A imagem para mim é chocante: um negro de meia-idade, acabrunhado, sendo vaiado (diz a legenda da foto) por um grupo de médicos no Ceará. Quase todos brancos.

Esse ato, para além do “protesto”, traz uma dolorosa simbologia para um país, o Brasil, que foi o último a abolir a escravidão no mundo. Uma vergonha que carregamos e da qual não devemos nunca nos esquecer.

Ainda no mesmo dia, uma jornalista do Rio Grande Norte postou nas redes sociais que “as médicas cubanas parecem empregadas domésticas”.

Tudo bem: há gente estúpida em qualquer profissão ou grupo social. Aliás, não ser idiota ou estúpido é um dos nossos maiores desafios na vida.

O negro vaiado por médicos no Ceará era também, ele próprio, médico – um dos milhares de cubanos que chegam para atuar no Brasil dentro de mais um programa na área do “me engana que eu gosto”.

Eis o busílis da questão: a presença dos profissionais de Cuba atrai um ingrediente menor e que se torna predominante no debate sobre o “Mais Médicos”: o conteúdo ideológico.

O Brasil, como todos os países do mundo – uns mais, outros menos – tem sua carga de xenofobia e preconceito. Se reclamamos dos EUA por conta da visão que eles têm de nós, replicamos o mesmo comportamento em relação aos que julgamos “inferiores”, principalmente nossos vizinhos das Américas, cujas populações carregam majoritariamente sangue das diversas etnias indígenas ou dos negros africanos.

Nós não somos os que propagamos. O proselitismo sobre a “democracia social” é tão fraudulento quanto a solução apresentada pelo governo federal para a Saúde Pública no Brasil.

Temos um modelo universal, o SUS, mas gastamos menos em Saúde, per capita, do que Argentina, Chile e Uruguai – só para citar a vizinhança, cuja economia não é “a sexta do mundo”.

Dos gastos com a Saúde no país, 54% são privados – os governos entram com a outra parte, menos da metade.

O “Mais Médicos” chega à mídia como a resposta do governo federal aos protestos de rua, no mês de junho. Uma pesquisa entre os manifestantes mostrou que o pior problema do Brasil, entre os serviços públicos, estava na Saúde. Por quê? “Porque faltam médicos”.

“A voz do povo é a voz de Deus”, gritaram os demagogos de plantão – e todos os governos têm os seus, de estimação.

Gasta-se pouco e ganha-se muita mídia.

Até a ficha cair, demoraremos muito para ver outro junho cívico a exigir “Saúde no padrão FIFA”.

“O Zé Mané caiu em mais uma”, haverão de comemorar os espertos.

E eis que entra o componente Cuba. Os médicos que vêm de lá, ao invés de receberem a solidariedade dos brasileiros, apoio efetivo para que tenham seus direitos trabalhistas e humanos garantidos e reconhecidos, são hostilizados por uma gente pedante, que se sente superior.

Trocamos o bom combate a um embuste por uma prática fascista e racista. Que fique claro: os médicos cubanos não são os responsáveis por mais essa embromação.

Os nossos embusteiros parecem mesmo mais criativos do que os dos outros.

"Alagoas perdeu 3 mil leitos de hospital em 20 anos", diz Emannuel Fortes
Assembleia tem mais médicos do que qualquer Posto de Saúde em Alagoas
  • LUIS LINS

    RICARDO,É UMA VERGONHA O Q O CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA TEM FALADO,MAS O CONSELHO NÃO FALA NADA SOBRE OS MÉDICOS Q BATEM O PONTO VAI EMBORA EM 5 MINUTOS MOSTRADO EM 2 REPORTAGENS DE TV!A OMISSÃO DOS MÉDICOS NOS POSTOS DE SAÚDE ACONTECEM TODOS OS DIAS.A TV PAJUÇARA DEVERIA FAZER UMA REPORTAGEM SOBRE OS MÉDICOS FANTASMAS DOS POSTOS DE SAÚDE.

  • Cledson Calheiros

    Ricardo, esses médicos tupiniquins deveriam protestar com os amigos de jaleco como falou o luís lins acima, que usam dedo de silicone para bater o ponto e somem negligenciando a saúde pública que já vive num eterno caos, já os médicos cubanos vieram atender em cidades distantes e sem infraestrutura nenhuma que nenhum médico brasileiro que trabalhar deixando suas famílias suas raízes, eles não podem ser hostilizados por estes médicos tupiniquins brasileiros.

  • Paulo lá

    Até agora não vi ninguém comentar o seguinte; O gov. Brasileiro vai pagar 10mil a uma organização,ong ou sei lá oque que representa a classe sul americana, essa instituição passará o valor para o gov Cubano, que pagará até 2500 para os médicos….e a diferença vai pra a onde ??? Ummmmmm…..

  • Luiz Carlos Godoy

    A vaia aos médicos cubanos no Ceará, somada a vaia à jovem (praticamente uma menina) atleta kosovar Majlinda Kelmendi ontem no mundial de judô no RJ, são demonstrações da falta de civilidade e educação que norteiam os comportamento da população brasileira.
    Fato: “Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigualdade, de descaso.
    (Darcy Ribeiro)

  • Miral

    Se os médicos que estavam protestando tivessem a mesma disposição para trabalhar…a situação da saúde no Brasil seria outra!

  • tania

    Lamentável…..nossos médicos são produtos de uma casta privilegiada, praticamente não se vê pobre estudando medicina , muito menos pobre……e são formados para terem muito mais que seus pais…. os cubanos vão encontrar muita resistencia no Brasil…..pretos e pobres!!!!!Não queria está na pele deles, ou demonstram q sabem medicia ou logo voltam pra Cuba,,,,até a população não aceita médico pobre, é incrivel rssssss, Oh, país de contradições…

  • marcelo

    E os médicos da nossa Assembleia? Todos eles ganhando sem dar um dia de serviços? E eu te pergunto: Será mesmo que ela precisa de médicos?

  • Hugo Martins

    Sejam bem vindos amigos cubanos… só lamento que o governo da ilha vá surrupiar o vosso salário… ou dá ou desce!
    AQUI E LÁ é malandragem por todo lado. Educação grátis que o governo cubano não perde a oportunidade de cobrar. Sejam bem vindos, o profissionalismo de vocês é reconhecido em todo mundo, inclusive pelos sobrinhos de tio sam.

  • BRASIL do pensar pequeno.

    Já dizia Zévaqueiro: “Dr, ligeira em jegue e PENSAR GRANDE na maioria dos brasileiros, coisas difíceis de achar”. A pessoa humana racional, estuda 10/12/14 anos para se formar em MEDICINA, se presume ser um SER CULTUADO e na 1ª oportunidade vaia um outro colega só porque vem trabalhar no Brasil e está sendo REVALIDADO seus conhecimentos medicinais, pela própria FACULDADE DE MEDICINA em que estudou e se formou. No culto do PENSAR GRANDE, quem está mais preparado para fazer o REVALIDA é a docência através dos seus docentes, ou não? Vocês deviam ter vergonha na cara e ao invés de vaiar seus colegas cubanos, deviam defendê-los do exercício da MEDICINA ESCRAVIDÃO, isto quer dizer que eles colegas medicinais cubanos, os quais só vão passar três anos no Brasil onde vocês não querem ir, merecem respeito profissional e devem ser regidos pelas Leis Trabalhista do Brasil, não da DITADURA CUBANA do “presidente” Raul Castro, que não respeita os direitos humanos de um país FALIDO. portanto vamos ter mais respeito aos povos e principalmente aqueles que estão no crivo da falta de CIDADANIA. Vamos exigir o revalida pelas docentes e defender o direito a LIBERDADE PROFISSIONAL no modus operandi da divisão equânime aos demais espanhois, argentinos, portugueses.
    Desculpem pela vergonha que passei e aprenadm a PENSAR GRANDE.
    P/Arabutan.

  • manu das ariranhas

    RICARDO MEDICO SEM REVALIDA PODE.
    MAS JORNALISTA SEM DIPLOMA UNIVERSITÁRIO NÃO NÉ?
    JÁ É DIFÍCIL LEI SER CUMPRIDA E QUANDO O GOVERNO FEDERAL NÃO QUER CUMPRIR A COISA NÃO VAI FICAR BEM…

  • Reinaldo

    É deprimente a reação dos médicos brasileiros e boa parte da imprensa brasileira. Esquecem eles que no ano de 1999 a Revista VEJA numa reportagem publicada na edição número 1.620, de 20 de outubro afirma que “o milagre veio de Cuba”, quando o presidente era FHC e o ministro da Saúde, José Serra. Hoje, médicos cubanos que chegaram para trabalhar em cidades sem médicos são chamados de escravos e são achincalhados em aeroportos.

  • SEBASTIAOIGUATEMYRCADENACORDEIRO

    MATERIA,RAPAZ ! PELA TERCEIRA VEZ REDIGO UM
    COMENTARIO E QUANDO ESTOU PERTO DE FINALI-
    ZA-LOS, ESTE NETBOOK QUE USO HA POUCOS
    DIAS, TRAVA E , PERDIDO , SEM SABER O QUE FA-
    ZER ,DESISTO DO COMENTARIO . QUE PENA !
    SAIO DESSA, OU CONTINUO PERSISTINDO , CANE-
    TINHA ? OMI !

  • antonio xavier da silva filho

    Essas rotulações todas,inclusive do nobre jornalista, trazem à tona nosso viés “TUPINIQUIM” preconceituoso.Vamos ANALISAR os FATOS focando as leis,as instituições A nossa CARTA MAGNA,é remendada todos os dias no congresso nacional.Esses miseráveis médicos(fato) salário de 100 reais em Cuba,vem pra atender nossos menos miseráveis cidadãos, assistidos pelas “bolsas ” do governo.ERÁRIO. condicionantes de dependencia completa.

  • Antonio Neto Fernandes Cavalcante

    O governo do Brasil deveria isto sim, sentir-se envergonhado de aliar-se a ditadura dos irmãos Castro nesta relação de trabalho análoga a escravidão a que são submetidos os médicos da ilha de Fidel, quem nos garante que parte dos recursos que serão pagos ao governo cubano não fara o caminho de volta ao Brasil para utilização via caixa 2 do PT no financiamento a campanha de reeleição de Dilma.

  • PEDANTE ao pedinte.

    A maneira arrogante da emotiva presidenta DILMA ROUSSEFF, traduz a falta de controle emocional, mesmo como ela e ela sabe economista, não representa ter a devida capacidade, equilíbrio emotivo para governar o Brasil. Já na arte de enganar, é expert em governar sem divisão equânime das riquezas produzidas por nós brasileiros, quando vamos as compras. Os números mencionados sempre nos meus comentários, são de origem VERDADEIRA ou seja, são oriundos de uma Lei Orçamentária Anual, aprovada pelo nosso grandioso Congresso Nacional, apesar de que o tal ministro estrangeiro italiano Mantega que não tem acento, com a mesma pronúncia de manteiga, dizer que o Orçamento é uma peça FICTÍCIA ou seja da MENTIRA, o que compromete gradiosamente a conduta aprovatoria dos nobres Senadores e Deputados Federais a uma Orçamento Anual que não retrata a verdade. Aí posso dizer que vivemos num país das mentiras oficiosas. Eita, aprovatoria e oficiosas tá mais para Zaramandaia, fora os truques que Delfim Netto diz existir na área fiscal, danou-se logo logo esse orçamento vira lubisomem zamamandista. E por falar nas FICÇÕES e TRUQUES, em 1994 de saudosa memória, o então presidente Itamar Franco deixou “apenasmente” uma Dívida Pública Federal de R$ 60 bilhões, bilhões, bilhões e de maneira absurda, a posteriori FHC + LULA + DILMA pagaram só ++++ de R$ 9,3 TRILHÕES, TRILHOES, TRILHÕES a essa mesma Dívida pela via do Ministério da Fazenda através dos Códigos Orçamentários sob nº 25.000, 71.000, 74.000 e 75.000, este último “denominado contabilmente de refinanciamento”, quando na verdade não passa de novos, de ++++ EMPRÉSTIMOS que ficam depositados em uma conta única no Banco Central para PAGAR empréstimos tomados no passo que estão a vencer (presumível), que na zaramantisse do apenasmente, o Brasil toma empréstimos para amortizar empréstimos, será? São truques que Delfim Netto comentou está em demasia e que precisa acabar logo, de imediato, pra ontem? E ainda devemos mais de R$ 3 TRILHÕES, TRILHÕES, TRILHÕES, que nos leva a crer da necessidade de uma AUDITORIA transparente com a participação da sociedade organizada e dos brasileiros profissionais liberais. Quem devia R$ 60 bilhões, paga ++++ de R$ 9,3 TRILHÕES e ainda deve R$ 3 TRILHÕES, é porque tem um rio Tietê de águas poluídas na gestão pública ou não? Aí só com Câmara fotografica para revelar onde foi parar toda essa dinheirama. A 1ª fotografia chama a FALTA de CIDADANIA pela péssima gestão na SAÚDE, EDUCAÇÃO e SEGURANÇA na gestão pública do governo Federal, o resto a Televião mostra a incompetência do PT no governar do Brasil pedante e pedinte.
    Se não acompanham os meus passos, quanto mais o raciocínio. Presidenta Dilma não esqueça que além da Dívida Pública Federal, seu governo tem outra MAIOR, a DÍVIDA SOCIAL e no contexto a Transposição do rio São Francisco e do Canal do Sertão, este você veio inaugurar os primeiro 60/65 km com ÁGUA e prometeu liberar mais R$ 1,1 BILHÃO na continuidade desta grande obra social, mas, após 4/5 meses só liberou cerca de 7,27% exatamente e apenasmente R$ 80 milhões, diferentemente do que liberou para o Ministério da Fazenda em 2013 até 17/08 no valor de míseros R$ 627 BILHÕES, BILHÕES, BILHÕES, ESTE É O VERDADEIRO pt QUE GOVERNA PARA UMA MINORIA RICA e com a maioria pobre ENGANA COM BOLSAS ESMOLAS. Não se esqueça que diariamente na foz do rio São Francisco são mais de 100.000.000.000 de litros/DIA SEM USO MÚLTIPLO NA PRODUÇÃO DE RIQUEZAS, estou falando de 100 BILHÕES/LITROS/DIA na cacimba oceano ATLÂNTICO. Assuma de fato o governar do Brasil, porque de direito já é, ademais só rindo do voto errado.
    P/Arabutan.

  • Klara

    Luis Lins, meu querido, vagabundagem não eh privilégio da classe médica nao; Da mesma forma q existem médicos q fazem essas barbaridades como “O dedo de silicone”, já vi mto fisioterapeuta, psicólogo, fazendo a mesma coisa…chega no posto, passa 10 minutos e depois vai embora. Isso nao eh privilégio dessa ou daquela categoria profissional, é questão de formação de carater, educação e compromisso ético que cada um tem (ou não). Segundo ponto, lamentável a forma como os cubanos foram recebidos, como foi dito, eles tb são vítimas, e merecem todo o nosso respeito, pois, se eu tivesse oportunidade de sair de um pais com governo ditatorial, faria o mesmo q eles estão fazendo agora. Qd os chamaram de escravos, eu acho q nao teve nd a vê com a cor da pele, e sim com a situação atual deles , que é de semi escravidão, pois vc trabalhar longe da familia, num local sem nenhuma condição digna de trabalho pra ganhar 700 reais, me poupe…..é escravidão sim!!Midia sabe manipular mt bem. Coloca uma foto com um negro de lado, e do outro, pessoas brancas com reaçoes raivosas.Nao tem nd a ver com cor da pele, e se essas garotas xingaram msm, so lamento por elas, dignas de pena, porem , preconceito racial tb nao eh so privilegio de qm tem formação superior.Td mundo aqui tem preconceito camuflado……Finalizando, garanto que ngm aqui quer trabalhar nas condiçoes atuais do SUS, e nem sequer faz uso dos serviços, só sabe quem trabalha ou qm utiliza os “serviços”. Qm eh a favor desse programa, eh um bando de hipócritas……só sabe quem vivencia

  • Frederico Farias

    Mais uma vergonha protagonizada pelos legítimos herdeiros da CASA GRANDE.

  • carlos. s.

    Ricardo,
    BELO texto, nos lamentamos profundamos O EPISODIO, PRECONCEITUOSO DE “empregada domestica” ,e racismo, UMa vergonha para O CONSELHO DE MEDICina….

  • Silvio Marcelo

    Não temos a menor dúvida da existência das mazelas e da necessidade de melhoria no sistema público de saúde, o nosso SUS. Penso também que apoiar a corporação dos médicos, comandada pelos CRM e capitaneada pelo Conselho Federal, o qual não tem outra finalidade senão a de se opor ao Programa Mais Médico do Governo Federal, não colabora com qualquer avanço para a melhoria da assistência à saúde no Brasil, especialmente para aqueles que mais precisam, como no caos dos abandonados moradores dos grotões.

  • Professor Adriano

    Ricardo, fico indignado com o comportamento desses médicos que fazem arruaças, se fossem professores, a polícia estaria agindo. Eles reclamam de falta de estrutura, então não devemos discutir a falta de médico, qual o verdadeiro medo? perder o status de DR.? coisa colocada por D. Pedro II

  • Gustavo

    O problema é que os médicos brasileiros não querem perder a reserva de mercado que existe hoje. Uma consulta leva em média 60 dias entre a marcação e consulta. Os consultórios sempre lotados, isso particular. Pelo sus é muito pior. Esses médicos não só vão diminuir a demora no atendimento como também deve diminuir a manipulação do voto em troca de uma consulta. O programa deveria ser ampliado até que todos os municípios tivessem uma assistência médica de excelente qualidade. Isso concomitante com excelentes escolas. Tudo isso mantido durante 30 anos chegaríamos pela menos a ser 1° mundo.

  • ciceo jr

    Dilma deveria aproveitar a onda e lançar o mais policia, trazendo a competentíssima policia cubana para cuidar de nossas ruas, acompanhar os protestos e etc, seria mais um golpe na oposição.

  • Teofanes

    Mais um perfeito comentário de Ricardo Mota. Descontamos nos médicos Cubanos, mas seria deles a culpa? Será que eles estão vindo pra cá em busca de trabalho (este já garantido)? Acho sim. Então não temos que culpá-los. Na posição deles, acho que faríamos o mesmo, voaríamos direto para um país que já me garante um emprego!

  • Marcelino Duarte

    É o Biomensalão Cubano.

  • Critica

    Ricardo foi a primeira vez que li seu artigo e não achei acessível a todos os leitores.
    Acho que você deveria adequar a linguagem a esse estado que tem tanta gente analfabeta.

  • noemia

    Os medicos alagoano precisam ter vergoa na cara e apoia os cubanos eles nao pediram para trabalhar no brasi foram chamado pelo goverofedera quem assitil a reportagem esta semana viu uma medica de fortaleza 58 horas por falta de medico o mesmo acotece em alagoas sem falar no mao atedimento nos municipioll

  • Márcio Alexsandro Rodrigues Oliveira

    O que temos no Brasil são cursos de medicina que formam a cada ano, ou semestre, milhares de descompromissados com o verdadeiro sentido de se formarem médicos: salvar vidas, ajudar ao próximo aliviando um pouco sua dor. Nem só de drogas pode se curar a dor alheia: só com a presença do médico já é suficiente para levar um alento a tantos que não podem pagar um plano de saúde que, diga-se de passagem, no Brasil é um grande engodo no sentido de garantia de cuidados médicos. Nossos “médicos” querem ter status, mas não compromisso com o lindo juramento que fazem na formatura, mas que são como palavras ao vento, pois a prática não acompanha a teoria quando o assunto é servir à comunidade sem pensar em virar milionário. Infelizmente ainda vivemos num Brasil para quem pode pagar pela saúde!

  • José Carlos Souza Silver

    Sou médico há 37 anos. Ao formar-me em medicina, fui trabalhar no interior de Alagoas aonde passr 13 anos de trabalho árduo, mas, profícuo.
    O programa mais médicos, para mim, é uma vergonha e não passa de balela governamental. O que precisa realmente, é que os médicos recém formados sejam direcionados às áreas longinquas deste grande Pais, com salários dignos, condições técnicas de trabalho eficientes e eficazes para que possam exercer com dignadade a sua função precípua de curar.Ao médico, não cabe só curar, mas educar, estar ao lado de sua comunidade, fazer-se entender pelos pobres pacientes que lhe vão à procura, lutar para que haja redução de mortalidade materno infantil, cuidar para que as doenças infecto contagiosas não progridam . Há neste Brasil, “Postos” de saúde precários, vergonhosos que não oferecem as mínimas condições para que os pacientes nele aqdentrem, muito menos para que o médico desenvolva seu trabalho. Quanto ao episódio ocorrido em Fortaleza com médicos vindos de Cuba, achei uma grande falta de respeito à colegas que migraram para o Brasil, por força de um acordo duvidoso. Temos o dever de receber estes colegas com respeito e acima de tudo, com ética, coisa que lamentavelmente as pessoas deste Pais estão desconhecendo, principalmente determinados politicos que infelizmente “mandam”.

  • alagoano

    VERGONHA eu tenho de ser brasileiro e ver que, não apenas aqueles que estão no poder, mas também uma parcela considerável da população (por ignorância ou ideologia) apoia atitudes como a que a cúpula petista vem fazendo. Apoiar verdadeiras DITADURAS, países onde não há LIBERDADE DE EXPRESSÃO (tão defendida por vocês jornalistas) é algo, sinceramente, assustador. Hugo Chaves, Irmãos Castro, dentre outros, representam uma afronta ao Estado Democrático de Direito.
    No que tange a cor da pele do médico, quer dizer que se ele fosse branco não haveria problema algum??? Vejo um protecionismo exacerbado, quanto à isso. As pessoas não o discriminaram simplesmente por ele ser negro, e sim pelo que a chegada do mesmo representa. Tanto é que o Ministro Joaquim Barbosa, negro, é atualmente a figura pública de maior respeito dos brasileiros (salvo dos militantes petistas)

  • silva

    Por obséquio, (Favor) onde encontrar essas palavras, leia-se:

    BUSÍLIS = dificuldade, segredo.
    PROSELITISMO = conjunto de prosélitos. Prosélito = sectário, partidário.
    EMBUSTE = mentira artificiosa; plano para enganar alguém.

  • Jose Roberto Morais

    O problemas dos médicos é que eles querem reserva de mercado, na verdade são verdadeiros mercenários. O governo federal deveria interiorizar as escolas de saúde do Brasil, vejam Alagoas só tem curso de medicina em Maceió, só em 2015 é que terá o primeiro curso de medicina, que será em Arapiraca. Quando for interiorizado, o aluno aprenderá a viver e morar no interior do Brasil.

  • Iêda Maria dos Santos

    Criticar os médicos q só vêm ajudar a maioria necessitada deste país, é no mínimo, querer tapar o sol com a peneira. Deveríamos agradecer pela colaboração de médicos até mais competentes q os nossos. Culpa tb daqueles q só querem status e não cumprem o juramento de Hipócrates. Ñ podemos mais suportar pacientes morrendo a todo instante por doenças bobas q poderiam ser tratadas em seu estágio inicial. Merecemos e necessitamos de mto mais? Óbvio q sim.

  • Moacir

    Os médicos brasileiros só pensam em ganhar dinheiro, pensam que são deuses; estão com medo da comparação de competência, visto que todos sabem que em Cuba a medicina é melhor do no Brasil.

  • Sylvio De Bonis Almeida Simões

    Sem bazófia, há que se revalidar diplomas.

  • noemia

    Todos este comentários são comversa senhores médicos assistao o víde poema
    o no yutube de título O FILHO DO DOUTOR e assim que se comporta muitos ou a maioria assistiam povo brasileiro

  • noemia

    Todos este comentários são comversa senhores médicos assistao o víde poema no yutube de título O FILHO DO DOUTOR e assim que se comporta muitos ou a maioria assistiam povo brasileiro

  • Joilson Gouveia Bel&Cel RR

    Antes de tratar do caso “vergonhoso” citado pelo dileto literata – que até seria exagero VAIAR, sim, porém é um livre manifesto do livre pensar e SEM MÁSCARAS -, mas, e o que fizeram com a Blogueira cubana Yoany Sanches, que quase foi escalpelada pelos humanistas e socialistas e esquerdistas desse “governo” SEMPRE preocupadíssimo com a Saúde do brasileiro, mas que CONSTRÓI hospitais noutros países de sua linha ideológica FAZ GENEROSAS DOAÇÕES AOS DITADORES DE MESMA LINHA.
    Tornemos ao busílis atual da saúde ou sua falta.
    Meu percuciente, inteligente e sempre procedente literata do noticiário caetés senão do nosso querido Brasil, permita-me transcrever dois textos sobre o tenebroso, renitente e teimoso “programa” que é uma panaceia ou um busílis de nossa combalida saúde brasileira, que postei noutros blogs e dialoguei em nosso Facebook, a saber:
    “Bobo Bob ou Bob bobo, ou serias o bobo da corte dilmista, a mesma que se acha a MÁ “mãe-dos-brasileiros”, mas que acode, socorre e auxilia aos ditadores esquerdistas do mundo inteiro e não só ao seu GURU e Grande-Comandante radicado em Havana com generosas remessas de nosso sofrido Erário, faz-nos um favor enorme e ao sofrido povo, em nome da decência e da ética da informação fidedigna que deve existir num matutino de circulação nacional e internacional, sim, responde-nos, a saber:
    a) achas mesmo que há um governo “nestipaís”?
    b) aponte qual (is) o (s) mais EFICIENTE desses quase nenhuns ou inexistentes ministérios – são quantos mesmo, sr Bob? Diz-nos, sim?
    c) quantos hospitais existem nos nossos 5.669 municípios e no DF?
    d) Se a SAÚDE deve ser PÚBLICA, por que é que acabaram e privatizaram-na com a VENDA desses inúmeros PLANOS de doença?
    e) Não foi essa turminha que aí está no “governo”, que privatizou e acabou com a Saúde e tantos outros serviços públicos?
    TERCEIRIZARAM a nossa saúde, que fora PÚBLICA até esses nefastos socialistas chegarem ao Poder, e socializaram o S.U.S. aos hospitais privados do País, talqual fizeram com Educação, com as Comunicações, e já estão fazendo com a Segurança Pública! Oxalá com a nossa DEFESA interna e externa – será que irão importar de sua querida Cuba, Venezuela ou da Colômbia (As FARC’s)?
    Enfim, nem mesmo rodovias, vias, estradas e transportes públicos nós temos mais como antes e nem mesmo portos, aeroportos e estações rodo-metro-ferro-fluviais ou viárias, ou não?
    Será que IMPORTARÃO seus aliados colombianos das FARCs, para fazer a SEGURANÇA DO RENTÁVEL TRÁFICO DE TODA ORDEM E NÃO SOMENTE DO QUE MAIS LHES RENDE: AS DROGAS!
    Espero estar equivocado em meu “lirismo pirado”, mas será muito mais difícil COMBATER O INIMIGO internalizado em nossos intestinos nacionais. Ou não?
    Abr
    JG
    PS: Já tentaram antes, e nunca irão desistir, mas perderão outra vez… acreditem!
    Nós os militares jamais abandonaremos ao nosso Brasil: A Nossa Pátria Amada Brasil!
    Somos reservas e inativos, não estamos mortos; ainda não!
    Ah! O destinatário sequer respondeu às questões suscitadas, sabias?
    Mais:
    Sei que não são idiotas de sê-los (molusquistas ou dilmista-lulistas ou petistas ou esquerdistas) tens inteligência suficiente para não sê-los, e como sei disso!
    Mas, me respondam:
    a) Por que DOARAM E CONSTRUÍRAM HOSPITAIS NOUTROS PAÍSES E AQUI NEM MESMO UM POSTO DE SAÚDE, nesses mais de 10 ANOS, no poder?
    b) Aliás, sabias que em PE já há tais médicos cubanos atuando no interior e muito antes desse tal PROGRAMA? Vejam uma foto que resume quase tudo o que está acontecendo! A foto está em nosso Facebook.
    b) Por que não REVALIDAR e AVALIAR A EFICIÊNCIA E O GRANDE CONHECIMENTO desses médicos solidários e tão altruísticos samaritanos humanitários e tão competentes e experientes?
    c) O QUE OS IMPEDIRIAM DE PASSAR POR UMA AVALIAÇÃO SIMPLES COMO DETERMINAM A LEI FEDERAL EM SEU ARTIGO 48?
    Respondam-me ou constatem meus equívocos sobre o busílis de nossa saúde!
    Abr
    JG
    PS: ficarei assaz contente se obtiver respostas sobre as questões! 😉