Presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública, o juiz Maurício Breda, manifesta o seu incômodo em relação à sensação de que nada está sendo feito nessa área em Alagoas. Até porque ele tem sido uma voz altiva e crítica em relação às ações policiais.

Mas sabe que elas são insuficientes e não atingem os objetivos esperados – e não só por falta de efetivo policial, uma realidade, inegavelmente.

Os números da violência em Alagoas continuam insuportáveis, atingindo, principalmente, a população de baixa renda e, ainda mais, adolescentes e jovens da periferia.

Questão política à parte, eis que chegamos a números também impressionantes na repressão à criminalidade (a prevenção, com ações na Educação, Cultura, Esporte e Lazer devem ser a prioridade zero, assim penso).

Os fatos: Alagoas fecha o mês de maio com uma população de presos atingindo a cifra de 3 mil pessoas.

Só de janeiro a maio de 2013, a polícia prendeu 1.251 bandidos e acusados de crimes no estado.

Na maioria, como nas demais unidades da federais, há os presos por tráfico do crack (ele, principalmente), por homicídios, roubos,  assaltos e segue por aí.

E para onde está indo essa gente?

Eis outra questão fundamental.

O sistema prisional tem capacidade para receber – ao modo, como já definiu o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo – a metade desse contingente.

Há muitos presos em delegacias, no interior praticamente.

Em agosto, a Secretaria de Defesa Social vai inaugurar a nova unidade prisional do Agreste, com capacidade para receber 800 presos.

Os números não apontam escapatória: ou se investe maciçamente na prevenção – incluindo Educação e demais itens citados – ou transformaremos cidades inteiras em presídios.

São Paulo, numa megaoperação, há duas semanas, prendeu 2.850 pessoas num único dia. Seriam necessários quatro novos presídios para receber os “inquilinos”.

Que país é esse?

Omar Coêlho será a novidade do DEM em 2014
'Presidente', Renan entra em fase de 'silêncio obsequioso'
  • Frederico Farias

    SE TAMBÉM PRENDESSEM OS BANDIDOS DE GRAVATA, SERIA NECESSÁRIO UM MARACANÃ PARA ABRIGAR TANTO MARGINAL.

  • Renan Gomes

    Caro Ricardo Mota, primeiramente, gostaria de dizer que sempre leio suas reflexões sobre os fenômenos que acorrem em nosso estado, pois quase sempre são singulares e “sobrenaturais”. Hoje li uma reportagem no portal IG (http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rj/2013-05-23/recadastramento-de-pensoes-de-filhas-solteiras-e-necessario-diz-procuradoria.html), sobre as “filhas solteiras” do estado do Rio de Janeiro, por isso, tomei a liberdade de lhe escrever para saber quando teremos um recadastramento desses por aqui? Att, Renan

  • Carlos Alfredo Pereira

    Caro ricardo! Seja mais justo ainda do que vc é! Quem prende tanto bandido? A PM é uma máquina de prender criminosos. Faça um elogio para a PM! Afinal num estado de tanta falta, polícia parece presente e atuante, mesmo sabendo que isso não é solução, mais poderia ser pior, não acha???????

  • Fernando Sarmento

    Ricardo, esse número ainda pode ser considerado baixo se levarmos em conta o número de crimes que são praticados diariamente. O problema é saber quantos destes 3 mil presos estão condenados definitivamente, com suas sentenças transitado em julgado. O problema está na legislação penal e processual penal, que são arcaicas. Soma-se a isso a lentidão da justiça em apreciar os casos existentes. O excesso de decretos de prisões preventivas, muitas apenas para satisfazer a ira da sociedade, atrasam o julgamento do mérito dos processos, contribuindo para o “inchaço” populacional de presos, que muitas vezes têm o seu direito vilipendiado por não ter acesso a um advogado ou defensor público.

  • Romao

    … Com mais algumas prisões chega a 10% da população alagoana que é de 3.120.494, segundo dados do IBGE/2010… É uma vergonha isso!!!

  • Luiz Carlos Godoy

    Esse é o país:

    DOE do dia 23.05.2013:

    PORTARIA PGE Nº 118/2013
    O PROCURADOR GERAL DO ESTADO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 11, inciso I, da Lei Complementar nº 07/1991, e nos termos do processo administrativo
    1204-2166/2013, resolve designar o Procurador de Estado LEONARDO MÁXIMO BARBOSA, matrícula
    nº 143.609-0, para substituir o Procurador de Estado em exercício na Assessoria no Distrito Federal, em face do gozo de suas de férias de 20, cuja substituição compreende o período de 27/05/2013 a 02/07/2013, incluso cinco (5) dias úteis de antecedência para fins de redistribuição dos processos, e, por conseguinte, concede-lhe, por permissivo inserto no artigo 2º do Decreto nº 4.076/2009, e de seu Anexo I, Grupo II, letra “b”, item “1”, trinta e sete (37) diárias no valor de R$ 350,00 (trezentos e cinqüenta reais) até 15 dias, cada uma, e a partir do 16º dia o valor unitário de R$ 175,00 (cento e setenta e cinco reais), perfazendo um total de R$ 9.100,00 (nove mil e cem reais), natureza da despesa 339015, sem direito à percepção de ajuda de custo.
    PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, em 22 de maio de 2013.
    Marcelo Teixeira Cavalcante
    Procurador-Geral do Estado

  • Rafael

    Eu acho que deveria extinguir a secretaria de defesa social. Nao serve pra nada a nao ser atrapalhar as instituições que trabalham diretamente com a prevenção e repressão. Além do que o secretario que hj lá esta é incompetente pra resolver os problemas mais simples quanto mais os mais difíceis.

  • QUE PAÍS É ESSE?

    É o país chamado BRASIL, que nos últimos 10 (DEZ) tem um governar SEM divisão equânime das riquezas produzidas, só de 2003 a 18/05/2013 os presidentes LULA e DILMA pagaram apenas R$ 7,101.7 TRILHÕES via MINISTÉRIO DA FAZENDA para a FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL a título de JUROS, AMORTIZAÇÕES, ENCARGOS e REFINANCIAMENTOS, com o MINISTÉRIO DA JUSTIÇA gastaram o muito de R$ 67,18 bilhões (0,946%) (0,946%).
    Presidenta DILMA ROUSSEFF, o cerne da questão é a tão decantada FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL, ou você faz AUDITORIA para saber onde foi parar os R$ 5 TRILHÕES que os governos LULA e DILMA tomaram emprestados, uma vez que o governo FHC deixou uma DÍVIDA de R$ 645 bilhões, LULA e DILMA pagaram R$ 7,101 TRILHÕES (Será que deu para pagar, quitar?) e ainda devemos cerca de 3 TRILHÕES, tá na cara que tomaram empréstimos de no mínimo R$ 5 TRILHÕES.
    Presidenta DILMA ROUSSEFF isto é uma vergonha, veja só no seu governo de 2011 a 18/05/2013, foi torrado pelo MINISTÉRIO DA FAZENDA só R$ 2,056.2 TRILHÕES para saciar a MALDITA Dívida Pública e com o MINISTÉRIO DA JUSTIÇA gastou apenas R$ 20,25 bilhões (0,985%)(0,985%), o que o ministro JOSÉ EDUARDO CARDOZO pode fazer? Nada, a não ser dizer na mídia que é contra a maioridade aos 16 anos, porque não tem recursos para atender de maneira digna aos JOVENS drogados, seja no combate a tráfico de DROGAS nas fronteiras terrestres, marítimas e aéreas, mas, se a nossa querida presidenta DILMA não acredita, peça ao PAPA CHICO, nosso colega da Argentina para desmembrar o ministro JOSÉ EDUARDO CARDOZO em 3 (TRÊS) novos SANTOS, o novo SÃO JOSÉ, o novo SÃO EDUARDO e o novo SÃO CARDOZO, que juntando os SANTOS para gerenciar os 0,98% que o governo DILMA ROUSSEFF determina para o COMBATE A VIOLÊNCIA pelo MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, mesmo com a junta dos NOVOS SANTOS não faz milagre capaz de resolver o problema da VIOLÊNCIA no BRASIL.
    Minha querida presidenta DILMA ROUSSEFF, você está no mato sem cachorros, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, e só tem uma bala de carrapateira na peteca para ESCANCARAR A MALA PRETA, ROSA, AZUL, VERDE da DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL, estancando essa gastança, sangria desenfreada, que fica com ++++ de 75% dos TRIBUTOS pagos por nós, a qual existe, existe, mas que foi PAGA, foi PAGA, o nó é o ÉTICO.
    É preciso mudar, razão de cobrar CIDADANIA, que é uma forma de ajudar a presidenta DILMA ROUSSEFF a resolver o MAIOR PROBLEMA DO BRASIL, chamado de FAMIGERADA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL, que tira recursos dos POBRES para saciar os RICOS.
    Use a RAZÃO ao invés da EMOÇÃO.
    Diante só rindo do voto errado.
    P/Arabutan.

  • JEu

    Concordo com vc Ricardo, quando diz que prevenção é, principalmente, educação de verdade, saúde para todos, habitação condigna, lazer, trabaho para todos (inclusive jovens e, até, crianças a partir dos 14 anos), porém, se também não existir justiça real (equanime e imparcial), honestide, comportamento ético e respeito às leis e ao próximo, tudo o que se fizer será insuficiente.

  • Agente Penitenciário

    Ricardo apesar do crescimento da população carcerária o governador do estado não se pronuncia na realização de concurso para o sistema prisional, pelo contrário continua contratando pessoas de forma ilegal para a função de agente penitenciário,só este mês foram mais de 30 pessoas contratadas de forma irregular, fica aqui este registro para a PRT ( Procuradoria Regional do Trabalho) tomar as devidas providencias. O governo não está cumprindo o TAC que assinou com o procurador Coracy junto ao MP.

  • sergio

    Não poderia deixar de comentar as “contas” feitas aqui dpelo internauta “Romão”.
    Romão, para alcançarmos 1% da população alagoana, teríamos que prender 30.000 pessoas. Para termos 10% da população alagoana encacerada teríamos que prender 300.000(trezentos mil) pessoas!!!
    Ou seja, apenas 0,1% está presa. Isso é muito. Nunca se prendeu tanta gente, armas e drogas em Alagoas.
    Os crimes de mando, com cunho politico e brigas de família e por terras, praticamente zerou. 95% da mortes envolvem drogas. Esse é o mal desde 1998, por aqui.
    A SDS tem feito muito. A investigação do Delegacia de Homicidios, com a ajuda da Força Nacional – 16 delegados, sob o comando do Dr. Cícero Lima e outros policiais alagoanos – que emprega a técnica americana das “primeiras 24 horas” está modificando os resultados da policia, para melhor.
    A PM já faz abordagem como a FN. Antigamente, os PM’s desciam da viatura para bater papo com os suspeitos. Hoje é “mão na cabeça”! A coisa está mudando.
    Do jeito que a coisa anda os bandidos que não forem presos em mais três meses, correrão. A coisa está pegando!
    Eu soube que vem aí o presidio de Arapiraca e mais um para Maceió, já que o Baldomero Cavalcante, que “outros governos” construíram, como sendo de “segurança máxima”, passará por reforma e será apenas uma prisão albergue.
    De parabens o governo e em especial ao secretário Dário, que sem sombras de dúvidas faz um trabalho técnico, com humildade de servidor zeloso, mais com muita determinação.
    Soube também que vem aí um choque de estrutura física na segurança pública.
    Estão em andamento no Tabuleiro os prédios do novo IML, novo DETRAN, CIODS e Centro de Perícias Forenses – CPFOR.
    A Central de Policia, volta para o Farol, com estrutura reforçada.
    A via Expressa, contará com o Departamento de Homicidios e o de Narcotráfico. E também vai para lá, a sede do DEIC, TIGRE e Academia de Policia Civil.
    O videomonitoramento, então…
    Falar mal do secretário até pode, mas dizer que ele não está trabalhando, não tem o menor sentido.
    Se formos isentos, é só comparar com qualquer outro período da SDS.

  • Pedro

    Ainda tem quem seja contra a PEC 37, vejamos o que acontece no nosso estado.
    A Delegacia de Palmeira dos Índios, recém “reformada”, hoje contabiliza mais de 40 presos, banheiros entupidos, infiltrações e etc, onde está o Ministério Público, Delegacia não é lugar de preso.
    Na cidade de Palmeira só chega “água” uma vez por semana, onde está o MP.
    O Governo do estado repassa quanto quer para a assembleia, onde está o MP.
    Se os delegados não investigam, que se puna quem não trabalha afinal o salário de um delegado é um excelente inicial R$ 12.700,00 ao invés de querer dá poder de policia ao MP, cobre dos delegados seu dever.
    Com um salário desses, não tem cidade longe, nem lugar ruim, tem gente preguiçosa.
    Recente, foi realizado concurso para o cargo de delegado mais de 120 para uma vaga, depois ficam reclamando das condições de trabalho e da distancia das cidades.

  • Fabio Teppedino

    Se considerarmos que nos últimos 5 anos ocorrerem aprox. 10 mil homicídios, por aí já se vê como o contingente de presos está baixo, muito baixo.

  • Agente Penitenciario

    A cadeia está cheia mais sempre cabe mais um… Baldomero cabem 460 tem 800… Cyridião cabem 380 tem 700… Cadeião cabem 200 tem 400… no Cyridião as equipes só possuem de 05 a 07 agentes por dia… pensam que eh fácil segurar 700 presos com 5 agentes??? E olha que faz tempo que não tem fugas… e o Superintendente fala que a noite o Agente Penitenciário só faz dormir… ele que dorme na casa dele… cansei de ficar 24h direto pra ninguém morrer ou fugir… fora o nosso salario que esta defasado… PM R$ 2.200,00 PC R$ 2.600,00 Ag. Penitenciário R$ 1.478,00… e olha que quando passei no concurso eu ganhava igual a PC… VALORIZAÇÃO JÁ…

  • Paulo Rostner de Olivença

    Caro Ricardo Mota, os números apresentados, abaixo, dispensam qualquer comentário. Estamos diante de uma “indústria do crime” que vem crescendo de modo vertiginoso desde 1990.
    QUADRO DO SISTEMA PENITENCIÁRIO NO BRASIL.
    Vamos aos números da vergonha:
    – População carcerária(em nº de presos): em 1990(90 mil)e em 2012(549 mil);
    – Em prisão temporária aguardando julgamento: 217 mil(40% do total);
    – Mandados de prisão a serem efetuados: 233 mil;
    – Déficit no sistema penitenciário: 240 mil vagas;
    – Números de presos por 100 mil habitantes: em 1990(74 presos) e em 2012(288 presos);
    – Defensores públicos estaduais no país: 5 mil

  • José Carlos

    O que adianta a PM prende 1.251 e o Pelotão de Choque dos Direitos Humanos estão aí para solta-los, eu sou do tempo que bandido tinha dose única pronta SPIN, e para botar os pés em Alagoas tinha de pensar duas vezes. Hoje a DEMAGOGIA tomou conta deste Estado, e todos os políticos, essas pragas querem dar uma de bonzinho.

  • Joilson Gouveia Bel&Cel RR

    Peninha, meu caro humanista Peninha!
    Vamos lá!
    Temos 3 mil presos, como foi anunciado, mas SÃO PRESOS CONDENADOS? Ou apenas acusados? Somente em 2013 foram presos 1251, como assestado, mas tivemos tantos JULGAMENTOS assim?
    Ah! Podem ter sido presos em Flagrantes Delitos, foi isso? Por que te indago – cara chato eu sou, não?
    Ora, em 2012 tivemos exatos 2016 ASSASSINATOS – estes presos têm relações com os homicídios de 2012? Claro que não, foram presos estes ano, em menos de cinco meses, 1251!
    Mas como explicar, se tivemos até agora apenas 895 ASSASSINATOS?
    Ah! É com relação ao dito PLANO, é isso?
    De junho, quando lançado, até dezembro foram 703 HOMICÍDIOS.
    Este ano, até agora, 895 ASSASSINATOS, somados os dois temos 1595, e não bate com os 1251 anunciados.
    Há algo errado: nem tivemos tantas sentenças por condenações julgadas este ano, tivemos? E muito menos tantos Autos de Prisões em Flagrantes Delitos, ou tivemos?
    Abr
    JG