Eis que, de repente, um homicídio bárbaro, a morte do empresário Guilherme Brandão, deixa de ser a manchete principal para dar lugar à vaia que o secretário Eduardo Tavares recebeu ao se dirigir ao local do crime – o fato doloroso sai do primeiro plano.

Por estupidez ou por oportunismo, o assassinato do dono do Makai passa a ser tão somente o mote para um discurso político cínico e irresponsável.

É como se decretassem a segunda morte do jovem empresário. Se covardes são os bandidos que o assassinaram, não menos covardes são aqueles que vibram, ainda que discretamente – e entre quatro paredes – por terem recebido de “presente de carnaval” material para dias seguidos de críticas aos adversários de outubro.

A vaia?

Foi justa, se não para Tavares, que assumiu recentemente o cargo, mas para o histórico do governo de Alagoas na área de Segurança Pública.

Não faltam nem faltarão motivos, tão cedo, para que as vaias se repliquem e ainda com mais intensidade: para Vilela, para o comando das polícias, para todos que têm como missão – e foi para isso que assumiram seus postos – evitar que mais gente tombe inocentemente.

Mas a demagogia barata e picareta não vai ajudar em nada a combater a violência nem a construir a paz que nós almejamos.

A construção do estado de calamidade em que vivemos tem muitos operários, mas tem também um tantos engenheiros, aqueles que poderiam ter feito algo para evitar que aqui chegássemos. E não só não fizeram, como também fomentaram – com corrupção e desprezo à população – a realidade com a qual sofremos.

Não considero aqui, que fique claro, o sobrenatural, os rituais que alguns imaginam poderosos na consecução do mal (aquele que lhe faz bem). Trato da ação e da inação dos homens perversos, seres naturais, que não respeitam nem a dor dos que choram as vítimas do momento. Eles também ajudaram a matar o empresário Guilherme Brandão (e à sua família, manifesto a minha mais sentida solidariedade).

A polícia, é bem provável, vai chegar aos assassinos de Guilherme Brandão. É possível que a sua morte, se não para os amigos e familiares, caia no esquecimento, porque outros crimes de repercussão acontecerão, lamentavelmente.

Mas que a indignação da população que protesta, que vaia, que se revolta, não se perca no prazer dos que enxergam neste crime a chance de subir ainda mais na escala do poder – ou a ele retornar.

 

Caso Maikai: especulações podem transformar vítima em 'culpado'
Por que Rui Palmeira não será candidato a governador
  • JUSTO

    Esta familia tá de luto, minhas condolencias, mais tambem estão de luto a familia do joão, do jair, do manoel, do anizio, do sebastião, do arnaldo, do ricardo, da joana e todas que tiveram seu entes querido seifados da suas companhia.

  • Aguinaldo Alfredo dos Santos Junior

    Sinto muito por mais uma vida perdida em nosso estado,
    mas também queria manifestar minha revolta,
    perdi meu pai vítima de latrócinio
    ( taxista assassinado no bairro da
    Mangabeiras no dia 06/01/2014),pois não vimos tanto empenho da policia em
    solucionar o crime,porque meu pai não era empresario e nem tão pouco médico residente na Ponta-Verde.
    Agora sei que esse crime do empresario vai ser solucionado,
    pois o mesmo é bem conhecido.Já o caso do meu pai,esquece ele era apenas um simples taxista.

  • Ana Nunes

    Ricardo, parabéns pela imparcialidade. Um show de profissionalismo para esses outros “blogueiros” e donos de mídias. Eduardo Tavares acabou de assumir.. Está dando seu sangue e sua vida por esse Estado, há tanto esquecido. Digo com propriedade.. sou policial e estou acompanhando de perto.. Com certeza essas vaias não foram para ele.. E se forem, foram pelo mesmo no momento estar representando o Estado. Força, Dr. Eduardo! Nós policiais acreditamos e presenciamos seu empenho!!

  • Artur Marinho

    Claro que a classe política deve se manifestar, nada mais que obrigação. Alagoas precisa de um governo ativo, forte! Rubim, Sá Rocha, Dário César e agora Eduardo Tavares, escolhas que contribuíram com o caos. Vamos esperar o posicionamento de Heloísa Helena.

  • Arthurfif

    Ana Nunes disse tudo!!! Estou com Eduardo!!! Me sinto mais seguro. Gosto daquele cidadão. Tenho esperanças ainda!

  • Gustavo Pinto

    Ricardo,
    Mais uma vez parabéns pelo comentário lúcido, imparcial e que reflete a nossa realidade, onde se aproveitam da morte de mais um cidadão alagoano para transformar em palanque eleitoral.
    A família de Guilherme, em especial ao amigo eutimio, meus sinceros votos de pesar.

  • armene wartanian

    Meus pêsames á família do Guilherme,infelizmente mais um nome para as estatísticas desta maravilhosa cidade,uma das mais violentas do mundo,e isto não vai mudar,enquanto não se enfrentar o crime com o rigor necessário para que esses malditos assassinos,quer sejam “de menor” ou de maior não forem penalizados com o mesmo rigor do crime cometido,a população ,como um todo,precisa se manifestar e reagir,para que os nossos políticos se movam nesse sentido,indignação sómente não vai mudar nada,está na hora (ou já passou) da população reagir.

  • Rafael Barros

    Sublime opinião Ricardo, nosso Estado vive em calamidade principalmente no aspecto de segurança, enquanto ao assassinato do empresário Guilherme Brandao, so faço uma ressalva, se fosse um simples pai de família que da duro o dia todo pra manter o sustento da mesma estaria toda essa repercussão? Claro que não, seria apenas mais um, como muitos morreram, nao deixando aqui minhas condolências a família do Guilherme.

  • Luiz Paulo sodré

    Faço minha as palavras da Ana Nunes,também louvo a matéria do Ricardo,quando diz que oportunistas,fazem de uma tragédia tamanha,palanque político,não se importando com a dor dessa família,e o momento crítico de violência,que estamos passando em nosso estado,e até mesmo no nosso país,quem tiver a fórmula mágica para acabarmos com essa violência,que se apresente,todos nós estamos cansados de tanta brutalidade.

  • ANTONIO C.SANTOS

    No meu ver este secretário tá no lugar, errado,este homem é de viver atraz de birõ, e não bricar de secretário, osecretário tem Q, SER UM DELEGADO Q. CONHEIÇA AS PERIFERIAS,QUANTO O LAMENTO DO FILHO DO TAXISTA,O CARRO DO SEU PAI NÃO ERA HUMA B.M.W; COMO ERA Q.AS AUTORIDADES IAM SE COMODAR COM A MORTE DE SEU PAI?

  • fred

    Lamentavel, mais é verdade ; -*QUANDO A VIOL~ENCIA VENCE, A VIDA PERDE*, essa meu caro foi uma frase em que uma pessoa ganhou um premio em Maceió. O caso requer uma reflexão, mim diga se só TEO VILELA tem culpa, tem mais tem também todos os senadores, deputados estaduais e federais, tem culpa o governo federal que se preocupo-se com MOBILIDADE URBANA, e esqueceu da VIOLÊNCIA URBANA, tem culpa LULA que prometeu em sua proposta em 2002 dá u salario a nível nacional dos policias civis e militares, tem culpa a nosso presidenta DILMA, que o PT nada faz para diminuir a VIOLÊNCIA. Agora vem culpa nossa dos eleitor, que não cobram, então vamos cobrar dessa gente que é ELEITA e ficam RICO em detrimento da MISÉRIA E DO ANALFABETISMO.

  • Geraldo de Araújo Costa Filho

    Caro Ricardo
    Gostaria de dizer que concordo em parte com seu comentário.
    Você e outros citam constantemente um posicionamento dos governantes e das autoridades policiais.
    EU LHE PERGUNTO?? PORQUE NÃO CITAMOS AS AUTORIDADES JUDICIAIS, A APLICABILIDADE DE NOSSAS LEIS NA INTEGRA, A MANUTENÇÃO DOS CONDENADOS NA CADEIA, ETC…
    Tenho certeza de que logo logo a policia ira identificar e prender os executores deste crime, e ai faço uma outra pergunta: quantos crimes (antecedentes) tem esses assaltantes, e porque estão na rua matando novamente.
    QUE DEUS CONFORTE ESSA E OUTRAS FAMILIAS

  • zé

    primeiro foi o dr. vasco, no corredor vera arruda, depois o empresario dono de uma escola no farol, foi assacinado ao sair de uma casa de show, bem próximo ao maikai, agora o guilherme, quem sera a próxima vitima, o sr eduardo tavares, não merecia as vaias, ele só não foi feliz, em seu discurso, onde comparou, a morte na jatiuca, ou jacintinho.

  • Santos

    Ricardo, parabens pelo conteúdo de seu comentário, principalmente quando voce faz referencia a turma do “QUANTO PIOR MELHOR PARA MEU PATRÃO”

  • José Evaldo Soares do Carmo

    Ricardo, fato desa natureza virou rotina. E essa justiça …..
    Em Dois Riachos, a filha de criação e seu marido mataram e esquartejaram a própria irmã de criação, de 11 anos, foram presos e já estão soltos na mesma cidade que cometeram esse crime brutal, diz a polícia por falta de provas. Talvez o Caso do Guilherme encontre os verdadeiros culpados e não os libertem semanas depois. Só Deus.

  • Darlan

    Se não a vais o aplauso?
    Bonito texto mas sem sentido diante da revolta de parentes e amigos que lá estavam quando o secretário chegou , a Vaia tanto como o Plauso são reações espontâneas diante do espetáculo a sua frente, neste caso os atores desta peça São medrioques no que se postaram a fazer, péssima ao ponto de colocar o estado em uma situação calamitosa e ao mesmo tempo encenar maravilhas em uma propaganda mentirosa que fez com quer todos ou quase todos comprarem um ingresso para esse ato deplorado encenado pelos políticos que aí estão , um secretário é pouco para aparecer na cena de cada crime que ocorre no nosso estado , aí sim caro repórter, você saberia o que é uma vaia!

  • Joseval

    A vaia não foi para o Eduardo Tavares que esta a pouco mais de um mês no cargo e sim pros 7 anos de omissão e lentidão de Teo Vilela. Hj a policia civil só existe pra emissão de B.O quando o sistema esta funcionando em contra partida os delegados ganham o maior salário do Brasil, pra fazer o que? Se não fosse a policia militar que esta no dia a dia estaríamos em pior situação. E pra vc Ricardo Mota que é um humanista só digo uma coisa: ” DIREITOS HUMANOS PARA HUMANOS DIREITOS” o resto é contra ponto pra ter o que falar.

  • Pereira

    Coincidência ou não, ontem quando estava indo para minha corrida noturna na orla, me deparei com uma cena digna de um filme de ação. O Secretário Eduardo Tavares chegando em uma farmácia na Ponta Verde acompanhado de um carro com 5 seguranças, parou de ré no estacionamento, os seguranças desceram, fizeram a “varredura” e aí sim sai o Secretário para realizar a compra de deus medicamentos, a farmácia praticamente parou e eu tomei um susto, achei que estava acontecendo algo errado depois que vi todo este aparato. Não sou contra que um secretário de Estado, e se tratando no caso específico da Segurança Pública tenha direito a escolta policial, mas achei um tanto quanto exagerado para o simples ato de ir a uma farmácia. Hoje me deparo com esta triste declaração dele, afirmando que “se fosse no jacintinho não haveria cobrança da população” isso é no mínimo irritante e jamais pensei que uma pessoa tão inteligente, digno de muito respeito pelo cargo que ocupa fosse dar um depoimento chulo deste.

  • Maurício Maux Lessa

    Sky // 2082712821
    184007924

    Parabéns pela matéria, complemento afirmando que qualquer cidadão lúcido e preocupado com a violência no estado sabe que é consequência de um conjunto de variáveis, resultante de poucas oportunidades em diversas áreas ao longo de décadas, atrelado ao tráfico de entorpecentes, baixa renda, escolaridade, IDH, entre outros tantos fatores.
    Atribuir responsabilidades apenas a uma gestão é negar a responsabilidade da própria sociedade que não guarda coerência no eleger e cobrar.

  • suely sarmento

    Essas vaias são p/ esse tal de TEO, a inercia desse Governo doi nos alagoanos, só mostrando mentiras na TV, CD O ELIEZER SETON, não vaI MOSTRAR ESSA MATERIA??? CLARO QUE NÃO O TEO E O ELIEZER MORAM NO PAIS DAS MARAVILHAS (ALAGOAS), INFELIZMENTE SÓ P/ ELES!!TEM QUE HAVER INTERVENÇÃO FEDERAL EM ALAGOAS URGENTE!!

  • Maurício Maux Lessa

    Parabéns pela matéria, complemento afirmando que qualquer cidadão lúcido e preocupado com a violência no estado sabe que é consequência de um conjunto de variáveis, resultante de poucas oportunidades em diversas áreas ao longo de décadas, atrelado ao tráfico de entorpecentes, baixa renda, escolaridade, IDH, entre outros tantos fatores.
    Atribuir responsabilidades apenas a uma gestão é negar a responsabilidade da própria sociedade que não guarda coerência no eleger e cobrar.

  • Eduardo Samento Tenorio

    Ricardo, só tenho 02 (duas) preguntas. 01- se fosse o meu filho, que não tem parentesco com o Governador e não é empresário haveria toda a mobilização na SDS? 02- Você teria imediatamente escrito brilhante texto? Pois é camarada nossa sociedade só valor par quem tem dinheiro e posição social, o resto só serve para sacramentar as eleições dos poderosos ou servir de mais-valia para o Capital.

  • Guaxe

    Se bem lembro a campanha de Téo era Alagoas pede Paz, desde o primeiro mandato. Tava tudo azul. Que pena! Tudo não passava de um slogan político eleitoreiro. Os donos do estado vão ou não resolver essa situação?

  • Ricardo Prado

    Independente da classe social a qual fazia parte o empresário é bom que entendamos que: ” Não foi a classe social, nem o empresário que nos deixou e sim, uma vida de um ser especial que foi ceifada de forma precoce e brutal”. Minhas sinceras condolências aos familiares, ao tempo em que, externo o meu repúdio aos aproveitadores de plantão. Abraços!

  • JEu

    Continuo afirmando que, se não houver investimento pesado em educação, saúde, segurança e geração de emprego e renda (nessa ordem), não vamos mudar tão cedo a questão da insegurança que assola o país e este estado. Também não desconsidero a importância de uma atitude mais ética com base numa mudança moral da classe política e empresarial deste país. Os maus exemplos só fazem aumentar a incredulidade de uma boa parcela da população em tudo o que é bom, honesto e eticamente moral.

  • Carlos Alfredo Pereira

    A tropa está com vc comandante Pinheiro! Não se deixe intimidar pelas raposas políticas que todos nós conhecemos! A tropa está dando a resposta e as pessoas que estavam ali querem retornar o poder para mamar.

  • Lucas

    Ricardo, Parabéns pela colocação !!

    Mais um para a conta do Governador !!

  • Erisvaldo Souza

    http://www.youtube.com/watch?v=Lo1gPVsKp5E
    Rui Barbosa sim, soube dizer tudo.

  • Luís Carlos Silva LOUREIRO

    TUDO PODE SER RESOLVIDO ATRAVÉS DO VOTO ” NULO ” É MUITO SIMPLES. NÃO TEMOS EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, TRANSPORTES, SAÚDE E TANTAS OUTRAS COISAS E NÃO FAZEMOS NADA. MUDAR OS POLÍTICOS NÃO ADIANTA PRECISAMOS MUDAR O SISTEMA QUE É PODRE. SOMOS CONIVENTES E OMISSOS. PASSEATAS E PROTESTOS NÃO RESOLVEM, SENSIBILIZA MAS NÃO RESOLVE PORQUE NÃO É CONSTANTE. SE NÓS NÃO FORMOS VOTAR E TODOS VOTAREM ” NULO ” AÍ É UM BOM COMEÇO PARA REPENSAREM. É MUITO SIMPLES É SÓ APERTAR O BOTÃO.
    AS GREVES DE CORREIOS, MOTORISTAS E COBRADORES, BANCOS E TANTAS OUTRAS CATEGORIAS DEVERIAM SEREM FEITAS JUNTAS EM UMA SEMANA ANTES DA ELEIÇÃO.

  • Manoel

    Por volta das 15h desta quarta-feira, 26, o jovem Beroaldo Pereira da Silva, 25 anos, foi assassinado a tiros dentro da residência onde morava, na Travessa São Jorge, nº 11, no Benedito Bentes. (Manchete de um site alagoano)
    Não vi ninguém protestar. Nem jornalista, nem empresário… ninguém!

  • Antonio Guimarães

    Lamentável ouvir o secretário de segurança, referir-se ao assassinato de Guilherme Brandão como um, “acontecimento”.

  • tania

    Porque o secretario não foi ao HGE, ver in loco a paciente que faleceu por negligencia dos que fazem aquele hospital….a paciente por uma simples fratura no braço foi a óbito…..negligencia total!! meus sentimentos a familia do empresário.

  • LUCIANO MARINHO

    Embora com muita repercusão e ainda que seus assassinos venham ser presos, esse não passa de, apenas, mais um crime brutal e covarde que abala e amedronta a população alagoana. A vítima desta vez tinha um sobrenone, mas não esqueçamos da morte de José, Mané, Tonho, Maria… e etc.

  • Flexaldecima

    Governador, cade os 200.000,000,00 milhões que o senhor recebeu do Governo Federal, segundo foi dito hj no radio, esse dinheiro foi pra investir na prevenção, cade? senhor Governador,tenha misericórdia dos trabalhadores, famílias Alagoanas, que saem para trabalharem todos os dias e não sabem se voltam,que a Morte desse empresário sirva de lição, as Eleições vem ai, vamos dar a resposta as esses picaretas corruptos.

  • Fábio Maciel

    Boas palavras Ricardo. Tive a felicidade de conviver um ano com essa pessoa que hoje foi tirado brutalmente de nosso convívio,meus sentimentos ao seu Irmão Junior e irmã Simone. Mas fica um questionamento,além do descaso do então Governador,me esclareça uma coisa… será que vamos ficar no último,claro que não e como prender pessoas que cometem crimes e não ter como mantê-los presos ou mesmo penas de morte se as nossas Leis tem mais buracos que queijo suiço,acho que mudaremos esse cenário quando amadurecermos o nosso código penal,mas porque não se cria novas leis e penas,será que aqueles que podem fazer isso tem medo de alguma coisa. Fics s minha e acho que posso dizer a nossa indignação por mais esse fato que só nos coloca mais distantes ainda de sermos uma cidade mais justa,abraços para toda a família MAIKAI.

  • Sandra Leite

    Geraldo de Araújo costa Filho você disse tudo.

  • RCesar

    Custo a acreditar que exista um nome para o governo de Alagoas,que me empolgue a votar em quem?. Os jogos de panelinhas já estão traçados, faltando saber qual o grupo vencedor. Quem socorrerar Alagoas?

  • Andre Lucio Dantas

    Deixo aqui meus parabéns para um brilhante repórter, e ao mesmo tempo indignado, revoltado pela violência do qual estamos passando, as vaias não tem que ser para um homem como Dr. Eduardo que nem o conheço, mas tem que ser para os nossos políticos que só se degladiam e não pensam em fazer um estado melhor, deixo aqui os meus sentimentos a todas as famílias que tiveram seus entes ceifadas, acordem estamos em ano eleitoral……

  • Paulo Marcos

    Caro Ricardo, os comentários aqui desdenham da mobilização em torno do caso.
    É claro que ninguem ficou sabendo do taxista porque ele realmente nao é conhecido. Mas nao se trata de dar mais importância a A ou B. É natural as pessoas conhecidas chamarem mais atenção. Lembram da morte do Senna? Comoçao nacional…
    Lamento que as pessoas fiquem sentindo inveja do Guilherme por ele ter tanto amigo. Temos que aproveitar a morte de um amigo e tentar fazer algo pra que ela nao tenha sido em vão.

  • PAULO SERGIO LOPES CAVACLANTE

    MUDA BRASIL JÁ, CHEGA DE TANTA VIOLENCIA EM NOSSO PAÍS , O BRASIL CHORA POR MUDANÇAS JÁ NAS LEIS PENA DE MORTE PARA CORRUPTOS E CRIMES HEDIONDO.
    CHEGA DE TANTA ENGANAÇÃO DO GOVERNO FEDERAL PRECISAMOS DE SEGURANÇA JÁ.

  • MANOELS NUNES

    Até parece Ana nunes,que voce não está falando como polici
    al,e sim,como srgurança do secretáriio, deixe pra fazer este co
    mentário os falsos moralistas,com todo respeito a familia do morto, se fosse um pobre do virgem dos pobres,as autoridade
    s,nem apareciam por láe a pericia só apareceria no outro dia.

  • Alex Brandão

    Não sei como alguém pode abrir a boca para criticar a mobilização das pessoas pela PAZ. Se infelizmente as pessoas de bairros da periferia de Maceió, onde realmente crimes acontecem todos os dias, não conseguem se mobilizar para pelo menos protestar contra essa total insegurança que vivemos, deveriam aproveitar esses momentos onde crimes de repercussão chamam atenção para se juntar e lutar pelo fim dessa barbaria. Nada trará de volta o nosso amigo Guilherme Brandão ou qualquer outra vitima. Tudo que fizéssemos seria por nós. Temos sim que nos mobilizar e aproveitar esse momento para que não chegue a nossa vez ou de algum familiar nosso. Só lamento pelas pessoas q acham q qualquer mobilização q venha acontecer é coisa da “burguesia”. O Guilherme era um trabalhador, que às 8h da manhã já estava trabalhando e não tinha hora pra parar. Temos que acabar com essa besteira, todos podemos ser vitimas!

  • João Bosco de Castro

    Ricardo, subscrevo cada palavra e compartilho cada sentimento presente nas entrelinhas. Só não espero (e imagino que você também) que aqueles a quem você se dirige veladamente, sem citar nomes, vistam a carapuça. A morte os alimenta porque o senso de humanidade e a honra já os abandonaram há muito.

  • Williams Roger

    Ricardo, não se trata segurança pública com repressão, mas sim com políticas públicas em várias áreas como: Educação, esporte e cultura. Mas como, se nem o supletivo (EDUCAÇÃO) o estado oferta para os nossos jovens.

    E O PIOR, nesse governo que aí está, que NÃO CUMPRE DECISÃO JUDICIAL DO STF AVALIE A DO TJ-AL. O QUE SERÁ DE NÓS SIMPLES MORTAIS?

    CADÊ AS INSTITUIÇÕES QUE FISCALIZAM E JUGAM? SERÁ QUE ELES FICARÃO TODO TEMPO EM SEUS CARROS BLINDADOS E ARRODEADOS DE SEGURANÇAS O TEMPO TODO?

    VIVEMOS NUM ESTADO DE QUASE ANOMIA, SEM RUMO, ONDE QUALQUER UM QUER FAZER AS COISAS DO PRÓPRIO JEITO, PRINCIPALMENTE JUSTIÇA COM AS PRÓPRIAS MÃOS.

    A tragédia já era anunciada. A criminalidade já está há muito na área nobre, falta chegar agora no Aldebaran.

    SECRETÁRIO DE DEFESA SOCIAL EDUARDO TAVARES, CONTRATE UM CRIMINOLOGISTA, AQUI EM MACEIÓ TEM UM PROFISSIONAL MUITO BOM, O NOME DELE É HUGO LEONARDO. ELE TRABALHA NO TRE E EM VÁRIAS FACULDADES EM NOSSO MUNICÍPIO.

    É UM PROFISSIONAL IMPRESCINDÍVEL NA LUTA CONTRA A CRIMINALIDADE, É UM ESPECIALISTA QUE DARÁ SUA CONTRIBUIÇÃO NO COMBATE A CRIMINALIDADE, MOSTRANDO QUE NÃO É COM, OU/E SÓ REPRESSÃO QUE SE COMBATE A VIOLÊNCIA.

    É UM CONJUNTO DE FATORES COM O ENTENDIMENTO DISCUTIDO, APRESENTADO E SOLUCIONADO POR UMA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR JUNTAMENTE COM O ENVOLVIMENTO DE SECRETARIAS NAS ÁREAS DE SEGURANÇA PÚBLICA, EDUCAÇÃO, SAÚDE E CULTURA, JUNTAMENTE COM A (AS) PREFEITURA (AS) MANTIDAS COM VERBAS FEDERAIS EM POLÍTICAS PÚBLICAS.

    OU SEJA, O ESTADO PRESENTE NAS COMUNIDADES PARA, PELO MENOS, TENTAR TIRAR DA OCIOSIDADE E DAS “GARRAS” DO TRÁFICO. DANDO CIDADANIA E UMA PERSPECTIVA DE FUTURO PARA OS NOSSOS JOVENS.

    MUITAS AÇÕES PODERIAM SER FEITAS TAIS COMO: IMPLEMENTAÇÃO E AMPLIAÇÃO DO PROJETO GOLFINHO DO CORPO DE BOMBEIROS ARREGIMENTANDO (CADASTRANDO) CRIANÇAS JUNTO AS ASSOCIAÇÕES DE MORADORES PARA TEREM INSTRUÇÃO PARA TEREM UM NORTE DE UMA PROFISSÃO NA VIDA;

    PROJETO SEGUNDO TEMPO ENVOLVENDO CULTURA, ESPORTES EM DIVERSAS ÁREAS COMO ARTES MARCIAIS E CURSOS COM O APOIO DO SISTEMA S;

    TUDO COM APRESENTAÇÃO DE PROJETOS, CONSTRUÇÕES DE CENTROS DE REFERÊNCIAS E CONSTRUÇÃO DE ÁREAS DE PRÁTICA DE ESPORTES, GALPÕES PARA OFICINAS CULTURAIS E DE MÚSICA. TUDO PAGO COM VERBAS FEDERAIS PARA PAGAREM OS MONITORES E COMPRAS DE MATERIAIS.

    ISSO É SÓ UMA PARTE, A OUTRA SERIA CUSTEADA COM A INICIATIVA PRIVADA COM REDUÇÃO DE IMPOSTOS E INVESTIMENTO NOS PROJETOS PELAS SECRETARIAS RESPONSÁVEIS.

    ISSO SIM É COMBATER A VIOLÊNCIA, NÃO COM REPRESSÃO AOS POBRES E OPRIMIDOS!

    NÃO É UTOPIA, É SÓ VONTADE POLÍTICA! SEM GENERALIZAR, CHEGA DE SERMOS PROVINCIANOS, TEMOS QUE EVOLUIRMOS. CHEGA DE ATRASO!

    SE PENSAMOS NO PRÓXIMO, PENSAMOS EM NÓS MESMOS.

    POR FIM, NÃO É DE 4 EM 4 ANOS OU DE 2 EM 2 ANOS QUE O ESTADO ATRAVÉS DE SEUS REPRESENTANTES E AGENTES PÚBLICOS FARÁ O SEU PAPEL!

    O POVO NÃO MAIS ESTÁ SE DEIXANDO ENGANAR POR ESTES TIPOS DE “SALVADORES DA PÁTRIA”.

    ESSE É A MISSÃO (TRABALHO) DE UM CRIMINOLOGISTA. EMBORA NÃO SEJA UM, TIVE A OPORTUNIDADE DE TER ESTUDADO ESSA MATÉRIA NA FACULDADE DE DIREITO.

    RESUMINDO, CADA UM FAZENDO O SEU PAPEL, IMPLEMENTANDO, NO MÍNIMO, O BÁSICO!

    AGRADECIDO DE TER A OPORTUNIDADE DE EXTERNAR A MINHA OPINIÃO E SUGESTÕES BASEADAS EM CRÍTICAS CONSTRUTIVAS.

  • ana costa

    Meus pêsames a família de Guilherme! Mais um ASSASSINATO brutal em Maceió. BANDIDOS não ficam na cadeia neste país. Pessoas de bem, sejam o Guilherme, o taxista, o médico, o Mané, não verão,( nem o povo) a Justiça bater na porta desses MARGINAIS.

  • Ana Letícia

    Para um lugar estatisticamente considerado o mais violento do país, e o quinto mais violento do mundo, está faltando a força do exército brasileiro, quero ver entrar rasgando com fuzis e tanques de guerra, se rapidinho não acaba a droga, a violência, a roubalheira, a corrupção e o tapa na cara de todos nós cidadãos de bem que paga imposto. Falta o povo ir para a rua e acabar com essa farra, deixar que o exército ARRUME A CASA, quero ver o cidadão não poder IR e VIR.

  • João de Deus Neto Seugndo

    Tenho orgulho do nosso estado, más me envergonho dos nossos governantes.Théo, você brinca de governar.Honestamente governador, Você não tem competência nem para gerenciar uma casa, quanto mais um estado.

  • INLEITOR

    Claro que não temos segurança em Alagoas, o governo Teo falhou miseravelmente nesse Setor.
    A eleição estã na porta, e essa turma DO QUANTO PIOR MELHOR está na política desde quando ?
    Deviam respeitar a imensa dor da família e amigos do saudoso Guilherme, e não transformar sua trágica morte em Palanque Eleitoral.
    Nós eleitores, somos os grande responsáveis pelos desastres políticos que sempre presenciamos.
    Vamos tomar vergonha e PROIBIR – PELA ARMA DO VOTO – que esses outros bandidos continuem nos MATANDO DE VERGONHA.
    Meus pesâmes e respeito a familia por violento golpe.

  • Manoel Dantas

    Meus sentimentos a família do Guilherme e dos demais assassinados em Alagoas nas últimas 24 horas.

    Ricardo, antecipadamente cabe aqui o respeito a opinião e o ponto de vista de cada um, pois entre o discurso demagógico e a realidade, fico com a realidade.
    Dados: Em 2011 o Brasil ocupava o 11º lugar em mortes por homicídios no mundo. Alagoas, hoje com 3.300.935hab., era em 2011 e continua no 1º lugar em homicídios no nordeste (72,2/1000hab.), enquanto o Piauí com população equivalente (3.184.166 hab.) é o menor índice (14,7/1000hab.).
    No Brasil, onde o cidadão é proibido usar arma de fogo para se defender e defender a família, mata-se 10X mais que a Suíça, 4X mais que os Estados Unidos, 40 X mais que no Japão. Nesses Países o Cidadão maior de idade, devidamente habilitado (psicologicamente equilibrado, treinado em defesa pessoal com curso de tiro, etc.) possui arma e seu porte….

    Pergunto: Por quê no Brasil se mata tanto? Por que tanta impunidade? Por quê os presídios e cadeias estão abarrotados de presos e existem “três” vezes mais soltos nas ruas cometendo crimes? O quê pode está errado?
    Obs.: Não vale respostas de advogados de “portas de cadeia”, autoridades envolvidas com crimes ou alguns defensores dos direitos humanos que não aparecem para se solidarizar com as famílias das vítimas nessas horas.

  • Thiago R

    Infelizmente podem entrar e sair Secretários de Defesa social,mais se o Governo não investir da forma que tem que ser não vai para Frente, Alagoas Esta em estado de calamidade Publica,o Sistema esta Falido vai fazer 8 anos.
    Se ñ fizer novos concursos para PM,que esta com a tropa defasada, de 16 mil militares só existem 6 a 7 mil… Agora é esperar que o Próximo Governador que entrar faça algo pq o Tal de Teo ñ fez e ñ irar fazer nada nesse ano que lhe resta.

  • saulo mendes

    VAIA DE COVARDES! FAZEM POLÍTICA COM CADÁVER ALHEIO.TÉO É O GOVERNADOR, QUE MENOS COMPACTUA COM ATOS VIOLENTOS DOS ÚLTIMOS 50 ANOS.

  • Manoel

    Parabéns Ricardo, você mostrou a que ponto chegamos. Improvisam palanques até em cima de uma família em desespero pela perda de um ente querido. Meu Deus!!!!!!

  • Sgt Braz

    Excelente colocação Ricardo, deixo aqui minhas condolências a família, e cobrar desse des-governo, soluções nos casos de vários Policiais Civis e militares, agentes penitenciários entre outros pais de família, ainda chega uma pessoa culta, sujar seu próprio nome, quando aparece no local de crime para dar satisfação a família do empresário, faça isso também, quando tirarem a vida de outros pais de família, nos diversos bairros da periferia, principalmente no JACINTINHO,.. esse crime será esclarecido, no máximo em 5 dias, pois, varias imagens de circuito fechado de TV, irão aparecer…

  • Sergio Rocha

    As vaias não foram para o sr. Tavares, mas para o cargo que ele ocupa. A incompetência histórica para com a violência no estado de Alagoas levou a esse caos. E se aparecer alguém competente, com moral e responsabilidade no cargo que comece mudar esse trágico momento, e punir realmente os que praticam os crimes, podem ter certeza que será assassinado para dar exemplo.

  • Albani de Barros

    Engraçado, logo cedo comentei um post do querido amigo que relatava que uma aluna sua tinha sido assaltada, na hora comentei que o infortúnio e o sofrimento foram incorporados ao dia a dia em Alagoas, que aqui a exceção tomou o lugar da regra. Agora com a morte de um conhecido empresário, ao que parece durante um assalto, me veio a mente outra reflexão de um brilhante professor de Alagoas, que aqui é a terra do espanto, dos olhos esbulhados diante dos fenômenos sociais, do “eita”, “foi mesmo?????” “Tá com a gota serena”, “aíégua, um empresário…??”. Se a violência se tornou tão corriqueira, é de fato ela é principalmente para a parcela mais pobre da população, o assassinato de um empresário ainda não aparece todos os dias nos jornais, daí algum espanto. Então Alagoas é terra de muito espanto, mas de pouca indignação, de um profundo conformismo com tudo que está aí. Com a ajuda silenciosa do digníssimo voto , reproduzimos a cada eleição (a maravilha da democracia burguesa permite isso) a permanência de um poder que há séculos apenas se especializou em saquear com enorme eficiência as riquezas do estado e a reproduz a lógica violenta e despótica do poder econômico local. É provável que nos próximos dias esse espanto se manifeste com alguma mobilização, com o devido apoio de nossa “classe média”. Velas acesas, passeatas pedindo paz, cruzes fincadas na areia da praia, centenas de pares de sapatos colocados no chão para simbolizar nosso repúdio a violência, foram as formas de repúdio contra a violência que tenho visto nos últimos anos, o problema é que elas sequer arranham a superfície do problema.

  • Plínio Fabrício

    parabéns Ricardo pelo texto…,Maceió,O Brasil,todos estão estão “andando” pro abismo!
    Sou pacifista,nunca sai as ruas (exceção quando pintei a cara inocentemente pra dizer fora Collor!) Hoje não tenho mais disposição pra tal…,como muitos outros Brasileiros que assistem sentados em nossas poltronas a inércia da operacionalidade do Nosso Querido Brasil!Não podemos pegar em armas,embora os que estão no poder já os fizeram!!!Ah! há uma solução infalível,votar certo nas próximas eleições!!!esta com certeza é a maior arma do povo Brasileiro (pena que esta arma vem falhando há muito tempo…)

  • Plínio Fabrício

    A solução pra acabar com a violência:o direito de cada cidadão portar ao minimo 10 armas!!! assim,seriamos mas de 100 milhões de Brasileiros armados até os dentes! e os poucos bandidos que existem iriam morrem de medo da gente!!!

  • Cristiano Holanda

    Sinto muito por mim e por todos, pois a cada dia que passa sinto um frio na espinha pois percebo que está cada vez mas próxima a morte, minha ou de alguém bem próxima, pois moro em uma cidade que e considerada a mas violenta, a primeira do Brasil a sexta do mundo, matar virou números, pois estamos competindo com quem? Os governantes esperam o que popularidade, votos, fica até a dica de aumentar o tempo na tv das campanhas para dar tempo mostrar a cada noite as mortes…Certo que muitos morrem na periferia, mas e presciso morrer na Classe A para poder termos, espaço na mídia, visita do secretário de segurança pública , e declaração do governador, quem e mesmo? Nos temos? Ele existe?
    Vamos acabar com esta fraca e não mas pedir, mandar que façam alguma coisa, são nossos empregados, pagos com nosso suor, não quiserem trabalhar pesam para sair, mas deixem que tem o que fazer e mostrar, trabalhar…Dêem espaço para o novo e a Paz de verdade. Nao podemos, não queremos publicar, ler, ouvir, ou sonhar o nome de mas qualquer que seja a pessoa morta de forma cruel e barbara, na verdade a morte e só o final da roda, a falta de oportunidade, do básico que e Educação, moradia, emprego, faz com que jovens enveredem pelo fácil, e matem por pouco, tentemos dormir esta noite, para que não conseguir apenas reze, pedido paz para família do Guilherme, do João, da Maria, do José de qualquer um que nesta noite sofre com a truculência de um estado falido, de governantes irresponsáveis que simplesmente governam no caos. Rezem por eles e por nós.Deus proteja a todos nós, a bordo desta nave rumo não sei aonde, mas preste a um colapso total.

  • JONATHAN Teles

    O Eduardo está dando sei sangue por esse Estado e vocês ainda vêm falar que o Secretário não está fazendo nada? Que falou em Jacintinho?? Me digam uma coisa: ele está errado? Procurem nesse site uma notícia de morte de alguém em algum bairro na periferia, depois olhem se ao menos ALGUÉM comentou!!! Menos hipocrisia por favor!!! Eduardo, quando me falaram que esse não era cargo para você eu não entendi.. Agora não tenho dúvidas! O povo tem o governo que merece mesmo!!!!

  • Luis

    MEUS CAROS AMIGOS, ESTE ESTADO DE MAL ESTAR SOCIAL EM QUE VIVEMOS TEM SIM UMA CAUSA QUE VOU LHES FALAR AGORA E NÃO ME CHAMEM DE LOUCO PELO QUE ESCREVEREI AQUI, PORQUE, EM BREVE, TUDO SE ESCLARECERÁ OU FICARÁ MAIS EVIDENTE, É CONHECIDO POR TODOS QUE O ESTADO NESTE PAÍS ESTÁ EM ESTADO DE COMA QUANTO AS SUAS FUNÇÕES, O QUE AS PESSOAS NÃO SABEM É QUE ISSO É RESULTADO NÃO SÓ DA CORRUPÇÃO, APESAR DE ELA SER O COMBUSTÍVEL QUE ALIMENTA ESSE ESTADO DE COISAS HEDIONDAS EM QUE VIVEMOS, MAS DE NOSSO PAÍS ESTÁ INSERIDO NUMA TRAMA FINANCEIRA, A CHAMADA DÍVIDA PÚBLICA, E QUE OS VERDADEIROS ASSASSINOS SÃO AQUELES QUE ESTÃO OBRIGANDO NOSSO PAÍS SE COLOCAR DE JOELHOS, MARGINAIS, QUE AQUI, NOS ACOSTUMAMOS A CHAMAR DE POLÍTICOS, SÃO ELES QUE ESTÃO DEIXANDO NOSSO PAÍS SER SANGRADO EM RECURSOS QUE VAI AO EXTERIOR, PARA AS MÃOS DE BANQUEIROS, AGIOTAS E ESPECULADOREAS FINANCEIRO OS CHAMADOS JUROS DA DÍVIDA PÚBLICA, E O QUE TEM HAVER ISSO COM ESSE FATO E COM TODOS OS OUTROS ABSURDOS QUE ESTAMOS ASSISTINDO ACONTECER ULTIMAMENTE, É QUE ESTES RECURSOS QUE A SOCIEDADE PAGA CARO EM IMPOSTOS E QUE DEVERIA ESTAR GERANDO EMPREGO, EDUCAÇÃO RIGOROSA E DE QUALIDADE E A TÃO DESEJADA SEGURANÇA, ESTÁ, NA REALIDADE, SENDO SAUQEADA DE NÓS POR ESPECULADORES, CREDORES DAS COMPRAS DE VOTOS DOS “CAPATAZES” DESSA GRANDE FAZENDA DE EXPLORAÇÃO CHAMADA BRASIL, AS VEZES NÃO VEMOS AS LIGAÇÕES DISCRETAS ENTRE AS COISAS MAS ELAS EXISTEM E SE A SOCIEDADE NÃO TOMAR PÉ DISSO, SEREMOS DIZIMADOS, COM ESTÁ SENDO A GRÉCIA E ARGENTINA NUM PASSADO PRÓXIMO, ESSA QUESTÃO DA PROSTITUIÇÃO POLÍTICA EM CARGOS PÚBLICOS VAI LEVAR ESSA SOCIEDADE AO INFERNO, VAI NOS ESFACELAR, POIS OS RECURSOS QUE DEVERIAM ESTAR SENDO APLICADO NA MELHORIA DE VIDA E BEM ESTAR SOCIAL, PARA EVITAR A DEGENERAÇÃO SOCIAL, ESTÁ SENDO APLICADO EM ORGIAS FINANCEIRAS, ESSA É A NOSSA DESGRAÇA, TEMOS QUE TOMAR MEDIDAS PARA MUDAR ESSA CUKLTURA E IMPEDIR PROSTITUTAS POLÍTICAS DE OCUPAR CARGOS EM NOSSO PAÍS E AGIR COMO MARIONETES A MANDO DAQUELES QUE NOS COMANDAM DOS PAÍSES QUE SEMPRE NOS EXPLORARAM, CHAGA, A SOCIEDADE NÃO PODE MAIS TOLERAR SER DIZIMADA PELO ENTREGUISMO E TRAIÇÃO À NAÇÃO E A QUEM TEM O ÔNUS DOS IMPOSTOS CAROS E INÚTEIS!!

  • WEYNE GABRIEL PINTO

    Ricardo,
    Parabéns pela imparcialidade, a lucidez dos comentários e críticas sérias em favor do nosso estado. Que há um bom tempo atrás bandidos e marginais pensavam duas vezes antes de agir. Pois existiam Homens de bem dedicados a mal plurifetação dessa violência desenfreada que assola nosso Estado de maneira incontrolável. A família do Empreendedor e Cidadão Guilherme meus Sinceros Sentimos de pesar. Que a Sociedade na espreita quase em terminal sufoco não vire mais uma página. Se torne Organizada e vamos a Luta dos nossos reais direitos.

  • Jailson

    Minhas condolências a família! Alguém poderia responder se o secretário foi ao local do crime de outros pais de família que perderam a vida em assaltos? Estamos no segundo mês do ano e já é contabilizado 358 homicídios.

  • Daniel Araújo

    Os piores políticos do Brasil estão em Alagoas, corruptos e assassinos, infelizmente enquanto estiver no poder políticos com esse perfil isso vai continuar acontecendo, falta educação, falta dignidade, faltam empregos, falta senso de humanidade, essa morte não é só culpa dos políticos e sim da nossa sociedade irresponsável e que não sabe votar, o voto aqui em Alagoas vale cinquenta reais, ou uma cesta básica, ou um botijão de gás. Esse é o nosso Brasil, país corrupto e rico, pois mesmo com tanta corrupção não quebra, Adeus Guilherme que sua morte não seja em vão. Deus console sua família…

  • Ricardo Magno

    Parabéns ao jornalista Ricardo Mota pelo artigo sereno, porém contundente. Há que se indignar com a estupidez da morte do Guilherme. Cidadão honesto e empreendedor. Mas devemos fazer disso e de todos os outros casos motivo para refletir e agir, na hora de escolher novos representantes. comprometidos e sem histórico de corrupção e violência. Há opções.

  • Realista

    A violência em Alagoas só vai arrefecer quando os policiais deixarem de compor a segurança de pseudo autoridades e, de fato, fazerem a sua função: ir pra rua proteger a população.

  • Valéria Hora Barros

    Ricardo me impressiona sua lucidez e imparcialidade. Estamos sofrendo muito com a morte de mais um jovem, meus sinceros sentimentos. Não podemos nos deixar levar por oportunistas, isso só gera mais violência!.
    Acredito em voce secretário Eduardo Tavares.

  • Marcelo

    Parabéns pelo texto. As vaias vão para aqueles que alimentam a corrupção histórica do nosso estado, causa principal de todos os males.Para aqueles que se revesam no comando dos municípios e desviando o dinheiro da educação e saúde do povo que, fracassado, mantem-se sob o domínio dos cabos eleitorais e em cada eleição contribuem com a compra dos mandatos destes que só nos exploram e envergonham.

  • Odilon Nunes

    Parabéns, Ricardo! Jornalismo é isso. Lisura, verdade e imparcialidade. É pena essa cultura (ou falta de formação) do povo do nosso Estado. A educação de um povo é fruto de uma boa formação escolar a qual constitui o caráter e a boa cultura dos cidadãos. Vimos, agora, o péssimo comportamento de uma amostra de um povo sem… Lamentamos, pois, parece que aqui os políticos pretendem dos concidadãos adolescentes a ausência nas escolas para serem eternos ignorantes e serem “comprados” no dia das eleições futuras. Com este costume, as famílias mais carentes não ligam se o filho não quer quebrar a cabeça no aprendizado escolar. As escolas públicas estão aí cheias de vagas. E viva a miséria em pleno século XXI

  • MARCOS

    Concordo com tudo e todos.
    Mas… e se fosse um empresário menos
    popular? …um do Jacintinho, do Bebedouro,
    do Benedito Bentes, etc e tal…

  • Sub ten Pm. R/R

    A polícia militar de Alagoas como todas do Brasil está se acabando á uma mobilizava no governo federal para acabar as policias Militares e nós militares não podemos falar nada Temos que ficar pianinho. Quero ver de agora em diante como vai ficar nosso Brasil… Culpa de nós analfabetos .

  • CARLOS ALBERTO

    O Sr. Secretário ainda vai a público dizer que se fosse um morador do Jacintinho ninguém estaria gritando pedindo JUSTIÇA…quer dizer que a população humilde não faz parte da sociedade Alagoana ?

  • Valerio Lima

    Parabéns, muito bom o artigo. faz-os refletir sobre esses marginais que roubam a nossa dignidade, matam nossa capacidade de ser reais cidadãos, usurpam nossos direitos básicos, drogam nossas crianças sem educação de “minima” qualidade, e cometem o maior pecado para o povo…MENTEM, subtraindo-nos o direita a verdade com propagandas enganosas à dignidade humana e mentirosas e maquiadas. Quer saber o que é segurança no nosso País e em nosso Estado? abram os jornais e telejornais. Quer saber como anda a saúde? vá as unidades de saúde( se é que se pode chamar açougues de seres humanos como unidade de saúde). Quer saber como está a nossa educação? coloque seu filho em escolas públicas que nada mais são que depósitos de crianças e adolescentes que são jogados nessas unidades para, ou dá um tempo na paciência dos pais, ou deixar à escola a responsabilidade de educar( meio ingrato isso) ou gerar verbas para garantir a vida mansa e desonestas de políticos e afins… este é o nosso país. e quanto a morte deste empresario, será sempre mais um dentre tantos já esquecidos pela mídia, ficando somente nas lembranças e nos corações dos entes queridos.

  • Há Lagoas

    É papel da imprensa noticiar, aproveitar-se do sensacionalismo demonstra o caráter de cada um.
    A política do “quanto pior melhor”, sempre utilizada por nossos políticos com fins eleitoreiros.
    Ao Governo do Estado cabe a responsabilidade compartilhada com a sociedade, só que o primeiro até o momento não demonstrou habilidade em lidar com esta caótica situação, o segundo não admite responsabilidade.
    Eis um dos telhado de vidro da administração Vilela.

  • Armando Garcia

    O Problema é :
    Sociedade apática.
    Reses para abate
    Não temos e não somos protegidos
    Ficamos ao léo
    Povo Frágil , roubado e automaticamente resignado.
    Mudanças sociais imediatas , não paternais
    MUDANÇAS.

  • Brejo

    O secretário falou a verdade! Quem liga aqui se morre alguém no jacintinho? Deixem de hipocrisia! Estou acompanhado de perto o trabalho desse novo grupo na segurança. Muitas prisões e operações. Muito bandido morto. Muita gente atrás das grades. Será que vocês não enxergam isso? No dia da morte do pobre Guilherme, uma quadrilha inteira que realizava assaltos a banco foi presa. Alguém compartilhou essa notícia e tantas outras que são publicadas todos os dias? Não! Sabe pq? Pq atacar é melhor!!! Bando de hipócritas!!

  • Leandro

    Os abutres estão em todo lugar, se aproveitando da morte…

    Esse crime está sendo eleito o crime do ano em Alagoas, tal qual o do cinegrafista da Band no Brasil.

    O interesse nojento da política nesses casos é sempre igual.

    Não consigo enxergar outra coisa que não estupidez ou mau caráter em quem negue a relação direta da desigualdade social com a violência. E não apenas irresponsabilidade de um governo ou desgoverno,mas de forma geral.

    Os exemplos estão mundo afora. É fato que a muitos foi negada a possibilidade de entender isso pela constante ignorância a que foram, forçadamente, submetidos. Os demais são apenas do mau.

  • SAMPAIO

    Só tem um jeito para acabar com esta insegurança vigente, vamos caçar todos os mandatos nesta proxima eleição

  • clovis moreira

    Na verdade: e tem verdade?? A mentira então: então quer dizer que é tudo mentira??
    O dinheiro faz a força… Ops… Unidos fazemos a força!!
    Quem foi que votou no políticos sladrões?? Eita… Fomos nós!! Prefiro me calar do que falar besteira. E é assim que tudo começa e nada termina. A violência nunca termina.

  • Arthur

    Gosto muito do trabalho do Eduardo. Tudo que ele assume dá certo. Vocês esperavam o quê? uma pessoa assume o cargo há 1 mês, dá a cara a tapa para ir a uma cena de um crime (com a população toda ao lado) recebe (por representar o Estado) uma vaia e ainda não quer que ele emita sua opinião sobre esse “clamor” passageiro no bairro dos burgueses? Ahhhhh! Hipocrisia não cola não! Vergonhoso mesmo é roubar o dinheiro público, se meter em atividades duvidosas, beber e fugir de blitz (e ainda se achar um heroíno), confiscar a poupança das pessoas, rezar para o demônio e esquecer do seu passado. Bando de hipócritassssssss

  • antonio xavier da silva filho

    A cartilha do Antonio Gramsci,turbinada por Maquiavel,segue de vento em popa.A política da “esquerda” tupiniquim estraçalhou as instituições e estabeleceu o cáos na sociedade!
    E vai piorar!´Lembro-me dos lemas cívicos dos militares:Brasil,ame-o ou deixe-o e integrar para não” entregar”
    Tanto dinheiro arrecadado,pra que? Essa equipe de governo,quase toda,participou da luta armada pra implantação do comunismo no Brasil,financiados pela Rússia,via Fidel Castro.Assistam no youtube:Comunismo, a história de uma ilusão.

  • Alana do Mon´t

    EU AINDA TENHO UM POUCO DE ESPERANÇA PORQUE É O EDUARDO QUE ESTÁ A FRENTE DISSO. ESTAMOS COM VOCÊ, EDUARDO! CONTINUE COLOCANDO QUENTE NESSE POVINHO!!!!!! VOCÊ É O ÚNICO QUE TEM CARA LIMPA PARA ENFRENTAR ESSA SITUAÇÃO. CONTE COM MEU APOIO E DE TODA A MINHA FAMÍLIA.

  • Agnaldo Ferreira da Mota

    ” O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer “, frase de Albert Einstein hoje se compara com tudo que estamos passando, grande parte de nossos governantes estão apenas observando, e muito mais fácil alegar que todas as vítimas fazem parte do mundo das drogas para justificar a ineficiência do poder público, o descaso com a população mais pobre, para o sistema não passamos de um bando de miseráveis que só tem valor na época de campanha eleitoral, na verdade somos vítimas do sistema.

  • jose eduardo barros correia

    O secretário falou a verdade. O que ele esqueceu e Pedro Montenegro lembrou bem é que infelizmente para os outros crimes o padrão é diferente. Morre 20 por semana nos bairros pobres, a polícia mal abre inquérito, pois já tem o resultado: Drogas. Pronto. Será? Esse crime vai ser solucionado, como foi o caso do médico, outro caso emblemático pois atingiu a camada da população alagoana que pode e é considerada cidadã. Da mesma forma, quando a polícia é atacada na própria carne, numa questão de tempo, o crime sempre é esclarecido ou senão, os pretensos autores morrem.