Todo mundo que conhece minimamente a atividade sindical, centrada principalmente na luta econômica, sabe o quanto de emoção se manifesta nas grandes assembleias.

A decisão sobre a “operação padrão” da PM e do CB (que tem tido um papel fundamental na mobilização dos militares) reflete o pensamento de boa parte da tropa.

Mas não há, ressalte-se, um consenso.

Existe ainda, sim, uma forte expectativa em torno de uma possível proposta – se não provável – por parte do governo do Estado, que nem sempre tem usado de habilidade nas negociações, talvez pela inexperiência dos responsáveis pela desgastante atividade. Mas isso pode sumir de vez, transformando esperança em decepção.

Não é uma tarefa fácil para nenhum dos lados.

Hoje, as corporações militares têm um comandante, o secretário de Defesa Social, que se mantém permanentemente em atividade e ao lado dos comandados. Ainda nas primeira horas de hoje, Alfredo Gaspar de Mendonça esteve reunido com oficiais comando da PM e do CB.

O que pesa em favor do governo, mas não resolve o impasse.

Por outro lado, a expressão “reajuste zero”, disseminada pelas redes sociais feito um vírus, faz com que os militares se sintam desprestigiados, colocados à margem das negociações com o governo.

O que prevalece hoje é esse sentimento – eis uma verdade fundamental.

Já a presença de vários grupos dentro do movimento, com posições divergentes e competindo entre si, faz elevar o tom da mobilização, mas desfavorece uma posição amplamente majoritária – de qualquer lado.

Evidentemente, o tempo pode levar à convergência entre os líderes e os liderados, o pior dos cenários para o governo e, principalmente, para a população.

Ao governador Renan Filho cabe, com urgência, desfazer essa imagem de “desprestígio” das tropas da PM e CB. O argumento de que já foi dado tudo o que era possível este ano já é matéria vencida.

Quando a sensação de injustiça se estabelece, o remédio é a reparação.

Como?

Com neurônios, um tanto de boa vontade e ação de aproximação.

Governo Renan Filho já sofre da "síndrome da desconfiança"
Fábio Farias cumpre uma missão que não é só dele
  • luis

    Que classe desgraçada e esquecida…

  • Realista

    Embora pareça que essa reunião dos comandantes com o secretário tente minimizar os efeitos da operação padrão , a verdade é que isso não muda nada o posicionamento do homem que está na ponta da tropa e até mesmo os seus comandados.

    Parabenizo o trabalho do Secretário e do CMT Geral que são excelentes profissionais e motivadores, fazendo com que os militares executassem suas funções com mais afinco.

    MAS E A CONTRAPROPOSTA DO GOVERNO?

    ZERO

    Não houve nenhum tipo de investimento na segurança pública , sequer as promoções foram assinadas , um mísero reajuste de 6% é negado.

    Torço o muito por esse governo, mas com essa postura de desprestígio com a tropa não vai ajudar em nada a sociedade e os frutos de seu governo

  • Sgt Arthur Costa

    Ricardo,, bom dia, Esse governo quer permanecer, igual ao outro, anterior só empurrando com a barriga, o que tivemos este ano, como todos sabem (menos o governador) foi tão somente o reajuste do ano passado, que o mesmo se negou a pagar, pedindo flexibilidade daí damos um voto de confiança e foi feito o parcelamento, pois o digníssimo alegou que não podia pagar, agora vem um secretário do gabinete civil que não sei de que buraco saiu e diz que a operação padrão é inaceitável, secretário, vá procurar o que fazer, já que o dinheiro do estado só dar pra vocês, quero dizer pra você secretário, que a PM, sempre esteve pronta pro diálogo, vocês que nunca deram a mínima, depois secretário estamos cheios de diálogos, diálogos não enche barriga.ok? vá trabalhar, coisa que vocês não fazem.

  • A. Souza

    Ricardo, quando todos somos cientes de toda a corrupção e desvios de verbas públicas existentes em todos os governos, principalmente através de contratações fantasmas e aluguéis faraônicos pagos pelo Estado, fica difícil aceitar somente um tapinha nas costas. Esse dinheiro tem de vir para o povo e também para aqueles que são responsáveis pelo dia a dia do Estado e em lide para aqueles que fazem a segurança pública de verdade, como é o caso da PM. Do contrário, aumentarão os desvios e esses corruptos ficarão cada vez mais ricos.

  • wal

    É pouco, elegeram o RENAN-PAI, FERNANDO COLLOR, BIL DE LIRA, o filho dele ARTHUR LIRA…

  • ygor

    Pior que os batalhões estão parando mesmo,salve-se quem poder!

  • gil

    ESSE GOVERNO É INSEGURO, NÃO TEM MATURIDADE, ERRAMOS QUANDO FIZEMOS GOVERNADOR, AGORA É TARDE.

  • ARTUR

    Esta linguagem ¨desprestigiado¨ e que esperam uma proposta, demonstra fragilidade e receio de que pode dar em alguma punição.
    O LADO SOFRIDO É QUEM SEMPRE LEVA DA PIOR, MAS JÁ ESTÃO ACOSTUMADOS, O QUE FAZER? Escolher políticos comprometidos com o que prometem e falam em campanha..

  • Romeu Soares

    Ricardo Mota, você é um Jornalista inteligente e sabe também que o Governador do Estado assumiu o cargo quando já existia Lei que havia concedido reajuste salarial aos PMAL e CBM, referente ao IPCA dos anos de 2010, 2011, 2012 e 2013, em fevereiro de 2014 em parcelas, porém quando chegou em janeiro de 2015 o Governador se recusou em implantar a parcela constante na Lei e começou a jogar enrolando as tropas militares para não implantar e ganhar tempo. Depois de algumas reuniões com os responsáveis pela implantação, sem modificar a Lei as parcelas atrasadas que seriam implantadas foram modificadas e alongado o tempo, mas sem Lei alguma e implantada parte, porém nesse bojo de modificações não se incluiu o IPCA de 2014 que foi 6,41%. Agora o Governador do Estado, através do Secretário do Gabinete Civil surge alegando que o IPCA de 2014 está incluído nas parcelas anteriormente acordadas em negociações, vindo com isso insuflar com mentiras na mídia para agradar o seu Chefe como se todos os militares fossem idiotas e não soubesse realizar cálculos matemáticos..A Constituição Federal trata sobre : “Reposição das perdas com o mesmo índice e na mesma data (Art 37, X da CF), o que não é aumento salarial (É a reposição do que foi corroído pela inflação do ano anterior). Não há o que negociar, salvo os 6,41% de reposição que não é aumento. O Governador do Estado aproveite a Tabela que está em vigor e que o Estado ainda não cumpriu e acrescente os percentual de 6,41% que é a inflação de 2014 pelo IPCA.,. Como ele vai fazer é problema dele auxiliado pelos seus assessores.
    Você pode ser muito inteligente, mas não pode querer chamar os outros de burro.
    Ainda acho pouco fazer operação padrão sem, solucionar o problema, não só para os militares, mas para todo funcionalismo público..
    Digo mais,, esqueçam os supérfluos e hajam no essencial..

  • JEu

    Está devidamente comprovado que o governador além de imaturo e inseguro, também é descompromissado para com a população pois, se a secretaria de segurança pública era a única que ainda dava resultados, agora não vai sobrar nenhuma e quem vai sofrer mais é o povo mais carente, muito embora, no caso de segurança pública, muita coisa ruim também pode sobrar para quem anda pela cidade dirigindo seus carrões. Com a operação padrão o efetivo, mesmo que se apresente para o serviço, não vai para as ruas se todo o equipamento não estiver 100%. E quando forem para as ruas, os PM não vão passar das horas estabelecidas na CF/88, ou seja, 44 horas semanais e não vão passar em missão além do horário do turno de serviço, ou seja, mesmo havendo uma necessidade de atendimento, quando terminar o turno, vão recolher imediatamente para os batalhões. Logo, logo, vamos ver a criminalidade e a violência retornarem com toda a força. E o culpado de tudo isso quem será? O governador e sua insensível equipe de governo…

  • andre

    Caro Mota, venho informar que a prefeitura de Maceió deu 2,16% retroativo a janeiro, mais 1,92 em novembro e 1,92 em dezembro. Dessa forma o aumento mesmo foi de 2,16 até outubro. Os professores que tiveram aumento de 6% em janeiro. Agora eu Prevejo que lá para novembro eles terão o restante do piso nacional. O sinteal falou que foi uma vitória o aumento de 6%, opinião minha, deixar claro. No diário de hoje está a lei.

  • kbção

    OLHE NÃO ADIANTA COLOCAR VIATURAS, OU MESMO OS POLICIAIS, SEM QUE HAJA MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO,NÃO SOU MILITAR NEM SERVIDOR PUBLICO MAS APOIO OS MESMO.

  • Sem motivacao

    Já que ele diz IPCA zero . Na rua quem tá e o praça. Então serviço Zero. SOLUCAO Acabe com as classificações e me de o reajuste.

  • MARCÍLIO TAVARES DA GUIA

    AMIGO RICARDO MOTA

    Peço que vc faça e publique uma pesquisa sobre salários de policiais em todo Nordeste, compare também a quantidade de policial por habitante, custo de vida de cada Estado e horário de trabalho desses nossos heróis. obrigado.

    Acho que essa pesquisa vai derrubar a tese da equipe do governo,pois bem sabemos que temos um dos piores salários de todo Brasil. Mas a pesquisa trará luz a todos e será incontestável.

  • Junior

    Com todo respeito que tenho e vou continuar tendo a vc Ricardo, más em momento algum nós militares agimos usando apenas a emoção. A razão e o bom senso sempre prevaleceu durante nossas assembleias. Más admito que se agíssemos usando apenas a emoção o caos estaria formado em Alagoas.

    Resposta

    Caro Cabral Junior:

    Por favor, leia o texto de novo.

    Grato,

    Ricardo Mota

  • Alagoana

    Todos merecem um bom salário, mas a verdade é que os Policiais Militares de Alagoas têm um dos melhores salários para o nível médio do Poder Executivo de Alagoas, sendo maior que muitas categorias de nível superior e estando dentro da média do Brasil.

    O pessoal do nível médio da Saúde, por exemplo, ainda recebe um salário baixíssimo.

  • Ismar Macário

    Ricardo acho justo o pleito dos militares. Mas o estado não são apenas eles. O pessoal de nível médio da saúde tem um salário muito baixo. Militares de nível médio ganham mais de 2700 reais. O nível médio da saúde 860 reais. Isso é justo?

  • Claudia Teixeira Amorim

    Caro Coronel Romeu Soares acredito que o Sr. não leu a Lei da Pmal ela fala IPCA 2013 e 2014. Ricardo se você quiser realmente saber quanto cada Posto da PMAL cresceu de salario peça ao Secretário do Gabinete Civil a Tabela de salários deles de janeiro/2011 e janeiro/2015 e você mesmo faça as contas e apresente eu seu blog. A Saúde sim como disse a Alagoana é zero. Um Coronel que nada faz dentro da PMAL ganhando 15 mil quer mais o que essas belezas.

  • Nascimento

    A falta de boas opções para a sucessão do ex-governador Teotônio fez cm q parte do povo alagoano elegessem esse rapaz, infelizmente quem tem memória política deve lembrar-se dos governos do PMDB em Alagoas, FERNANDO COLLOR massacrou e humilhou os servidores públicos, arrumou uma briga com o Governo Federal resultando no fechamento do PRODUBAN, fez um acordo hediondo com uma banquetazinha q só tinha uma agência na esquina do livrame to cm a Agerson Dantas, onde hj é a lj do Magazine Luiza, nos anos 1994 em uma situação semelhante a eleição passada foi eleito o já falecido DIVALDO SURUAGY, todos nós recordamos o q aconteceu, agora temos esse menino propaganda, bem apessoado, fala mansa e bonitinho, qualidades essenciais p ator de comerciais, claro existem diferenças o arrogante Collor humilhava mas pagava não reajustava os salários, mais da metade do seu governo o estado esteve com seus servidores em greve, a PM fez sua primeira paralisação, em 1995 o governo Divaldo Suruagy talqualmente a esse trouxe de fora do estado um gestor de finanças e um chefe do gabinete civil arrogante e intransigente onde a mentira e a tentativa de desacreditar o servidor público junto a sociedade é a sua principal arma. Governador não repita a histórico do seu pardido, deixe de querer aparecer e realmente comece a trabalhar prestigiando quem trabalha os servidores publicos dão o sangue por esse estado, sendo os PMs, BMs e os PCs os q literalmente doam em prol da sociedade.

  • Lailton Lobo

    Realmente, os salários dos militares possivelmente são maiores que os da saúde de nível médio. No entanto eles estão a todo momento correndo risco de vida em defesa da sociedade, não tem adicional de insalubridade, periculosidade e ultrapassam a carga horaria máxima permitida ao trabalhador brasileiro, ao contrário de todos, são impedidos de levarem uma vida normal na sociedade pelo fato de correrem risco de vida. Onde através de uma pequena pesquisa pode ser observado que o salário dos militares de Alagoas é um dos menores do Brasil.

  • Nascimento

    Com todo respeito aos servidores publicos de nivel médio da Administração direta e indireta, mas fazer comparações entre as atividades desenvolvidas é no mínimo um pensamento irracional, pois a carga horária, o stress e as responsabilidades são totalmente diferentes, só como exemplo qual servidor de nivel médio tem a responsabilidade de decidir em milésimos de segundos entre a vida e a morte, nenhum outro servidor tem, mas os policiais e bombeiros têm, uma decisão errada pode ser fatal.