É claro que qualquer pessoa medianamente informada há de concluir: as operações da Polícia Federal, prendendo primeiras-damas de vários municípios do país – em Alagoas, foram quatro só este ano – é uma estratégia inteligente. 

Motivo: se os (oficialmente) investigados fossem os maridos – responsáveis, de fato, pelo roubo do dinheiro público, quando há -, a PF teria de buscar os tribunais federais para pedir autorização para possíveis  prisões. 

Que consequência a velha estratégia – sem pegar inicialmente as primeiras damas – pode ter? Basta ver a decisão do desembargador José Maria Lucena, no caso envolvendo o prefeito de Traipu, Marcos Santos.

O detalhe, gente, já disse e repito: quanto mais privilegiado o foro do investigado, mais fácil será a atuação das “forças ocultas”, a pressão política que resulta em benefício para os poderosos de colarinho branco.

As seguidas operações que a PF têm realizado no país – e não só em Alagoas – tem servido de aprendizado para a própria instituição.

Nos casos locais mais rumorosos, é evidente o que aconteceu para que a escolha das prisões recaísse  sobre as primeiras-damas. Elas, por um “escorregão” dos maridões, passaram a ser autorizadoras de despesas – formalmente. Ou seja: estão vulneráveis à Lei.

Junto aos mandados obtidos na primeira instância, estão, também, os de busca e apreensão. Ou seja: a PF recolhe os documentos que quer nas repartições municipais – inclusive a prefeitura – alvo da investigação e não fica na dependência de um magistrado que não conhece a realidade do município cuja população está sendo lesada.

O juiz local é mais inteirado da situação sobre a qual ele decide. O pedido da PF – de prisão, de busca e apreensão – dificilmente é uma novidade para o magistrado.

Que, por outro lado, é mais “sensível” ao que se denomina de opinião pública. Os homens nos tribunais, por mais conteúdo que tenham do Direito, pouco sabem ou se interessam pela realidade das populações lesadas.

Em regra, um processo – ou pedido de prisão, ou de mandados de busca e apreensão – é apenas mais um amontoado de papel sobre o qual ele vai decidir – em tese – com base na lei.

Aparentemente, isto pode ser até positivo, mas, na prática, pequenos erros formais podem justiçar uma decisão baseada em pedidos de natureza política ou algo semelhante. 

Quem estiver em busca de elementos para comprovar o que aqui está exposto, basta lembrar a sequência das operações da PF em Alagoas – Guabiru e Taturana, as mais importantes. 

As decisões sobre ambas pouco ou nada andaram. No caso que envolveu os deputados, o inquérito dorme e ronca nas gavetas dos Tribunais em Brasília.

Ou seja: os prefeitos que se preparem – a vez deles vai chegar.

O mesmo vale para os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado que, de alguma foram, foram beneficiados com o esquema da Rodoleiro – que a PF descobriu na Fernandes Lima.

Neste último caso, porém, há um problema a mais: os conselheiros têm foro no STJ. Ou seja, é coisa para o próximo milênio.

Galba deve criar novo "fundo" na Câmara
O dia em que Cícero Almeida atolou na praia
  • kaka

    Veja so como o destino prega peças, nas cidades citadas na reportagem da tv, faltou energia elétrica, por coincidencia bem na hora em que começava a matéria. Certamente os eleitores vão esquecer dessa desventura do acaso em 2012.

  • Almeida

    Quando opovo acordar dessa ignorancia política cobrará com juros e correção a responsabilidade daqueles que são pagos para gerir os recursos da coletividade. O poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido.

  • Jamerson Soares

    Ricardo, o estrago na sociedade já é muito grande, acho difícil de Alagoas conseguir reverter. Os bandidos, estão dominando praticamente todas as instituições, empresas e orgão públicos!
    ontem no horário que o fantástico foi denunciar abertamente para todo o país, os crimes cometidos pelas primeiras damas, faltou energia em todos os municípios envolvidos!
    ou seja, os bandidos também possuem poder na empresa que deveria ser pública! A companhia energética do Estado. Então se até a “empresa energética parece estar envolvida até a tampa” com esses esquemas, estamos a mercê desses bandidos terroristas, que escolhem o que devemos ver, ouvir e fazer, de acordo com o extinto ruim deles.
    Hoje pela manhã ví uma manifestação na porta da Eletrobrás/AL, em que APROVADOS EM CONCURSO PÚBLICO! reivindicavam seus meritos. E diziam que empresas privadas tinham ocupados os lugares de aprovados em concurso público, como manda a constituição. Isso so vem a demonstrar como está a esculhambação dos Gestores do nosso
    Estado. Se essa luz foi desligada, é porque essa empresa que deveria ser pública, também está na mesma prática de crime, fazendo contratos com essas empresas privadas e ainda nega o direito do cidadão aprovado em concurso público!!! GENTE! ISSO É GRAVE!!! agora sei porque a copa não poderia vir para o nosso estado! Bandidos se apropriaram dos cargos públicos e agem como terroristas!!! penalizando toda a população!!! CADÊ A PRESIDENTA DA REPÚBLICA QUE SEMPRE SE DISSE CONTRA A DITADURA? quem irá nos salvar desses BANDIDOS QUE ESTÃO NO PODER?

  • KLEBER OLIVEIRA

    amigos de ricardo mota!!!

    alagoas hoje viver um clima de paz com merenda nas escolar semm desvios tudo na pefeita hamonia aquilo de ontem no fatastico não passa de metira mal lavada apenas as primeiras damas gostam de compra com dinheiro do aulos a sim a comida da casa das primeiras damas sera igual tam bem nas escolar acredite se quizer ?
    outro fato e por quer ate agora no pais de rio largo pais este fora dealagoas por quer para traipu ,olho da agua pilar entre outro o mpe al tem olhos de aguia mas para o pais de rio largo não tem os mesmos olhos de aguia ?ai fica a questão sera quer o rei do pais de rio largo manda no estado de alagoas sera quer tem gente no senado por trás disso ou sera quer no pais de rio largo o rei saber pagar bem aos quer querem o mal do pais de rio largo …..

  • jorge

    Excelente o seu comentário Ricardo Mota.

    Caro Ricardo Mota acredito que a Policia Federal tem feito um grande trabalho em nosso Brasil e aqui em alagoas nem se fala, mas o que eu chamo atenção é que se um dia isso acontecer acredito muita coisa iria mudar é a Policia Federal deixar de ser vinculada ao executivo e ser vinculada ao Judiciário, essa questão de Foro de Prerrogativa de Função tem que modificar já que essa BLINDAGEM é o grande beneficio de BANDIDOS COVARDES que se esconde por trás dela, já que não pode acabar com isso o mínimo que se poderia fazer é que os TRIBUNAIS SUPERIORES DEVERIAM AUTORIZAR A INVESTIGAÇÃO NA JUSTIÇA DE 1º GRAU, pois deixar um magistrado que submeteu a um concurso dificílimo que poucos conseguem chegar lá é uma injustiça com a classe dos juízes de 1º grau. Não sou daqui das alagoas, mas tenho uma gratidão enorme por alagoas que me recebeu de braços abertos, e eu gostaria muito de ver esse estado que é lindo e de muita gente boa fazer valer seu VOTO nas Eleições dizendo não a esses POLITICOS BANDIDOS E CORRUPTOS QUE SE ACHAM DONO DE ALAGOAS com as exceções.

  • PAULO souza

    meu caro jornalista,o que houve nas cidades das primeiras damas foi um absurdo.nem na ditadura vi coisa parecida,cortar a energia pra que a população não tivesse acesso a materia.ainda mais quando a eletrobras diz que houve vandalismo em limoeiro de anadia pra cortarem a energia.o mp tem que se pronumciar.sem contar a ameaca do prefeito marlam ferreira ao reporter”OLHA SEMPRE ANDO ARMADO”ainda bem que temos reporteres que não se amedrontam dintes desses corruptos.que se escondem atras dos seus capangas.

  • PAULO

    RICARDO, O PREFEITO MARCOS SANTOS ESTÁ PRESO, E NÃO É PRIMEIRA DAMA, PODE ATÉ SER PRIMEIRO DAMO.
    ,

  • jose antonio dos santos

    Caro Ricardo Mota, Mangabeira Unger em artigo, 24/01/2006.”Nas eleições, empresários que financiam as campanhas politicas se reúnem com os candidatos como se fossem acionistas interrogando os dirigentes das empresas em que investem.No poder, os eleitos achacam os endinheirados, e distribuem em troca proteção para os negócios dos achacados.A corrupção sistêmica, expressa no regime de trocas de dinheiro privado por proteção oficial. E o grave, as autoridades tôdas, tem pleno conhecimento desta realidade criminosa que ocorre no país inteiro.A elite empresarial comenta as licitações manipuladas, os mega-negócios feitos e desfeitos com favor oficial”.É preciso estancar esta relação criminosa, precisa-se de alguém que dê o primeiro passo, e não são os politicos!.

  • jose antonio dos santos

    Denominar de “Primeira Dama” as vagabundas que roubam dinheiro público das prefeituras é um ato de elogio barato, devem ser tratadas como a Lei nomina, “as meliantes”!.

  • poliane santos

    POR FALAR EM RODOLEIRO, TOU NOTANDO TUDO TÃO CALMO, SOUBRE OS VAGABUNDOS Q.PASSARAM A MÃO NOS BILHÕES DO P.DE V.DAS BARATAS DA FERNANDES LIMA.COM A RESPOSTA O ATUAL GESTOR PRESIDENTE.

  • CICERO

    Gente pode parecer exagero, mas a demanda de ocorrências envolvendo desvio de recurso da merenda e verba pública me convence a cada dia de que muitas prefeituras alagoanas estão sendo administradas por quadrilhas organizadas que se fazem passar por representantes do povo para enriquecer a custa da pobreza e da miséria que eles mesmos constroem ao longo de seus mandatos. Tirar a merenda da boca de crianças carentes que vivem sem perspectiva nenhuma, de fato trata-se de um crime covarde e contra a vida, uma vez que muitas crianças só vão para a escola por causa da merenda, isso é fato em nosso estado. É preciso que a imprensa local seja mais combativa nesses casos e menos sensacionalista. É preciso que o judiciário, de uma vez por todas, deixe de ser conivente e trate esses canalhas como bandidos que são. É preciso que povo deixe de vender seu voto evitando que marginais dessa natureza venham a envergonhar nós alagoanos. Por fim, nobre Ricardo, concluo que não existem prefeituras pobres em Alagoas, o que temos é um bando de foras da lei que limpam os cofres públicos deixando um rastro de miséria por todo o estado.

  • eleitor

    SEM COMENTÁRIOS, Ô TERRA DE LADRÃO…

  • jose antonio dos santos

    UMA SUGESTÃO: O Chefe do Ministério Público de Alagoas, Dr. Eduardo Tavares ser candidato a Prefeitura da Capital. Os formadores de opinião, entidades de classe, a população se mobilizar para ir as ruas extirpar essa praga de POLITICOS CANALHAS como gestores de recursos público. Está aí, não tem um só dia que os meios de comunicação não divulguem a prisão de politicos(as) envolvidos em casos de corrupção, é preciso dar um basta!.

  • Erivaldo Sena

    Um dia desses o Diretor de um presídio reuniu os presidiários e informou que todos iam trabalhar pesado nos dois dias seguintes para deixar tudo muito limpo e arrumado, e enquanto dividia as tarefas ia incentivando-os a fazer o melhor possível, e ao final informou que
    seria para receber o ex-presidente Lula, no final se ouviu um matuto velhinho que estava há bastante tempo exaltar: “Até que em fim, até que enfim”.
    Nunca veremos esse dia que seria iluminado.

  • Julio

    Será que é por que são “loiras”?

  • Antônio Carlos Barbosa

    Prezado Mota.
    Seu comentário está perfeito. Os prefeitos sem qualquer escrúpulos, envolve até as esposas nas falcatruas e roubos. São almas sebosas que não livram nem a família. Esses prefeitos e suas damas são casos patológicos. Sem cura.

  • DR. CLEBER

    RICARDO estou indignado com a situaçao de ANADIA prenderam a prefeita e agora quem esta dando as ordens e o dep ANTONIO ALBUQUERQUE nomeo todos os secretarios, o contador e o juridico da prefeitua.eo viçe prefeito nada pode fazer porque tem medo e o povo tambem.eles e que ganharam com a morte do DR.que a justiça investigue porque ai tem coisa.

  • Francisco

    Chama a atenção na matéria do Fantástico a informação dada pelo repórter da Globo dando conta que Marlan só anda armado.Pois bem, como ele não é bobo, certamente não diria isso se não tem um porte de arma dado por autoridade competente. Como no caso do esposo da Sânia, a sociedade merece um esclarecimento e a fundamentação das concessões pois o Marlan e o violento esposo da prefeita de Anadia não são melhores que ninguém.

  • Fernando

    Vivemos no terrorismo da ditadura no nosso Estado! ISSO É EXTREMAMENTE SÉRIO! O Brasil pensa em sediar a copa do mundo e as olimpíadas como? Se nesse país existe centenas de ditadores semelhantes aqueles Árabes que caíram! Hoje já está mais que comprovado que eles podem tudo aqui no estado, ao invés de desligarem somente a internet, como fizeram lá na líbia, egito, síria… eles desligam a energia das cidades!!! Eu tenho até medo de estar postando aqui porque, já pensaram se eles cortam a energia da cidade para invadir a minha casa com seus terroristas fortemente armados? Pior fica a situação daqueles que lutam contra eles!!! Precisamos de intervenção da OTAN no nosso Estado para tirar os ditadores terroristas do poder dos cargos públicos!!! Como pedir ajuda ao poder público, se esse já está ocupado por esses ditadores terroristas que não respeitam as leis? Aqui no Estado da Alagoa de Lama, eles podem tudo!

  • PALESTINA

    É por isso que palestina ninguen vai preso…

  • Cidadão alagoano indignado

    Perfeito o comentário Ricardo! Obrigado sempre pelo ótimo serviço de utilidade pública para o povo do nosso Estado.