A declaração mais surpreendente do promotor Alfredo Gaspar de Mendonça, no “Ricardo Mota Entrevista” desta semana (TNH1 TV, o canal 26 da Net), foi sobre a migração do consumo de crack para cocaína, em Maceió.

A situação não é nova, como disse o coordenador do Gecoc, mas vai ficando mais evidente a cada apreensão de droga feita pela polícia ou pelo MP Estadual.

A questão crucial: essa migração foi determinada pelo PCC – Primeiro Comando da Capital –, a organização criminosa mais conhecida no país.

As explicações são bastante factíveis.

Os líderes criminosos consideram que é mais difícil controlar o “exército” do crack porque a droga é mais barata e a briga por pontos termina resultando em mais mortos (consumidores, está claro).

A cocaína é mais cara, rende mais dinheiro, portanto. Os distribuidores são selecionados com mais rigor.

Essa não é, no entanto, uma boa notícia.

Além de péssima qualidade, a cocaína vendida no mercado tem, também, um efeito devastador: ela é misturada até mesmo com pó de vidro, afirmou o promotor.

O problema central continua sendo a entrada da droga no Brasil. O nosso país não produz a matéria-prima, mas é o maior consumidor de crack do mundo e o segundo de cocaína, só perdendo para os EUA.

Enquanto isso, os drones (aviões não tripulados) vão fazer a vigilância dos estádios brasileiros durante a Copa das Confederações.

É o circo – que já está pegando fogo há muito tempo.  

Em tempo:

O “Ricardo Mota Entrevista” vai ao ar todas as terças-feiras, às 22h30. Os horários alternativos estão disponíveis no TNH1.

Arranjaram um lavado de roupa para a PF em Alagoas
CPD do Grupo João Lyra também entra em greve
  • Noélia Costa

    Uma bela entrevista,Dr.Alfredo é uma pessoa muito integra,faz um trabalho maravilhoso . Parabéns ao jornalista Ricardo Motta !

  • ROBSON FARIAS.

    MAGNATA DA ESCRITA! A PF,GECOC,PC,SABEM QUE A MIGRAÇÃO NÃO É SÓ AS DROGAS,COM A PACIFICAÇÃO NOS MORROS DO RIO, A TURMA PESADA ESTÁ NO INTERIOR DO ESTADO,TOMANDO CIDADES DE ASSALTO NAS CIDADES VIZINHAS E DE OUTROS ESTADOS,BEM COMO,O AUMENTO ESTARRECEDOR DE ROUBO DE VEÍCULOS DE GRANDE PORTE NA NOSSA CIDADE.OU VC ACHA QUE OS BANDIDINHOS DAQUI TÊM ESSAS HABILIDADES E ARMAS PESADAS QUE ELES OSTETAM.

  • Fernando Sarmento

    Drogas: o maior flagelo da humanidade no século 21. Quanto a qualidade da cocaína aqui vendida, por mim, podem adicionar cianeto, limalha de ferro, etc. Quanto menos viciado no mundo, menor será o poder dos traficantes que,para mim, só existem devido a demanda por suas drogas. Quem fuma um cigarro de maconha, uma pedra de crack, ou cheira pó, aperta o gatilho em conjunto com o traficante que mata para ter o comando de uma boca de fumo.

  • ROBSON FARIAS

    MAGNATA DA ESCRITA! O PT ACABOU COM A PF E NA ÚLTIMA TERÇA-FEIRA 28,ENTERROU DE VEZ.COM O SEU ROLO COMPRESSOR NO SENADO APROVOU EM CARÁTER TERMINATIVO O NEFASTO PROJETO DE LEI (PLC)132-12.QUE DETERMINA QUE O DELEGADO CONDUZIRÁ A INVESTIGAÇÃO CRIMINAL LEVANDO EM CONTA ‘SEU LIVRE CONVENCIMENTO TÉCNICO JURÍDICO’,DEVENDO-LHE SER DISPENSADO O MESMO TRATAMENTO DOS MAGISTRADOS,DEFENSORIA PÚBLICA,MINISTÉRIO PÚBLICO E ADVOGADOS.CRIARAM A CARREIRA JURÍDICA DOS DELEGADOS.DERAM PLENOS PODERES A APENAS UM CARGO POLICIAL.NÃO PRECISA NEM APROVAR A PEC-37.VIVA A DEMOCRACIA DITATORIAL.

  • Marcio josé

    Parabéns pela entrevista ao Doutor Alfredo Gaspar de Mendonça, seria de abrilhantar os olhos, ver cada vez mais profissionais comprometidos e preocupados de fato com a nossa sociedade, assim como os senhores.
    boa ricardo, continue ousando, você conquistou e é um jornalista intocável do nosso Estado, Deus te abençoe!

  • LUIZ LINS

    O que mais me chamou a atenção nesta matéria, foi a PREOCUPAÇÃO COM A “QUALIDADE” DA COCAÍNA. Ora, se pusessem CIANETO, CHUMBINHO ou qualquer outo veneno, seria um favor aos homens de bem que ainda restam. Neste caso,QUANTO PIOR, MELHOR!

  • LUIZ LINS

    continuando…
    Temos que nos preocupar é com a MELHORIA DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO, DA SAÚDE E SEGURANÇA PÚBLICA e come toda a FALTA de INFRAESTRUTURA que tantos males causam ao nosso sofrido e ignorante povo. Temos q pensar um Brasil SEM IDEOLOGIAS, MAS COM PRAGMATISMO.