar o terceiro setor. Mas vi no face do Gov RF ele visitando e confirmando a continuidade do apoio a uma ONG que trata de crianças desnutridas que é liderada por uma da grande e rica nutricionista de Maceió, em forma de convênio. Por sinal, um trabalho espetacular!!!! Mas para crianças pode. E para “velhos” não pode????