Acabou agora há pouco, no Palácio República dos Palmares, o encontro do GGI – Grupo de Gestão Integrada – para a apresentação do Plano Nacional de Segurança Pública, cujo piloto será lançado em Maceió, no próximo dia 26. 

A delegada Kátia Emannuele (de Sergipe, dirigente da Senasp)  veio representando o Ministério da Justiça e explicou detalhes – o que é possível, agora, obviamente – das ações que serão adotadas em Alagoas até o final deste mês.

O GGI será uma das principais instâncias de acompanhamento e avaliação do plano por reunir representantes da Polícia Federal, Ministério Público, Judiciário, polícias estaduais, OAB e outras entidades da sociedade civil e organizada.

Há, sim, uma grande expectativa (positiva, ressalte-se) das medidas que serão tomadas pelo Ministério da Justiça – atendendo à determinação da presidenta Dilma Rousseff – em parceria com o governo do Estado, Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública.

Em rede nacional

Hoje à noite, a partir das 21h30, a Globo News vai levar ao ar um programa de debate com o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux (relator da ADI sobre da 17ª Vara) e o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo.

O tema central: a violência em Alagoas e o lançamento do Plano Nacional de Segurança Pública aqui no estado.

Ministro da Justiça fala em entrevista sobre combate à violência em Alagoas
MP denuncia Marcos Santos ao TJ por furto de energia
  • delegada

    RICARDO, ME DESCULPE. VOU TE EXPLICAR:AQUI,NA POLICIA CIVIL, TEM UMA DELEGADA E, SEU NOME É KÁTIA EMANNUELE. ELA, INCLUSIVE, JÁ COMANDOU O DEIC. PODE SER OUTRA, A OUTRA DELEGADA,DESCULPE A INTERFERENCIA.

  • PMAL

    Se esse plano for aquilo de sempre: mais viaturas, mais armas ( aqui na Rp é 4 armas por PM), mais coletes, gerando assim mais desvios com os combustíveis, com as diárias, e como sempre não valorizando o ser humano( o PM) isso não vai adiantar de nada… Veja bem caro Ricardo Motta: viro a noite trabalhando ( e não recebo ADICIONAL NOTURNO), me colocam em escalas extras ( e não recebo HORAS-EXTRAS), faço trabalho perigoso prestes a levar um balaço na cara a qualquer momento ( e não recebo PERICULOSIDADE), portanto meu nobre jornalista: esse plano não vai adiantar nada.

  • Jackson

    TEM QUE VALORIZAR O POLICIAL! DAR TREINAMENTO MELHORES SALARIOS E PRINCIPALMENTE VIDA DIGNA!

  • jose maria alves

    O pmal tá certo,falaram de mais ou menos tudo,todavia,esqueceram o principal,o agente de segurança

  • v.santos

    é incrível, ninguém aguenta mais,conversas paralelas,e a coisa piorando,a violência está desenfreada,Alagoas em noticiários,só mortes,assassinatos,desvios de verbas,analfabetismo,etc.existe tem a determinação por parte dos governentes de mudar esse quadro.

  • Prometeu

    Se não resolver, Téu pede o “bonéu”?????

  • san

    só vai mudar alguma coisa quando os politiqueiros levar a coisa publica a serio,quando ver as questões sociais: politicas publicas pR EDUCAção e para a segurança!

    a valorização do policial ninguém fala nada!

  • sara

    Esse plano é de emergência,e o futuro?Brasil,tire as crianças e os adolescentes das ruas e coloquem na escola por tempo integral,com educação de qualidade,esportes, etc,o nosso país tem condições de fazer o melhor para o nosso povo,só falta vontade política,do jeito que está como o nosso IDH pode melhorar?E as políticas sociais onde é que ficam?Também temos que mudar esse código penal ridículo!