Já é evidente que há uma “disputa” entre as várias categorias de servidores públicos. Basta ler os comentários de vários internautas, aqui, sempre defendendo a necessidade de concessão de reajustes para tais ou quais funcionários e não os da “ordem do dia”.

Isso acontece, principalmente, pela priorização momentânea da área da Segurança Pública.

Mas os fatos se impõem – e é o que acontece agora.

O conjunto do funcionalismo tem a sua importância para fazer a máquina pública andar (ou desandar). Algumas áreas, porém, têm um apelo maior junto à população, e este é o caso da Segurança.

A possibilidade do aquartelamento, por exemplo, mete medo em todos os segmentos da sociedade, que vive um período de pavor por tudo o que já conhecemos.

Quando a “disputa” se estabelece é como se entrássemos no território do “primeiro o meu”, o que não deve ser o caso.

A palavra de ordem “ou eu ou ele” não deve caber nessa negociação. Acho que é o caso de os servidores entenderem que todos têm de ganhar, ainda que pareça injusta a forma como o debate está sendo conduzido.

A fonte de recursos é a mesma, mas a força de reivindicação de cada categoria vai de fora para dentro – e não o contrário.

Renan Filho usa "crise da Grécia" para negar pedidos de cargos
"Nós vamos fazer uma proposta muito legal à PM", diz Santoro
  • wal

    E quem não pertence ao quadro de funcionários públicos, esses sim trabalham muito,não pode reclamarem, e quando reclamam os patrões diz logo; se estiverem insatisfeitos peçam demissões ?
    Então é isto; peçam demissões, e vão trabalharem de fato, em uma empresa privada.

  • ARTUR

    É verdade estão colocando em prática : ¨CADA UM POR SI e DEUS POR TODOS NÓS¨.

  • WELLINGTON

    É por isso que os servidores só perdem, porque na hora de negociar chegam sempre divididos e desorganizados. Aparecem os “pelegos” e falsos moralistas e fazem o que o governo quer. Sempre foi assim e não vai ser diferente dessa vez.
    Tudo isso é fruto da nossa “formação”.
    Então é colher o que plantamos e viver como sempre com a “cuia” na mão.

  • Profissional da Saúde

    Sou da área da saúde (nível superior) e estamos sendo massacrados pelo governo estadual há 8 anos. Nenhum aumento real e já estamos ganhando menos que um soldado (nível médio). Pior são os coronéis que não fazem NADA, só tem mordomias (motorista, telefone e segurança pagos pelo estado), ganham R$ 22 mil e todo ano tem aumento. Vergonha isso. Pelo amor de Deus ajudem a SAÚDE…

  • patrícia

    Bom dia Ricardo, por gentileza fazer algum comentário referente ao concurso público da Uncisal, os aprovados aguardam um posicionamento do governador.

  • carlos

    RC,é natural que algumas categorias que não tem o poder de policia e não porta arma de fogo,não tem a força de reivindicação.Basta fazer um levamento os servidores da saúde desde a epoca Teotônio Vilela,vem sofrendo perdas e sem nenhuma reposição.Já a policia civil e militar merecidamente vem avançando na recuperação de suas perdas.A falta de bom senso é provocado pelos gestores que são eleitos para se perpetuar no poder e não tem uma política justa para os servidores.Baixam a cabeça para o poder legislativo e judiciário,que tem os seus duodécimo garantido legalmente na constituilção que é legal mas é imoral,a prova é os escândalos do Tribunal e Assembelia Legislativa,que o repasse é acima das necessidades é tanto que vira corrupção.Já os servidores da saúde são os marginalizados na política salárial Teo x RF..

  • ERINALDO FÉLIX

    Ao [Profissional da Saúde]: Menos os médicos, enfermeiros e odontologista do CBMAL, não consultam, “cumprem” 20hs de papel para encher o “C%”, de dinheiro, são no mínimo Capitães, ganhando quanto? r$11.692,98 BRUTO.

  • carlos

    wal,seu comentário é digno de pena.Sua inveja é doentia,fica com raiva de tudo e de todos.

  • Abono fixo ou bolsa de 1000

    O momento é simples, dava 1.000,00 um mil reais de abono para todos da ativa, seja quem ganha 30.000,00 passaria para 31.000,00 ou quem ganha 800,00 passsaria para 1800,00. Como foi feito com os gentes penitenciários. Faça os cálculos todos os servidores. 97% vão ficar a favor e felizes.

  • carlos

    RM,até o momento o governador pintassilgo,não se manifestou públicamente que o reajuste chorado é 5%.Quando vai vigorar? ….Oficialmente é só conversa e conversa ….Por falar em pagamento quem é da Secretaria Municipal da Saúde de Maceió,que sabe de alguma informação da dívidas das campanhas:Monitoramento vacinal,fevereiro,HPV,março e influenza maio…Com a palavar a silenciosa Secretaria de Saúde…

  • Unificar a luta

    Sou PM porem 5% só dá 175 reais queria uma bolsa fixa pra todos da ativa seja segurança ou educação ou saude 1500 reais para cada um

  • nada disso

    a operação de integrada não tem nada. só falam em potlciais militares e esqueceram O TIGRE, MELHOR DO ESTADO NA ÁREA DE SEGURANÇA;

  • JOSÉ CARLOS DOS SANTOS

    PARA CONCEDER REAJUSTE AO MILITARES, É SÓ O GOVERNADOR SER INTELIGENTE E ACABAR COM AS CLASSIFICAÇÕES ABSURDAS QUE EXISTEM NA PMAL E CBMAL . ONDE POR EXEMPLO UM SOLDADO GANHA COM SARGENTO E DESSA GRATIFICAÇÃO NÃO SE DESCONTA NEM O AL PREVIDÊNCIA NEM IMPOSTO DE RENDA. E SEGUEM OS DEMAIS.

  • edmar rocha

    Juizes e politicos recebem quanto querem e como..! Promotores, delegados, ficais de renda querem receber, e julgam que tem o direito, igual à juízes; acima de R$ 30.000,. Aposentados que recebem mais do que o teto do fucionalismo , acima de R$ 33.000,) e por aí vão nossos queridos, esforçados e dedicados funcionários públicos …! A Grécia está aí como exemplo que governos sem dinheiro e sem controle QUEBRAM e ESMOLAM para que possam manter a máquina!

  • Alexandre Araujo

    A mazela do estado brasileiro é o serviço público composto por servidores desqualificados e preguiçosos. Observe em qualquer órgão público estadual ou federal que lá estão eles, que nada produzem e nada criam, somente plagiam. todos os anos só falam em aumento, aumento, aumento…nao sei de onde vem tanto chororô, é só olhar o portal da transparencia, serviços gerais ganhando mais de 2mil reais em diversos orgãos, mamam nas tetas do governo e so vivem reclamando!

  • Há Lagoas

    Isonomia, não faz parte do cardápio!
    Ou como diz o adágio popular: “farinha pouca, meu pirão primeiro”.

  • carlos

    Alexandre Araújo,quem guarda rancor sem desabafar é ruim para saúde.O Sr.pelas redes sociais,sabe muito bem colocar para fora suas mágoas e frustrações.O servidor não pede aumento salárial e sim reposição.Rancoroso inflação é o aumento de preço dos alimentos e serviços etc.Cidadão vai fazer analise do seu comportamento que é bom para saúde mental e fisica!

  • rogerio barboza

    Essa é uma questão delicada, a gestão do funcionalismo ganhou corpo dentro da Administração Pública, pois, a falta de uma politica de pessoal com a definição das carreiras, crescimento dos cargos em comissão, estes em número muito superior as reais necessidades da máquina, criados na maioria das vezes para acolher aliados, tem dificultado o gerenciamento das demandas, justas em sua maioria.
    Trago à reflexão a situação do Tribunal de Contas do Estado de AL. Senão vejamos, a Constituição foi promulgada em 05/10/1988, estabelecendo as formas de provimento de cargos públicos, já são 27 anos e o TCE nunca realizou concurso com oferta razoável de vagas, não possui Plano de Cargos e Salários e tem dificuldade em identificar seus servidores. Será que nesses 27 anos não surgiram claros(mortes, aposentadorias, demissões, etc), e o que foi feito com essas vagas?. No caso especifico do TCE essa bagunça é proposital, chega a ser uma “estratégia administrativa”, para burlar o ordenamento jurídico, com enxerto de um numero descomunal de cargos em comissão, para contemplar familiares e apadrinhados dos conselheiros de plantão. O caos na adm pública Alagoana tá longe de uma solução, será sempre: cada dia com sua agonia.

  • Marcão

    A questão é que certos segmentos como justiça, ministério público, tribunal de contas, ficaram à cima dos demais servidores, onde seus proventos advém de uma lei que os ampara, enquanto os mortais servidores que realmente carregam a máquina ficam no ringue para lutar pelos seus reajustes. Aliás e se todos fossem proporcionalmente submetidos à lei de responsabilidade?….. Seria justo e igualitário……

  • paulo de pedra

    concorda plenamente com Alexandre,si estas malandros de serviço publico não e parado a pais vai ficar com nem grecia e a primeiro de não receber vai ser eles! ai e tarde de mais

  • carlos

    A proposta que será apesentada hoje para PM,não será apresentada por falta de proposta e os “calculos não foram fechados”.O computador da sefaz é tão enrolado quanto os discursos bonito moderno do governador, porém sem rumo seguindo a biruta…

  • Carlos andre

    Esses secretários do RF querem muito é aparecer, esse tal de Cristian e esse Santoro da fazenda. Até agora nada, os buracos já começaram a aparecer nas pistas do estado,educação só mentiras, nem transporte esta pago, e ficam mostrando 2 escolas que o vilela deixou pronta. O canal do sertão parado, carros pipas sem receber, saúde um verdadeiro cais, assistência social acabaram até com a sopa para os miseráveis. Queria saber dos calheiristas os pontos positivos???

  • lopez

    O momento é simples, dava 1.000,00 um mil reais de abono para todos da ativa, seja quem ganha 30.000,00 passaria para 31.000,00 ou quem ganha 800,00 passsaria para 1800,00. Como foi feito com os gentes penitenciários. Faça os cálculos todos os servidores. 97% vão ficar a favor e felizes.

  • Dr Everaldo

    A pior “coisa” do mundo é que tempo é dinheiro porque deveriam ser quanto mais produzir mais ganhar só assim o servidor ia fica conformado e ea trabalhar, quantos servidores ganhar sem ir trabalhar um exemplo do TC de alagoas se eu não me engano. Mais tem cada servidor medíocre falta de competência