O conselheiro Cícero Amélio apresentou, na sessão especial de hoje, do TC, o relatório das contas do governo do Estado – referentes a 2009. Mas a votação da matéria ficou para o dia três de novembro, quinta-feira da próxima semana. 

O problema: só ontem, ele distribuiu cópias do seu documento, com um arrazoado de cinquenta páginas, aos demais colegas do palácio de vidro da Fernandes Lima. Foi inevitável, portanto, o pedido de adiamento feito pelos outros conselheiros. 

A se destacar: a ausência do conselheiro Isnaldo  Bulhões, na sessão. Ele não comparece à sede do Tribunal de Contas desde a realização da Operação Rodoleiro, da PF, que prendeu dois diretores do TC. Um deles, Devis Portela de Melo Filho, é genro do conselheiro, que o havia nomeado para o cargo.

 

Pinto de Luna é multado pelo Tribunal de Contas
MP entra na investigação dos "rodoleiros" para apurar improbidade
  • Alexandre Borges

    Carissimo Ricardo, porque o TC ainda não envia há 11 anos as contas da Prefeitura de Atalaia (zé do pedrinho 2001/2004, Chico Vigário 2005/2010). É uma vergonha sabermos que os Prefeitos pagam caro por esse ENGAVETAMENTO!!!!!

  • ariabilio

    Tribunal de “Faz de contas”. meu Deus do Céu !, mas um lugar em Maceió que quando passa por lá vou ter que colocar uma mão na carteira e outra no celular.

  • carlos

    Meu,Deus este tribunal julgando contas é no mínimo hilário.Esperando pelo conselheiro,que está repondo as baterias do susto anunciado por que era sonegação federal(receita)não se brinca,não viram o da assembleia.só caíram por que burlavam a receita ferderal.