O Tribunal de Contas do Estado vai escolher seu novo corregedor no próximo dia 18, e o fará com um conselheiro a menos no colégio eleitoral.

A inexplicável demora do governador Renan Filho em definir o substituto de Luiz Eustáquio Toledo – finalmente aposentado-, deixa a disputa em uma circunstância curiosa: dos seis conselheiros em atividade, três são candidatos ao posto.

Já estão inscritos: Fernando Toledo, Cícero Amélio e Anselmo Brito.

Como se espera que o novo conselheiro do TC seja integrante do MP de Contas, o resultado da disputa do dia 18 poderia ser bem outro se o governador não postergasse tanto a sua decisão sobre o escolhido (que ainda vai passar pela sabatina dos deputados).

Do lado de fora, está claro, a torcida é pelo conselheiro Anselmo Brito, que, infelizmente, tem sido muito criticado pelo pessoal da casa – e não falo dos demais conselheiros – por causa da forma pouco cordial com que tem tratado os servidores menos graduados.

(Tomara que seja só uma fase.)

Renan Calheiros tem de fazer "papel de homem" na crise
Rabada com pirão
  • wal

    Porque não as peças: FERNANDO COLLOR, BIL DE LIRA, ou RENAN CALHEIROS, os meninos entendem de contas que é uma beleza…
    .

  • carlos

    Quem trata mal às pessoas que este acha que está abaixo de sua assenção social deixa uma purga atrás da orelha.Nossas atitudes é que revelam nossa presonalidade.Falar o que é certo todos gostam.

  • Eleitor

    E quem se importa C a eleição para corregedor dessa inutilidade!
    Homi…