Os dois candidatos já conhecidos do grande público, Collor e Heloísa Helena, têm perfis bem definidos, em função da história que ambos construíram – separados, é importante que se ressalte.

Não é o caso do advogado Omar Coelho, que entrou agora na briga.

O ex-presidente iniciou sua carreira na ditadura militar, a quem apoiou e por quem foi nomeado prefeito biônico de Maceió.

Depois, já deputado, foi uma dos mais fiéis aliados de Maluf – que era do seu partido, o PDS – quando este queria ser presidente.

Derrubada a ditadura, Collor mudou de lado, passando para o PMDB, um partido que havia sido símbolo da resistência ao autoritarismo – apesar de hoje representar o mais expressivo fisiologismo.

A passagem de Collor pela presidência da República já virou história, desde a trágica campanha eleitoral de 1989, marcada pelo caso Lurian (a filha de Lula).

Nos últimos dois anos, o senador do PTB vem trabalhando para refazer a sua imagem, atuando como aliado da presidente Dilma Rousseff.

Tem se saído bem, principalmente depois de tantos escândalos que se sucederam na política nacional e da absolvição pelo STF do último processo que respondia, ainda da época do Planalto.

HH escreveu a sua trajetória exatamente no lado oposto. Em comum com o seu principal adversário tem o fato de ter disputado a presidência da República por um partido nanico (ele, o PRN; ela, o PSOL), em 2006. Conseguiu uma votação expressiva – 8% do eleitorado – e já era um nome nacionalmente conhecido e respeitado.

Antes, foi deputada estadual, vice-prefeita de Maceió (de Ronaldo Lessa) e senadora pelo PT, migrando depois para o PSOL, quando estourou o mensalão (ela foi expulsa da legenda lulista). Já havia deixado para trás a esquerda revolucionária.

Voltando para Alagoas foi eleita vereadora na capital, em 2008, com a maior votação da história.

Em 2010, tentou retomar a cadeira que foi dela no Senado, mas foi derrotada por Renan Calheiros, seu adversário que virou inimigo, e Biu de Lira, o azarão da disputa.

Ela e Collor, sem dúvida, traduzem o velho embate entre esquerda e direita, apesar das mudanças políticas no país e no mundo.

De um lado, o humanismo; do outro, o pragmatismo no exercício do poder.

Qual o espaço que o ex-presidente da OAB Omar Colho vai ocupar?

Ele e o tempo se encarregarão de responder.

Da mentira das convenções à verdade das atas
Tempo no guia de TV mostra gigantismo de Renan Filho e nanismo de ET
  • COMPARTILHEM OS PROJETOS DA HH

    GENTE POR FAVOR AJUDEM A COMPARTILHAR OS PROJETOS DA VEREADORA HELOÍSA HELENA,PRECISAMOS ESCLARECER PARA A POPULAÇÃO QUE ELA QUANDO SENADORA FEZ VÁRIAS EMENDAS PARA O ESTADO COMO:AQUELE SANEAMENTO FEITO DA AVENIDA ATÉ A JATIUCA,REFORMA E COMPRA DO DE EQUIPAMENTOS DO H.U,ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SÃO JOSÉ DA TAPERA,DINHEIRO PARA A REFORMA DO AEROPORTO DE MACEIÓ,CASAS EM PORTO DE PEDRAS,SANEAMENTO NO BENEDITO BENTES…ALÉM DE VÁRIOS PROJETOS DE LEIS PARA O PAÍS.A PEC DA EDUCAÇÃO QUE FOI APROVADO POR UNANIMIDADE.

  • carlos

    Ele,sabe o espaço dele,que fazer o jogo do Collor,que não vai colar,que é dividir o voto do formador de opinião.Omar sabe que não tem a menor chance de chegar a empolgar o eleitorado como coisa nova!

  • IVANEIDE

    Enquanto HH segue pela esquerda e Collor pela direita, Omar vai pelo centro. Contando com aqueles que não aceitam o fisiologismo mas também não concordam com o radicalismo. Entretanto, sem sombra de dúvidas, esta é mais uma eleição ganha por Fernando Collor de Mello.

  • sergio martins

    O problema é que o Sr. Omar é o candidato da chapa do Biu. Caso ele fosse da chapa do ET sairia fortalecido. O DEM o prejudicou, mesmo com o tempo maior na tv.

  • ESTOU COM HELOÍSA

    Eu e minha família estaremos com Heloísa Helena e já estamos todos fazendo campanha no facebook,peça fundamental nessa campanha do tostão contra o milhão,do boca a boca contra os helicópteros,da atuação legislativa contra a farsa do mandato de legislador que executa obras.Eu votarei sim Heloísa Helena senadora 500!

  • concordo com você Carlos

    ESSE CARA ESTÁ QUERENDO FAZER O JOGO DO COLLOR PARA DIVIDIR OS VOTOS DOS FORMADORES DE OPINIÃO,UMA PENA,PARECE QUE É TUDO COMBINADO.

  • Consigliere Alagoano

    O…MAR.
    .
    Sua MISSÃO dele é DIVIDIR VOTOS.
    .
    H.H. em 2014/2015 terá um excelente mandato de vereadora, e irá promover inúmeras CPI´s, e tem cadeira garantida na Câmara Municipal de Maceió na próxima, resta saber quem ELA com sua Votação irá puxar 😉
    .
    Os anti-Collor, de blogues, Facebook, SMS e Twitter, na hora do VOTO na cabine sem os olhos dos outros irá votar nele e negará.
    .
    Coisas de Alagoas…

  • roose

    Nessa eleição ,a questão esquerda e direita está superada, o que o povo vai mesma levar em conta é se o candidato é ético ou aético. Portanto a senadora Heloísa Helena tem demonstrado em todo a sua história que uma pessoa ética, decente , honesta e que respeita a sua base eleitoral. qualidades raras nos políticos de hoje.

  • Pedro filho

    Espaço nenhum. Não sei porque essa abordagem. Essa figura não tem peso algum na política alagoana. Não vai fazer nenhuma diferença. É perder tempo comentar sobre isso, como eu perdi agora.

  • Thiago

    Eu conheço a Heloísa desde criança e sei do seu coração puro e verdadeiro,nunca entendia o que ela fazia no senado,mas hoje,adulto,aprendi tudo,e conheci tudo que ela fez não só pelo estado mas também pelo Brasil.O que as pessoas precisam fazer,é dedicar um tempinho quando entram na internet,para pesquisar os projetos de leis da Heloísa e também os “recursos” que ela trouxe para o estado.Um dia desses na Ufal ela estava inaugurando o centro de apoio a comunidade da universidade,que tinha sido adquirido através dessas “emendas” e a mesma nem queria ir inaugurar,foi difícil convencê-la.Eu irei panfletar no meu bairro,na minha faculdade e por onde eu passar,com o material da Heloísa,por favor façam todos o mesmo,não faz vergonha,vergonha é eleger Collor.

  • eleitor

    o espaço dele deve ser grande devido ao volume que ele carrega consigo, caso contrario ficara apertado!

  • Maria que acredita

    Se a gente tentar fazer diferente nas urnas, o resultado dessa eleição poderá ser diferente. HH teve seu tempo e não fez muita coisa, falar e não fazer não adianta. Já Collor todos sabem quem é , não existe mistério. Omar Coelho nosso senador!

  • Eu pesquisei,leiam!

    Senadora Heloisa Helena do PSOL/AL foi à única parlamentar que apresentou emendas ao projeto de lei que versa sobre o projeto Super -Simples que cria uma série de definições para as pequenas e micros empresas e os trabalhadores.(2006)
    O Senado aprovou por unanimidade (66 votos favoráveis, nenhum contrário, nenhuma abstenção)nesta terça-feira, 26 de abril, uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) de autoria da senadora Heloísa Helena (PSOL-AL). A emenda torna a educação para crianças de zero a seis anos de idade obrigatória e gratuita.

  • junior

    SÓ RESTOU A HELOISA

  • Paulão

    Omar esta no coração dos Alagoanos! essa eu voto com amor.

  • NOVO

    Quero tudo novo .Vou votar no ET.Gostaria de ver Rodrigo Cunha candidato ao senado.Aposta nele Teo

  • Eduardo

    Heloisa a candidata da baixaria, da hipocrisia e da falta de compromisso com o Alagoano. Collor o candidato do povo, o que realiza o que traz recurso e obras para Alagoas. Omar, … Omar…. sei não.

  • Rivaldo

    Collor nem ver, motivos obvios. Omar sem chance, motivo Biu. A unica opcao eh Heloisa. Governador ET, Senadora HH, para Alagoas nao continuar sendo chamada de terra dos politicos mais corruptos do Brasil.

  • Ayslan

    Presidente = Eduardo Campos
    Governador = Eduardo Tavares
    Senador = Heloísa Helena
    Federal = PSOL
    Estadual = PSTU

  • Alexandre Aciolly

    Ricardo, só espero que não reste para Omar o mesmo papel de Afonso Lacerda kkkkk!!!

  • Trajetória da Helô

    Heloísa é ligada, desde muito jovem, aos movimentos sociais. Durante a década de 1990, participou no PT em Maceió, de ações que visavam à defesa de minorias e segmentos sociais menos favorecidos.Candidata pela primeira vez em 1992, se elegeu vice-prefeita de Maceió na chapa do então governador Ronaldo Lessa (PSB). Dois anos depois, foi eleita deputada estadual, a primeira pelo PT em Alagoas.Em 1996 rompeu com Lessa ao candidatar-se à Prefeitura de Maceió contra a então secretária da saúde do município, Kátia Born (PSB), que acabou eleita. Mesmo liderando as pesquisas desde o início do processo eleitoral, foi derrotada no segundo turno.Aos 4 dias do mês de outubro de 1998 a candidata Heloísa Helena, então do PT, é eleita com 374.931 votos nominais ou seja, (22,537 % dos votos válidos), a primeira senadora mulher da República Federativa do Brasil em 1998 por seu estado natal, a assumir em 1º de janeiro de 1999. Heloísa derrotou e sucedeu o então senador de Alagoas Guilherme Palmeira do extinto PFL que obteve apenas 247.352 votos nominais, (14,868 % dos votos válidos).Em 1999, no primeiro ano de seu mandato no Senado Federal, destacou-se pela forma com que combateu a política neoliberal de Fernando Henrique Cardoso – com o desmantelamento das políticas sociais, do Estado e da economia nacional, que produziu o que chamou de “mais amplo processo de exclusão social já visto no Brasil, levando desespero a milhares de trabalhadores brasileiros”.Em 2003, os membros do PT inconformados com as políticas econômicas próximas à economia neoclássica (ou mais exatamente à releitura de economia neoclássica conhecida como Consenso de Washington) do Governo Lula, foram expulsos após não seguirem as diretrizes partidárias na votação da Reforma da Previdência.Heloísa e demais militantes foram expulsos do PT em 14 de dezembro de 2003.4 Evidenciados pelo momento de crise em que o PT passava, esses membros, liderados por Heloísa Helena, perceberam ser o momento certo para a construção de um novo partido de esquerda a ser referencia para os trabalhadores brasileiros. Assim nascia o PSOL. Heloísa Helena, senadora eleita em 1998 pelo PT de Alagoas, disputou o cargo de presidente da república em 2006 pela Frente de Esquerda constituída por PSOL, PSTU e PCB, tendo sido a 3ª colocada com 6.575.393 votos (6,85% dos válidos) – uma enorme conquista do PSOL, o qual ficou à frente do tradicional e de maior porte PDT. A candidata, que havia aberto mão de concorrer novamente ao cargo de senadora, não aceitou o apoio financeiro de empresários, pois de acordo com ela, esta seria a origem da corrupção dos candidatos depois de eleitos.Durante a candidatura de Heloísa Helena, o partido obteve o apoio de personalidades como o cartunista Ziraldo (criador do slogan e do símbolo do partido). A candidatura foi apoiada também por um grupo de mais de 250 intelectuais do mundo inteiro, entre os quais o linguista estadunidense Noam Chomsky, o sociólogo franco-brasileiro Michael Löwy, o cineasta britânico Ken Loach e o filósofo esloveno Slavoj Zizek.9
    Formada em Enfermagem, é professora de Epidemiologia da UFAL (cargo do qual se licenciou por 14 anos, sem remuneração, para dedicar-se a funções políticas). Em março de 2007, após o término do seu mandato no Senado, reassumiu a função.2

  • Klicia IFAL

    O PMDB faz um trabalho importante la de Brasilia,um dos Grandes Trabalho do PMDB junto ao governo Federal foi levar o IFAL aos interiores Alagoano,dando mas qualidade de ensino nos jovens .

  • esperança

    Somente os eleitores analfabetos e manipulados votarão em COLLOR. Veja o seu histórico ! O voto útil deve ser em quem possui melhores condições de vencer o COLLOR. Ou seja, HH que é quem, eleita, não envergonhará Alagoas!

  • ARTUR

    Sem sombra de duvida o meu VOTO e dos meus filhos que não pensam diferente de mim é de: HELOÍSA HELENA,JUDSON, ET, JHC, EDUARDO CAMPOS. Perdendo ou ganhando o meu voto é esse com muito orgulho.
    NÃO VENDA SEU VOTO e NEM TROQUE POR FAVORES,PROMESSAS OU AMIZADE.

  • Walter Tenório

    Heloísa Helena é o Collor de saia. Dois puro sangue da demagogia e da ambição pessoal.

  • Rodrigo Mello

    Heloisa Helena??? o q foi q ela fez como vereadora?? e como Senadora? sabem de nada inocente!!!!

  • Glorioso

    Todos são políticos profissional. Elle como empresário deveria está cuidando da suas empresas. Ela como professora deveria está lecionando. O outro deveria está praticando seu mister na advocacia. Todavia, preferem os holofotes, os puxa saquismo, os conchavos dos gabinetes, e o nosso Brasil Varonil morrendo.

  • jose robson

    É SÓ TIRAR OS DA ESQUERDA E DA DIREITA

  • Simbad

    Omar Coelho ao que parece vai ajudar Fernando Collor a se eleger. Como deverá ter votos na Capital vai tirar votos da Heloísa, pois o Collor tem poucos votos entre os esclarecidos de Maceió e Arapiraca, só encontrando “fãs”.

  • Raisa

    Qual o lugar/papel de cada candidato?
    Omar: figurante nesta campanha estrelada por Collor e Heloisa
    Heloisa: A eterna vitima das situações, dos políticos e não compreendida pelos eleitores
    Collor: O astro, o herói aclamado por todos e, assim sendo, o candidato reeleito de toda essa trama

  • paulino lopes

    Só na cabeça dos imbecis, é que cabe a ideia, de que um Senador não manda suas emendas para seu Estado. A diferença é que a maioria dos recursos se perdem pelo caminho, o que não acontece com os recursos que Heloisa Helena destina, chegam em sua totalidade. Voçes entendem não é…! Heloisa para senadora, não faz vergonha aos alagoanos.

  • Onofre Lacerda

    O maior nome para o senado hoje seria RODRIGO CUNHA!
    Se o Rodrigo sair para Senador na chapa do ET, coloca os demais no bolso!
    Pense nisso Rodrigo, vc recuperará o legado roubado de sua mãe! Alagoas deve isso a voces e tenho certeza que o povo elegerá ET governador e VC senador! JHC não perca tempo cole com esa turma e seja o mais votado dep federal da história,

  • Humberto Silva

    Na maioria dos comentários desse blog nos últimos dias, observo que as pessoas não irão votar pensando em partido, mas no candidato melhor visto no campo da seriedade e é maioria o que dizem: voto em ET e Heloisa. Isso é real.

  • Hélder

    Ricardo, o embate é, creio, entre posições mais éticas e o seu contrário. E isso é uma característica mais ligada à índole das personagens envolvidas na disputa do que da doutrina política que elas defendem.
    Entretanto, permita-me discordar quando você diz que o embate é entre o humanismo e o pragmatismo político.
    E não concordo porque você atribui uma característica à esquerda que, de fato, ela não possui: o humanismo. Com efeito, em nome do humanismo esquerdista, as mais sangrentas ditaduras foram instituídas. Basta lembrar os milhões de cadáveres da União soviética e da China. O pensamento esquerdista é essencialmente ditatorial.

  • Lucas Afonso Cordeiro

    Os petistas vão votar no Collor? Quanta mudança né Paulão, Judson, Tomás Beltrão,…..Vergonha de Alagoas. Política suja e rasteira. A história vai condena-los à lata do lixo com suas consciências sujas.

  • Maria Clara

    Em Collor não voto (nunca fez nada por Alagoas), na Heloísa não votaria ( Alagoas não ganha nada com os extremismo dela, que alias já foi Senadora eo o nosso Estado não ganhou nada com isso). Agora tenho em quem votar, Omar Coelho um homem de bem, que sempre trabalhou por onde passou, certamente Alagoas será muito bem representada.

  • Rosa Maria Souza de Aquino

    Acabo de receber em minha residência ,uma oficial de justiça, com Mandado de Citação Penhora e Avaliação, expedida pela juíza Maria Ester Fontan Cavalcante Manso, (olha o nome…)para que seja pago entre esses três dias, o valor de R$ 71.240,34, a COHAB. sou aposentada, ganho R$ 490,00, por mês, tenho um empréstimo…como vou pagar, tenho 61 anos de idade,aposentei faltando 2 anos, por incapacidade, devido as situações que passei no Estado (CRM), ainda por cima na classificação das letras, fiquei na “C” quando deveria ser na “D”, tenho nível superior,sempre com desvio de cargo, mas, na aposentadoria, fiquei no nivel médio,Hoje sou uma pessoa com depressão, há mais de 10 anos, meu nome não consta na lista de precatório, e pagava sindicato, SENALBA, tudo bem, isso só aconteceu por ganhar tão pouco, e não poder pagar, como vai ficar minha vida? Ricardo peço uma orientação de tua parte, o que fazer? agradeço desde já, um abraço.