O Ministério Público Estadual já está investigando o contrato firmado entre a Prefeitura de Girau do Ponciano e a empresa RD Rubens Duarte Assessoria Tributária, firmado no início do mês. Valor: R$ 2.562.700.

O Inquérito Civil foi instaurado pelo promotor Humberto Bulhões, da comarca do município.

Ao tomar conhecimento do contrato, o procurador de Justiça Antônio Arecippo encaminhou um ofício ao chefe do MP Estadual Eduardo Tavares Mendes, alertando sobre a gravidade da informação:

“O que mais nos surpreendeu foi o fato de um município pobre, sem qualquer indústria, por menos porte que seja, assinar um contrato vultoso, para uma assessoria tributária. Releva-se dizer que o município de Girau do Ponciano tem um comércio muito pequeno, não ensejando justificativa para um contrato desse porte.”

O titular da 2ª Promotoria de Justiça Criminal também compara o contrato firmado entre as duas partes citadas com outros, envolvendo a mesma empresa e prefeituras do interior da Bahia (Mirangaba: R$ 148.029,00) e Sergipe (São Cristóvão: R$ 1.670.691,00).

Diante de números tão expressivos, o procurador Antônio Arecippo acredita que “algo de errado está existindo na Prefeitura Municipal de Girau do Ponciano, merecendo, por conseguinte, uma investigação aprofundada pelo Ministério Público na referida comarca”.

Há de se ressaltar que o contrato entre a prefeitura de Girau do Ponciano e a RD Assessoria Tributária foi assinado com dispensa de licitação. O Inquérito Civil pode servir como base para uma Ação por Ato de Improbidade contra o prefeito David Ramos Barros. Em se comprovando, é claro, a suposta irregularidade.

Luna devolve dinheiro à prefeitura e dá "chega pra lá" em Olavo Calheiros
Desconfiança é a primeira inimiga do Plano de Segurança
  • Alex o Ismael

    Que bom. Pelo menos o MP vai investigar este absurdo. Mas se nimguém tivesse denunciado este descrambólio, com certeza, tudo ia ser feito na maior cara lisa. Como pode, um muinicípio, tão pobre, pagar , por uma simples acessoria, uma fortuna?! De onde saiu tanto dinheiro?

  • eduardo

    Pelo menos não se pode deixar de mencionar sua inspiração maior: o governo do Estado.

  • Alessandro

    Com a palavra, o Dep. Gilvan Barros

  • gil

    cuidado não prefeito se vcs perderem o proximo prefeito vai lascar todos vcs !!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • sebastiaoiguatemyrcadenacordeiro

    O QUE?! UMA PREFEITURA DE APPALLOSA SOB

    SUSPEIÇÃO? ISSO É UMA IGNOMÍMIA ! UMA

    ABJETA PERSEGUIÇÃO POLÍTICA! ISSO NÃO

    EXISTE…AQUI EM APPALLOSA,TERRA SEM LEI

    E SEM JUSTIÇA? ISSO É UM ULTRAJE ! ES-

    TÃO CONPURSCANDO A HONRA DOS NOSSOS

    PROBOS E DEDICADOS GESTORES . ESTOU

    INDIGNADO !!! ÔMI !

  • André Maciel

    E quanto recebe um vereador em Girau do Ponciano? Quantos vereadores têm?
    Os vereadores têm que atuar mais na defesa dos interesses da população.
    Vereador de Cidade pequena deveria receber, no máximo, 01 salário mínimo.

  • kleber oliveira

    amigo ricardo mota em rio largo ?
    o contrato com uma empresa de contabilidade no valor de 2.100.00 milhões pra fzaer consultoria e a folha de pagamento sem licitação com renovação de contrato e alagoas e rio largo e brasil…

  • Girauense

    O prefeito davi dirigiu a cidade direitinho com cuidado, de forma aberta, até uns 3 anos atrás!, depois disso começou a abraçar a clientelismo, o fisiologismo, e deixou que algumas pessoas más tivessem grande participação no governo. Na prefeitura e câmara não tem quem saiba elaborar um projeto! O município está cheio de bajuladores e corruptos, e agora escolheram um bonequinho pra ser candidato a prefeito!!! Pobre Girau!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • juanito

    Acho que está na hora de uma interdição judicial em Alagoas com a participação do PODER FEDERAL! A coisa tá chegando a patamares de corrupção incontroláveis!

  • PETRUCIO DE BRITO

    DE ANTEMÃO AGRADEÇEMOS A VC MOTA PELO SERVIÇO PRESTADO AOS GIRAUENSES, SENÃO PASSARIA ESSA ABERRAÇÃO-FALCATRUA DESPERCEBIDA, GRAÇAS A VC O MPE E MPF ESTÃO TOMANDO PROVIDÊNCIAS.

  • Francisco José

    Que seria a democracia?
    O que seria a democracia senão um governo dirigido pelo povo? No Brasil, isso não acontece ao menos como foi inventada pelos gregos. As organizações sociais pareciam se apropriarem e lutarem por ela, porém as eleições sindicais são um retrato da politica demagoga e hipócrita que se vê no nosso dia a dia.
    A democracia idealizada pelos gregos sofreu muitas influencias dos povos que a tomaram como teoria de governo. E é neste processo de transformação necessário para adaptá-la às varias culturas que o capitalismo se apropria dos meios ideológicos para alienar os cidadãos atuantes da sociedade a fim de manipular os meios de produção e dominar por meio de convencimento, alienando a consciência do povo.
    No meio deste turbilhão, surgem entidades que se interessam na luta pelos direitos do cidadão e participar das decisões da cidade. Dentre as organizações destacam-se os movimentos estudantis e os sindicatos. Daqueles, surgem muitos dos políticos hoje envolvidos em mensalões, dólares na cueca, cachoeiras etc. Enquanto que estes outros desembocaram na luta pelos direitos dos trabalhadores e muitos deles se destacaram pela doação incansável de suas forças para a melhoria das condições de trabalho e de vida do povo.
    Entretanto, no momento que se inicia um novo concurso para a eleição de diretores sindicais que enxerga realmente a diferença entre democracia tal qual se pensou e a democracia que favorece e cria verdadeiros parasitas que se apossam dos bens e benesses advindas do cargo presenteado por seus pares ceiros. Em tais momentos é que se percebe os verdadeiros objetivos dessas pessoas: eliminar todo corpo estranho aos seus objetivos.
    Dessa forma, cria-se no sindicato as mesmas discriminações da sociedade que não reconhece e valoriza os profissionais da educação. Os que detêm as rédeas do sindicato se preocupam em fazer alianças que sejam vantajosas para a eleição, mesmo que estas alianças não sejam sindicais e sim politicas. Pois, seria perigoso que outras pessoas com ideologias e artimanhas diferentes das deles, quer dizer: honestidade, ética, respeito, valorização das pessoas mesmo que pensem diferente. Por isso, a democracia não é verdadeira, completa, é só um engodo para que o povo não se revolte. E se percebe que deveríamos dar uma aula de democracia no nosso pleito do sindicato, mas percebe-se que os caciques da nossa politica sindical já tem os seus candidatos em cada local para favorecer o pleito estadual.
    Postado por Encontros, desencontros e semelhanças poéticas às 15:57

  • Francisco José

    A circunstancia atual nos faz descrer na democracia. Seria melhor encararmos a realidade de corrupções e desmandos, e deixarmos de falar a máxima de que vivemos num país democrático. Afinal, o que podemos fazer a não ser nos indignar com essa situação de calamidade que se encontra Alagoas. Devíamos mudar o nome de Alagoas para Acorruptos que caberia bem melhor.