Há uma intensa mobilização nos quartéis da PM e do Corpo de Bombeiros em relação à assembleia marcada para o dia 25, às 14h30, no Clube dos Oficiais.

Mas o clima, assegura um militar com trânsito fácil na tropa, é de otimismo, não apontando para nada semelhante a uma operação padrão ou aquartelamento.

A expectativa é de que o governo venha a apresentar alguma proposta que possa atender minimamente às duas instituições.

O que eles não aceitam é o “reajuste zero”.

Outro fator favorável a um entendimento é a excelente relação do secretário Alfredo Gaspar de Mendonça com os militares, que vem se estreitando desde a sua posse, no início do ano.

Hoje, às 19h, as associações militares têm uma nova roda de negociações com o secretário Christian Teixeira, do Planejamento e Gestão.

Pode ser um passo decisivo para o governo se livrar de mais este problema.

Está mais do que na hora de mudar a agenda.

Sem acordo com a Educação, governo não consegue sair da pressão
Novela: Luiz Eustáquio Toledo só quer se aposentar "a pedido"
  • Fernando

    O governador tem que respeitar os bombeiros e policiais militares de Alagoas, nós damos o sanguem por esse Estado, merecemos viver com o minimo de dignidade…

  • Rogério

    Está simples a resolução deste problema RF? O senhor so cumpre a lei ….sem operações padrão e sem corpo mole nas ruas….

  • kbção

    AI É QUE OS TRAFICANTES VÃO DEITAR E ROLAR SE A PM AQUARTELAR, NÃO QUERO NEM ESTAR AQUI EM ALAGOAS.

  • soldado saulo

    “Não apontando para nada semelhante a uma operação padrão. ..”.Mas é claro, tudo que os presidentes de associações menos querem é se indispor com o governador, afinal ser amigo do rei pode trazer muitos benefícios, e tal assembléia do dia 25 fatalmente repetirá a última de fevereiro quando todas as associações já foram para a assembléia com o acordo pronto, desrespeitando a decisão dos militares ali presentes que votaram pela operação padrão. Vergonha é a palavra que resume as associações militares. Por isso que vivemos mendigando esmolas a todos os governos e também pelo uso eleitoreiro dessas associações.

  • luis

    ESSA É A PROPOSTA DELE, MOSTRE A DE VCS.

  • Luiz Gonzaga de Lima Filho

    E eu até já sei qual será o acordo, porque essa cantiga já é velha: “Uma pra mim, uma pra mim, uma pra tú, outra pra mim.
    Uma pra mim, outra prá tú, uma prá mim, Outra pra mim.” No dia que essas associações falarem sério eu poderei acreditar nos seus acordos.

  • JEu

    Chegou a hora do governador mostrar que sabe valorizar quem trabalha e demonstrar que tem apreço pelo trabalho do secretário Dr Alfredo Gaspar. Do contrário estará passando a imagem que prefere aqueles que não querem nada com o serviço público. Amanhã quero ver o que vai sair nos noticiários locais.

  • Alagoana

    Os militares já tiveram aumento esse ano. É justíssimo o que eles pedem. Mas vamos ter um pouco mais de paciência e dar um voto de confiança ao governador, pois ele tem mostrado boa vontade.

    Agora se passar mais um ano nessa história sem de fim responsabilidade fiscal aí sim seria a hora de cobrar.

  • Ricardo Gomes

    A única coisa que presta nesse governo é a segurança.
    E agora?

  • J.Monteiro

    Meu caro Ricardo Mota, no seu texto você usou a palavra “acordo”, e acordo é sinônimo de conchavo, mas, nesse caso, eu prefiro usar outro sinônimo : conspiração. Quem está conspirando contra quem?

  • luis

    É a classe mais poderosa, mas foi encucado que não tem poder algum no período de formação com as táticas do MEDO… Acordem, vcs não tem ideia do poder que tem.

  • ARTUR

    Alagoas é testemunha do esforço que a POLICIA tem feito seja CIVIL ou MILITAR para reduzir a violência, porem sendo esquecido pelos governos na valorização do pessoal seja financeiro ou promocional.
    Vale salientar que a maneira de reivindicar seus direito esta muito diferente de épocas passadas, por exemplo: paralisar o IML, fechar bombas de abastecimentos de viaturas, tumultuar eventos públicos, patrulhar a cidade etc.
    ESTA UMA REIVINDICAÇÃO CIVILIZADA E RECONHECIDA PELA SOCIEDADE.

  • Sérvulo

    O que atende minimamente nossas reivindicações: IPCA, assim como os demais servidores, Lei de Promoções, Bico Legal. Simples assim.

  • zaydan gomes

    Até mesmo vc Ricardo Mota, que é comedido nos seus comentários, sabe que o atual Governador esta MENTINDO, ao afirmar que deu AUMENTO ao militares, pois na verdade ele apenas CUMPRIU O QUE FORA ACORDADO e com respaldo da própria ALE por Governo do Estado de Alagoas, agora vem com estoria de governo passado. O que passa é o governador (pessoa), o estado fica, e tem que honrar com seus compromissos…. Como o próprio governador diz… cumpra apenas a Lei..

  • RESERVA DO CFO 2012 PMAL

    ALÉM DISSO, PERCEBE-SE QUE A TROPA ESTÁ VELHA E DAQUI P 2018 FINAL DO GOVERNO SERÃO 2.500 PM’S A MENOS NAS RUAS. NUMA TROPA QUE TEM 7,5 MIL HOMENS SERÁ MENOS 1/3.

    FAZ-SE NECESSARIO CHAMAR A RESERVA TECNICA DO OFICIAIS SÃO 100 PESSOAS E PRAÇAS. 800 PESSOAS. APTAS A COMBATER A CRIMINALIDADE.

  • Cortador de bolo

    Veja o tamanho do bolo, 20 kg de dinheiro pra 20 pessoas, é assim que a justiça paga seus funcionários, não há preocupação em aumentar o número de convidados para comer do bolo. Já nas outras categorias Educação por exemplo 20 kg de bolo pra 20 pessoas, porém a cada ano chama-se mais 20 convidados assim no segundo ano tem o dobro de pessoas para comer o mesmo tamanho do bolo, ao passar de alguns anos tem tanta gente pra comer do bolo que cada um recebe uma migalha. Tem funcionado assim veja o número de juízes que haviam há 20 anos é o mesmo de hoje, por esse motivo a fatia do bolo não diminui. Chamar a reserva técnica da educação ou da segurança é diminuir a fatia do bolo(da migalha que cada um recebe atualmente). O que cada categoria deve fazer é procurar realizar seu serviço com excelência pois somos servidores do Estado, vamos fazer valer nossos direitos, mas não vamos cair na idiotice que aumentando o número de servidores nas nossas áreas seja coisa boa pra gente.