O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Washington Luiz, deve reunir representantes dos servidores e do governo do Estado na próxima quinta-feira, na expectativa de que possa bater o martelo em um acordo entre as partes.

Ele ouviu do governador Renan Filho, hoje à tarde, que o Estado chegou ao limite do que é possível bancar e pagar este ano, ao propor os 5% de reajuste (ver matéria abaixo).

Se a diferença para o IPCA cheio – de 1,4% – parece pequena, eis que o acordo com a PM inviabilizaria uma nova proposta para o conjunto do funcionalismo: o que for dado aos demais servidores tem de ser pago aos militares, eis a questão.

Conversar, entretanto, parece ser o caminho, até para que haja avanço no futuro.

Lembrando que a presença do desembargador na negociação atende ao pedido formulado pelos sindicalistas.

Almeida vai se filiar ao PL ou ao PSD
Governo vai enviar à Assembleia mensagem de 5% de reajuste
  • Williams Roger

    Kkkkkkk que descupa esfarrapada. Sem inteligência, sem sabedoria.

    Eu sabia que qualquer hora alguém do governo iria dizer isso. Kkkkk

    Plano “B” furado. Kkkkk

    Meu nobre Ricardo. A Pm, o Bm, P, civil e os agentes penitenciários estão caladinhos por quê?
    Já conseguiram e muito. Pois tem poder de mobilização.

    Governador, com todo respeito, eu tenho uma saída e uma desculpa mais convincente para que V. Excelência dê um aumento JUSTO aos servidores.

    A RESPOSTA É:

    OS SERVIDORES ESTÃO COM OS SALÁRIOS DEFASADOS, SEM PODER DE COMPRA. PASSARAM 8 ANOS SEM REAJUSTE. OS SERVIDORES DA SAÚDE NEM PLANO DE CARGOS DE CARREIRAS E SALÁRIO TEM. TUDO AUMENTA, INCLUSIVE A ÀGUA (14,5%), transporte, aluguél…, TEM DIREITO (CONSTITUCIONAL, ART. 37) DE TEREM REAJUSTE SALARIAL EM SUA DATA BASE, ANUALMENTE, COM DIREITO A RETROATIVOS.

    DA MESMA FORMA QUE, ANUALMENTE, O STF TEM, E O EFEITO É CASCATA PARA TODOS OS POLÍTICOS. E É LEI, TAMBÉM, TA NA CONSTITUIÇÃO.

    OS JUROS ESTÃO ALTOS. TUDO ESTÁ A BEIRA DA MORTE. E TODOS OS SERVIDORES MERECEM TER DIGNIDADE. ALÉM DE QUÊ, TEM DINHEIRO SIM. FORAM FEITOS MUITOS CORTES E ECONOMIAS, E NINGUÉM SABE ONDE ESTÁ ESSE DINHEIRO. POIS ATÉ AGORA NÃO SE VIU NADA DE POLÍTICAS PÚBLICAS.

    SÓ REPRESSÃO, CORTE DE SOPA E PROGRAMAS SOCIAIS POR PARTE DO PT QUE ESTÁ, INFELIZMENTE, NA SECRETARIA DE AÇÃO SOCIAL, EDUCAÇÃO UM CAOS, DEVENDO 3 MESES DE SALARIOS DE PROFESSORES DO PRONATEC E AJUDA DE CUSTO (TRANSPORTE E ALIMENTAÇÃO) AOS ALUNOS.

    NÃO FEZ SUPLETIVO ESTADUAL QUE, A CURTO PRAZO, AJUDARIA A EDUCAÇÃO.

    PORTANTO, TEM DINHEIRO SIM. ARRUME UM JEITO. RESPEITE OS DIREITOS DOS SERVIDORES. O REAJUSTE PELO IPCA FOI UM AVANÇO. E NÃO DAR CONTINUIDADE A ISSO SERÁ UM RETROCESSO!

    DE CERTEZA, SEM GENERALIZAR, MAS V. EXCELÊNCIA ESTÁ SENDO MAL ASSESSORADO E SENDO INDUZIDO AO ERRO.

    TEM COISAS E CERTAS DECISÕES, QUE NÃO SÃO ÚTEIS E NECESSÁRIAS.
    SÃO INÓCUAS. É PERDA DE TEMPO!

    TEMOS QUE AVANÇAR, PROGREDIR, DAR UMA GUINADA, SAIR DA CONDIÇÃO DE PROVÍNCIA.
    O GOVERNO DE V. EXCELÊMCIA ESTÁ TENDO A MESMA PRÁTICA VIL DO EX-GOVERNADOR TÉO VILELA (PASSARÁS). E ISSO É UM RETROCESSO!

    Governador, os servidores com dinheiro, a economia gira, e o senhor é economista, deveria saber disso!

    Nada se perde. Tudo se transforma!

    Pense grande! “Tudo vale a pena quando a mente não é pequena”!

    Escute mais, mas não escute certas coisas, tipo, que “certos” assessores lhe “orientam”. Ta tumultuando e desagradando a maioria! E a maioria não é o Judiciário, legislativo ou Ministério Público, mas sim o povo e os servidores. Que votaram no senhor.

    Aqui em Alagoas não existe crise, mas sim má gestão com o dinheiro público.

    E SE QUISER PRECIONAR O GOVERNO FEDERAL POR CAUSA DAS PERDAS, NÃO FAÇA ISSO EM DETRIMENTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS!

    SE QUISER, RESOLVE-SE TUDO. A DECISÃO É POLÍTICA!

    MAQUIAVEL TAMBÉM ENSINA DAR UMA DURA, PARA DEPOIS, RELEVAR (JOGO POLÍTICO), E ASSIM FICAR “BEM VISTO”! SÓ QUE PARA ISSO SER POSITIVO, PRECISARIA DE ATITUDES CORAJOSAS, INTELIGENTES, SÁBIAS E QUE QUEBREM PARADIGMAS.

    SUGIRO QUE INOVE. ARROJE!

    Fica a dica! Ademais, ninguém é forte sozinho!

    Igualdade e fraternidade.

    Todos nós temos direitos. E tolher-los, não é nada inteligente!

    Boa sorte!

    Ricardo, agradecido pela oportunidade de exercer a minha democracia participativa.

  • Carlos

    Tudo para PMAL sempre foi complicado , por esse motivo e muitos outros que quando estamos indo para reserva ! Estamos cheio de problema de saúde

  • Funcionário Público Estadual

    Nada é tão ruim que não possa piorar! Volta Téo!

  • JEu

    Essa confusão toda por reajuste salarial é tudo culpa do governo da Dilma e do Lula, ou seja, a culpa toda é do PT e de seus aliados, que empurraram o país para uma situação inflacionária e de crise com a corrupção e a incapacidade de gerenciar a economia brasileira. O resultado está aí: mais de 68% de rejeição… Pena que só agora o povão (os sofredores do bolsa família) estão compreendendo a besteira que fizeram ao reconduzir o governo do PT (Dilma) para mais 4 anos de (des)administração.

  • SEVERINO FEIJÓ DE MENDONÇA

    PODE EXISTIR UMA COMBINAÇÃO ENTRE JUDICIÁRIO E GOVERNO NO SENTIDO DE INTIMIDAR OS MISERÁVEIS SERVIDORES DO PODER EXECUTIVO A CEDER O QUE JÁ NÃO TÊM CONDIÇÕES. SÓ QUE O JUDICIÁRIO RECEBE ALÉM DO NORMAL.TEMOS CASOS DE JUÍZES E PROMOTORES QUE CHEGAM A RECEBER MAIS DE R$ 100.000,00MENSAIS COMO DIFERENÇAS SALÁRIAIS,DE QUE MANEIRA ELES CONSEGUIRAM TUDO NÓS SABEMOS.

  • carlos

    Acordo da PM,deixa governador sem opção para resolver pendência de 1,4%.Será e a PM,só pensa nela e entrou na onda dos que primeiro eu,segundo os meus e os terceiros se virem.Merecem sim até melhores salários e vem sendo contemplados com alguamas melhores e os demais não.Tal historia dos duodécimos os poder judiciário e legislativo recebem os bola cheia e o resto nada consta.Ás areas de segurança vem tendo um tratamento diferenciado olha RM,os valores de que estas categorias vem avançando.Já os demais zero de 0%.Não custa nada o governador falar para turma eles não tiveram nada e por isso com muito esforço vai os 6,44%,mesmo fracionado com a última parcela para janeiro de 2016.

  • carlos

    Governador ou qualquer assessor veja o comentário de Williams Roger e sigua esta cartilha.Tenha coragem e diga para às categoria de segurança.Deixem de serem insensatos vamos olhar para os excluidos da saúde ou melhor os demais que não tem o poder de barganha.Mostre Sr.governador que tem aquilo roxo…

  • ARTUR

    PANIFICAÇÃO EM ALAGOAS SOBRE A MIRA DA FALÊNCIA.
    MINISTÉRIO DO TRABALHO E DRT estão fiscalizando e colocando a corda no pescoço do setor de panificação para adequação dos maquinários, sem condições financeiras de realizar as exigências da DRT são multados em valores acima de suas condições, causando um mal estar no setor e alegando que irão fechar as portas por falta de condições financeiras. Tem um fiscal do órgão que está causando terror durante a fiscalização devido seu modo arrogante e agressivo que trata os panificadores. Além da concorrência desleal, o alto custo de um colaborador e a dificuldade financeira que passam os empresários a nível nacional, ainda devem aguentar profissionais arrogantes e despreparados para o trato social.

  • BEL

    O JEITO QUE AS COISAS ESTÃO RECEBER 5% DE AUMENTO É UM ABSURDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Edson

    A história da PMAL é verdadeira, mas o governo é conivente. Vivemos em um Estado entregue a “miséria sustentável” e a prova disto é o valor que dão a Educação. Em nosso Estado um Educador (professor) que é nível superior e que trabalha 40 horas semanais ganha menos que um Soldado Combatente da PMAL, o portal da transparência está ai para verificação. A única estratégia clara neste governo é matar e espancar, não está jamais em educar, formar cidadãos de bem. O secretário de maior destaque é o da SEDS, não é o da Educação. O rapaz da SEDS manda fazer e paga bem aos seus “capangas” ou comandados. O da Educação que impor qualidade com braço de coronelismo se pudesse de escravidão. São fatos de uma sociedade perdida, condenada a miséria por maus governantes.

  • Daniel Nogueira

    Bel, além dos míseros 5%, pior é saber que ele será fatiado em 3 parcelas. Miserável, miseráveis … Mil vezes miseráveis esse Governo e toda sua corja de bajuladores!!! E ainda reclamávamos do Teo , mas ele nunca fez um parcelamento desses!! Volta, Teo!!! Movimento volta Teo !!!!