Há duas descrenças envolvendo o plano de segurança lançado em Alagoas: a do cidadão comum, cansado de tanta violência, desconfiado do governo e de tudo o que vem do serviço público – que não atende as demandas mais urgentes da população. 

A outra é profissional – que aposta no fracasso do plano porque isso há de trazer algum benefício, principalmente político (e num ano eleitoral), mesmo que isso custe o sangue de outros tantos alagoanos. A primeira – do cidadão comum – merece ser respeitada e só será vencida – a descrença – se os resultados positivos aparecerem.

É claro que estamos longe de atingir chegar a uma estatística que seja ao menos tolerável no que refere aos crimes contra a vidaem Alagoas. Nãoacontecerá – se acontecer – do dia para a noite. Mas descartar de pronto o que agora começa a ser feito, numa parceria inédita do governo federal com o governo local, poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública não é uma alternativa inteligente.

Continuar cobrando, acompanhando de perto o que acontece a partir dos diversos convênios firmados, esta sim, é uma atitude que vai além do desejo insano pela morte alheia – porque isso, repito, pode dar algum ganho a alguns poucos.

Uma voz lúcida num dia tão agitado é a do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Sebastião Costa Filho, que se disse muito esperançoso com o piloto do Brasil Mais Seguro em Alagoas.

O que ele afirmou? Falta ao plano outro investimento fundamental para que tenhamos segurança: Educação. A criança fora da escola hoje será a vítima e o algoz do crime amanhã.

D.O. de Maceió publica foto de Almeida e Mosart em inauguração da Prefeitura
Renan: "O Ibama tem má vontade com Alagoas"
  • Mário

    Concordo com o desembargador Sebastião Costa Filho. Só com uma política séria de educação, iremos diminuir substancialmente a violência, a eleição de certos políticos e governantes, etc. Torço que o Brasil Mais Seguro, não seja um plano eleitoreiro.

  • alagoano envergonhado

    Vcs, com essa mentalidade de politicamente correto e de direitos humanos, custam a enteder que estamos em guerra.

    Educação é fundamental sim, mas antes é preciso botar bandidos na cadeia, para que não fiquem na porta das escolas destruindo tudo que se aprende dentro delas.

    Quanto ao desembargador, deveria se importar mais com outro problema que gera violencia: o solta-solta de marginais.

  • Barbosa

    Ricardo, sábio o questionamento do desembargador, os meliantes de hoje foram crianças sem educação nos governos passados, não podemos atriubir a violencia ao atual governo, se os governos anteriores tivessem investido em politicas sociais talves a situação de alagoas estivesse diferente.

    Mas não vai ser essa operação que está sendo realizada que vai resolver o problema. Os presidios de alagoas estão lotados e sem estrutura, o que vão fazer com os bandidos que forem presos? E o que será feito para recuperar esses meliates? Se não pensaram nisso, estão simplismente construindo uma bomba relógio que vai estourar nos presidios.

  • Flávia

    Concordo, lugar de criança é na escola, enquanto não houver vaga e estrutura decente para todas as crianças nas escolas não vamos resolver o nosso problema de violência, desemprego, desesperança em nosso Estado, estamos gerando eleitores que não sabem escolher os seus governantes, isto é muito triste, estamos elegendo maus políticos e governantes,veja quantos dos nossos deputados e senadores brigam e cobram por melhorias na educação, aponte um.É puro interesse destes que a “coisa” continue o mais precário possível, eles apostam na falta de educação, na falta de instrunção para continuar…Enquanto isto, no momento temos que acreditar que o plano de segurança vá trazer um pouco de paz ao nosso Estado, temos que acreditar, basta de insegurança.

  • Pollyanna

    De fato a Educação é um dos fundamentos de uma sociedade mesmos violenta. Mas com a Educação tanto pública como a privada em Alagoas somos condenados a tristeza e falta de esperança! Temos hoje uma escola especialista em gerar a violência, a diferença!

  • observador

    Espero em DEUS,que o plano seja bem sucedido,mais o porque de esperar para o último instante para se fazer o lançamento eo concurso para a PM,e ainda de forma energencial se tiveram tanto tempo para a eladoração,porque aquela festa toda com tantos políticos,camisa referente ao lançamento,só faltou os fogos de artifícios.Há Ricardo vc viu quanto foi o aumento da folha de pg,de 2000 mil para 2050 a primeira faixa salarial por ai vc ver o aumento de salário,a hipocrisia o Cel luciano foi para assessoria do Governador ele queria acabar as assessorias.

  • JEu

    Acho que devemos dar um crédito ao plano piloto de segurança, até porque não temos outra alternativa. No entanto, creio que, sem educação de verdade e sem geração de emprego e renda e cultura e lazer saudáveis para os jovens e os adolescentes, não chegaremos muito longe não.

  • Carlos

    Certo, educação seria a saída. Mas como fazer educação num Estado que tem professores com baixos salários, desmotivados, escolas caindo aos pedaços, e recursos da merenda escolar sendo desviados por gente inescrupulosa?
    Precisamos de uma ampla reforma, ética principalmente, e isso leva um bom tempo para acontecer….

  • Gregório de Matos

    Caro Mota, permita-me recomendar a todos, o artigo de MARCO ANTÔNIO VILLA publicado no Globo desta terça-feira e que também foi postado no espaço de Feira Livre em http://www.veja.com.br com o título: “O governo Dilma parece velho”. O artgo muito bem redigido e pertinente, mostra a síntese de um governo FRACO e dependente até a medula de seu criador, o LULA APEDEUTA DA SILVA. I-M-P-E-R-D-Í-V-E-L.

  • Sátiro

    E o ERÁRIO??? coitado do ERÁRIO!!!!!

  • Marcio Vinicius

    Veja:
    A violência é derivada de problemas passados claro, porém o atual governador com sua política de gestão falha formentou mais ainda o caos e não só ele como os gestores federais, é um absurdo medidas improvisadas sendo tratadas como plano traçado, não precisa ser especialista, vejam bem com bom senso se quiserem ver a realidade:

    EQUÍVOCOS GROSSEIROS

    1º) Quem teve a brilhante idéia de criar a FORÇA NACIONAL, ora bolas, o governo federal mal cuida da POLÍCIA FEDERAL que em muitos lugares falta efetivo e outras coisas mais?
    2º) Por que o dinheiro usado com a Força Nacional não usaram no fortalecimento das polícias nos Estados, aumentando o efetivo e reestruturando os departamentos com inteligência e no aumento e fortalecimento da POLÍCIA FEDERAL?
    3º) Nosso governo pregou piamente que nosso efetivo era suficiente com uma belíssima performance de Tomas Nonô vice gov. no Pajuçara manhã com Oscar de Melo. Agora pregam o contrário e TEM A CORAGEM DE FALAR QUE 1000 HOMENS VÃO MELHORAR ESTA SITUAÇÃO.
    4) Hoje nosso secretário no pajuçara manhã fez uma esplanação TERRÍVEL: um trocadilho que não dá para definir, policiais dos estados que já sofrem com o efetivo baixo compõe a Força Nacional e são deslocados para os Estados em crise, gente que estratégia é essa? que ABSURDO.
    SOU ALAGOANO E GOSTARIA QUE NOSSA REALIDADE FOSSE OUTRA.
    VÃO CONSEGUIR RESULTADO CLARO COM POLICIAIS NAS RUAS, UM MELHORAMENTO NA DELEGACIA DE HOMICÍDIOS VAI HAVER UMA REDUÇÃO NOS NÚMEROS DA VIOLÊNCIA, MAS NÃO RESOLVERÁ NOSSA SEGURANÇA PÚBLICA.
    poderia escrever mais citando mais exemplos, mas ficaria ainda mais extenso. Vamos apelar para as nações unidas, para onu, oea, europa sei lá mais.

  • anthony

    Tem um brasileiro condenado a morte na Idonesia.Ele será executado,segundo a mídia,em julho de 2012, porque entrou com droga no pais asiático.Aqui no Brasil ele levava uma vida de rei,classe média alta,apartamento de luxo e viagens e viagens ao exterior.Aqui no Brasil deveria haver punição também,não digo pena de morte,mas prisão perpétua.Talvez melhorasse alguma coisa.Embora o estado tivesse que arcar com a ‘estadia’ do preso pelo resto da vida dele.Mas com certeza teria que haver uma reforma no presidio onde o preso pudesse produzir,em troca de um prato de comida.

  • eleitor

    O prefeito Cícero Almeida declarou ontem,durante uma entrevista em um programa de rádio,que Alagoas não é proporcionamente o estado mais violento do Brasil.Disse ele,que tudo isso é ‘conversa fiada'(sic).Talvez a violencia não tenha ainda batido em sua porta.Espero que nunca bata.

  • Sátiro

    Nesse tal” estado de urgencia de 6 meses”o ERÁRIO padece.Coitado do ERÁRIO!!!!!

  • cidadão Crítico

    O plano pode até minimizar momentaneamente a violência em nosso estado, más jamais ira solucionar a longo prazo, esse grave problema social que é a Violência,a única saída possível para esse problema com certeza seria a educação de qualidade e a geração de empregos.

  • v.santos

    A cada dia tenho mais a certeza que estamos em uma terra esquecida, onde prolifera a ambição,desonestidade e o imenso buraco negro sem fim,onde estão a vontade( inexistente ),de mudanças,decisões que não saem da teoria,e nós?,seremos a próxima vítima? sim porque moramos em um Eatado sem leis,onde os bandidos de todas as categorias estão em todas as partes,os bandidos que matam e roubam e os bandidos de colarinho branco,que roubam e riem da nossa decadência.

  • Zé Roberto

    Falam em diminuir a criminalidade, tirar as crianças das ruas e das drogas, não é fácil mas querendo consegue. Cosntruam BIBLIOTECAS e façam campanhas para incetivar o bom vício da leitura, será um passo muito importante. Mas enquanto ficarem com conversa fiada e gastando o dinheiro público com projetos inúteis, nada irá melhorar, principalmente quando gastam o dinheiro contratando basndas e trios elétricos com o dinheiro que poderia ser investido na educação de crianças, adolescentes e jovens. Pois está em cima de um trio elétrico gritando palavras de odem pela paz, isso é só balela e desviar o dinheiro publico para as contas bancárias dos parasitas do dinheiro público.

  • heyder pereira campos

    MESTRE, PERGUNTAR NÃO OFENDE : PORQUÊ A TAL DE VIOLÊNCIA SÓ ATINGE GENTE BOA E HONESTA ? QUANDO MORRE UM VICIADO, UM “MULA OU AVIÃO” É PORQUÊ FICOU DEVENDO AO TRAFICANTE. TODO MUNDO SABE QUE DEVER AO TRAFICANTE DE MANHÃ, MORRE À TARDE. SE A “INTELIGÊNCIA” CONSEGUIR IDENTIFICAR OS TRAFICANTES, A COISA PODE MUDAR.

  • palmarino indignado

    Amigo jornalista,e amigo Barbosa se a culpa e dos governos passado porque o atual age do mesmo modo ou pior, e ainda tem mais a situacao de hoje e bem melhor a dos anos anteriores.

  • sara

    Temos que tirar as crianças e os adolescentes das ruas,e colocá-los na escola por tempo integral,com esportes, cultura etc,para termos um futuro melhor.Esse plano até poderá dá certo,se o Judiciário deixar,porque a impunidade reina em nosso estado,ou melhor, em nosso país,essa justiça…