A dificuldade do futuro governador Renan Filho em encontrar nomes de técnicos com sensibilidade política para secretarias estratégicas empurra o vice, Luciano Barbosa, para postos que inicialmente não seriam dele.

Educação é a primeira aposta, principalmente por causa do programa de escola integral que ele implantou em Arapiraca.

Agora, Barbosa surge como uma possibilidade real para a Secretaria da Fazenda. Tem experiência na área – foi secretário de Finanças de Célia Rocha, além de ter coordenado o PDV (Programa de Demissão Voluntária) do governo de Divaldo Suruagy, que trabalhou com quantias elevadas do erário.

Ele seria, inclusive, o nome de Renan pai para a Fazenda Estadual.

A expectativa é de que, com as pressões, o futuro governador anuncie titulares de pastas-chaves, para tentar blindar ao máximo o seu governo de indesejáveis indicações políticas dos aliados mais próximos.

Eles terão, é claro, seu quinhão, mas deverá ser menor do que esperavam.

Se não for assim, pior para Renan Filho, bem pior para a população alagoana.

A fleuma do senador Renan e a intolerância das ruas
Sem Vilela, Renan indica Vital do Rêgo para o TCU
  • Camaleão

    Trabalhou no último governo Suruagy ? Óóóóótima credencial. “Implantou” escola em tempo integral ? Que façaaaaaanha. Uma ideia antiga, copiada e simples: fazer a escola funcionar em dois turnos. Só basta ter dinheiro e duplicar o horário. Francamente. Estamos mesmo carentes de cérebros em Alagoas, lugar em que essas coisas triviais são tidas como ações espetaculares. Agora, bastava ver o palanque dos Renans (o que vai efetivamente governar e o que irá pra vitrine como real governador), pra perceber que dali não sairia gente com bagagem intelectual e cultural para exercer cargos públicos (ou privados) com qualidade e eficiência. Riqueza de votos (nos currais do analfabetismo e bolsas), mas pobreza no contato com os livros, com o mundo acadêmico. Taí o resultado: profissionais liberais realmente valorosos não aceitam entrar no suja-currículo de trabalhar pra Renan Calheiros, e o que sobra é a sobra. Pobre Alagoas.

  • Erivânio

    Me lembro quando Collor foi eleito governador, da foto com a turma do PC do B carregando elle nos ombros, em triunfo. Imagino como o Collor ri disso. Elle, cria dos militares, prefeito fraco, montado nos ombros dos “comunistas”. Dá pra entender porque a Gazeta está repleta de charges, editoriais e artigos endeusando a turma do mensalão e do petrolão, a turma do PT da Papuda, de Delúbio e Vaccari, de Renan e Sarney. Mesmo com o Lula se referindo pejorativamente ao Collor (dizendo que Eduardo Campos seria uma fraude, um “novo Collor”), a Gazeta segue babando Lula e Dilma em suas páginas. Agora a burra vai pra sombra, o esforço midiático do PCdoB durante a campanha é recompensado. PelamordeJesus !

  • flexaldecima

    Boa Tarde alagoanos, tenho certeza que o Governador eleito Renan Filho fará boas escolhas ,quanto ao Vice Governador ele tem um histórico que de dar inveja a muitos por ai que dizem que faz, mas no fundo nunca fizeram nada de relevante para o nosso Estado muito pelo contrário,Luciano Barbosa é um Homem muito inteligente e Integro, um grande Administrador!, sem falar do marco que deixou na sua gestão em Arapiraca na área da Educação em Arapiraca junto com o Saudoso professor Cesar Fontes,também implantou as Famosas ARAPIRAQUINHAS que são pequenas Bibliotecas nas praças da Cidade, uma iniciativa importante para a educação como um todo.

  • Joana D’Arc

    Faltam técnicos? Ora, ora, meu caro Ricardo. Bem sabemos que isso não é verdade. Há excelentes técnicos que jamais serão lembrados por este ou qualquer outro governo, pois são sérios demais. O que falta é coragem política pra nomear técnicos de coragem, sem vinculação partidária, mas com consciência e alta sensibilidade política. No magistério, eu posso citar um excelente nome, um não: dois ou três. Mas, de que adiantaria? O governador já está eleito e eu não passo de rolete de cana chupada, já que é isso em que se transforma todo eleitor depois que deposita seu voto na urna, kkkk.

  • Bob Alagoas

    Experiência em quebrar ele tem, já quebrou Arapiraca, agora Alagoas que se cuide!

  • Frederico Farias

    renan calheiros: VERGONHA DO CONGRESSO, VERGONHA DO PAÍS, ORGULHO DE ALAGOAS! UMA POUCA VERGONHA!

  • breno

    E ainda existe secretaria de educação em Alagoas? Pq aquilo que tem lá no CEPA pode ser tudo menos uma secretaria de educação.

  • REGINALDO

    PARABÉNS A INTERNAUTA JOANA D”ARC, POIS TEMOS
    EXCELENTES E GRANDES NOMES. PORÉM, SÃO HONESTOS, SÉRIOS E RESPEITADOS, O QUE NÃO INTERESSA A CLASSE POLÍTICA DE ALAGOAS, E MUITO MENOS AO PMDB

  • Edinaldo Afonso Marques de Mélo

    Prezado Ricardo, não tive acesso a seu email, então aproveito este espaço para comunicar, que na próxima segunda-feira, dia 01 de dezembro de 2014, às 09 horas da manhã, no auditório da Casa da Indústria, estarei recebendo o título de Cidadão Honorário de Maceió.
    Foi uma propositura da vereadora Fátima Santiago, em função de minha contribuição, quando estive à frente da SMCCU e exerci o cargo de secretário/superintendente municipal de Maceió, período de 2005 a 2008.
    Ficarei honrado com sua presença para prestigiar o evento.
    Desde já agradeço a atenção.

  • ALAGOANO

    CUIDADO COM A EQUIPE DE TRANSCIÇÃO QUE ESTAR FAZENDO LOBY PARA COLOCAR PARENTES PRINCIPALMENTE NA SECETARIA DE SAUDE..

  • Ricardo

    Queria aqui, parabenizar e corroborar com o comentário da internauta Joana D’Arc. Poucas vezes li neste blog, opinião tão pertinente como essa. Técnicos nativos competentes existem, e não são poucos, mas são preteridos por não aceitarem participar de certos “jeitinhos” de sustentar a tal governabilidade. E aí, amigo, fica difícil. Parabéns !

  • trabalhador

    Gostaria de ver quem ocupará a Defesa Social, pois.hoje temos diversos policiais civis e militares ocupando cargos comissionados em diversos municípios e apestar das denúncias ninguém toma providências, diferentemente quando a pasta da Defesa Social era ocupada por técnicos na área que vinham de fora.