Para o deputado Pedro Vilela, do PSDB, “o impeachment não deve ser um tema proibido”, sobre o qual só se fale à boca miúda, mas ele disse acreditar que não há uma motivação objetiva para o afastamento da presidente Dilma Rousseff, pelo menos por enquanto.

Criticando duramente o pacote levyano de ajuste fiscal, o tucano defende, sim, uma discussão ampla sobre a crise, mas com uma “agenda pública”, como definiu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Vilela acentua que é uma contradição seriíssima do governo federal usar como slogan “Pátria Educadora” e cortar “mais de dez bilhões de reais do orçamento da Educação. A presidente foi eleita dizendo exatamente o contrário do que pratica”.

Sobre o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, ele afirmou que espera a denúncia do PGR Rodrigo Janot para definir, com o seu partido, a postura a adotar em relação ao parlamentar.

Eis uma questão fundamental da crise: todos, por ora, perdem.

Deputado Rodrigo Cunha dá 'nota 5' para o governo Renan Filho
PT vai se reunir para discutir críticas de Izac da CUT ao governo federal
  • Artur

    Gostaria que o nobre deputado desse sua contribuição apoiando o afastamento do cunha da presidência até que comprove sua inocência.

  • Rafael Costa

    Creio que o nobre deputado, pudesse fornecer sua simples contribuição afim de honrar os votos adquiridos pelos eleitores alagoanos.

  • Há Lagoas

    Não existe partidos ideológicos, apenas manobras espúrias e é nisso que vai desembocar esta crise medonha em nossa República.
    O PSDB não é melhor ou pior do que o PT em sua atuação fisiológica!
    Para constatar isso, basta perceber que, nos bastidores, o atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, procura a todo custo fazer conchavos tendo em vista a eleição presidencial…
    Não culpo o jovem deputado, mas lamento por todos os políticos descompromissados com nosso Brasil!

  • HÉLIO DE MORAES

    Se um(a) parlamentar que tem a obrigação de conhecer todas as tramitações da CORRUPÇÃO na esfera federal, tem o cinismo de afirmar que não existem motivações “políticas” para o impeachment da CORRUPÇÃO… então, merecem-se!

  • INDIGUINADO

    16 DE AGOSTO, VAMOS TODOS PARA A RUA MOSTRAR NOSSO INDIGUINAÇÃO CONTRA DILMA, LULA E TODA ESSA QUADRILHA QUE ACABARAM COM O NOSSO PAIS

    FORA DILMA.

  • Jorge

    Infelizmente, o momento político que vive o País é revoltante! Não vemos uma liderança crível, quase todos envolvidos em corrupção. Os partidos políticos são verdadeiras quadrilhas para fazerem esquemas e lavagem de dinheiro público. Esperança não temos de melhora. Confiar em quem? Com um congresso desses.

  • João

    PT partidos de maquiavélicos os quais querem transformar o Brasil em um governo bolivariano corrupto para que grande parte da população fique dependente! Nao podemos deixar este partido transformar o Brasil em uma Venezuela! Comparar o PT corrupto e incompetente á qualquer partido é insano e dizer que Dilma não sabia de nada e não é responsável por o que está acontecendo no Brasil é piada!

  • Bruno barros

    Pedro Vilela deputado a partidária, escultei a entrevista no 12 e 10 notícias!! Deixou a quem pois teria a grande oportunidade de mostrar pq o partido briga tando com a Dilma do PT, isso mostra a inesperciencia e o pouco interece em aprender diferentemente do também jovem JHC. Pedro V ainda “muito pobre” nas suas colocação e argumentos em defeza da população