Os Sindicatos dos Urbanitários de Alagoas, Amazonas, Rondônia, Acre, Piauí e Roraima estão se mobilizando para impedir uma possível privatização das empresas de distribuição de energia pertencentes a Eletrobas – entre as quais está a extinta Ceal. 

Juntamente com a Federação Nacional dos Urbanitários, os sindicatos tentam impedir o avanço da discussão – dentro do próprio governo – do processo de privatização, já defendido publicamente pelo ministro Edson Lobão, das Minas e Energia. 

Segundo a coordenadora da Intersindical Distribuição – e  presidente do Sindicato dos Urbanitários de Alagoas – Amélia Fernandes, a privatização representa: “demissão em massa, precarização dos serviços, aumentos exorbitantes de tarifas, exclusão de parcelas mais carentes da população, acidentes e mortes constantes de trabalhadores em suas atividades por falta de condições de trabalho dignas”. 

O tema, para os sindicalistas, deve ganhar maior espaço de debate, considerando que as reportagens sobre a privatização, que têm sido divulgadas nacionalmente fazem parte “de uma estratégia para preparar o terreno para este fim”.

Um relatório reservado, a que as entidades dos trabalhadores tiveram acesso, indica até o nome da empresa interessada em adquirir a antiga Ceal – seria a Equatorial Energia, dona, hoje, da Cemar  (do Maranhão de Sarney e Lobão). A Cepisa, do Piauí, também entraria no pacote.

Os sindicatos, entretanto, ainda acreditam que a presidente Dilma Rousseff venha a impedir a transferência das seis empresas de distribuição de energia da Eletrobras para o setor privado.

Uma Carta Aberta dos Trabalhadores da Braskem
Até servidor da Câmara de Vereadores recebe diária maior do que o prefeito
  • luciano medeiros

    Acho bom que privatize a eletrobras a exemplo da antiga telasa, onde nós consumidores quando procurava-mos por atendimento dígno não encotrava-mos.

  • PEDRO JORGE

    O PT estagiou direitinho com o pessoal do FHC. Meteram tanto o pau no governo do PSDB, fazendo terror na campanha sobre uma possível volta dos tucanos, mas agora fazem a mesma coisa. ESTELIONATO ELEITORAL…ISSO É O QUE ACHO…

  • FERNANDO AMORIM

    PRIVATIZAÇÃO da ELETROBRAS JÁ.

  • AUGUSTO CESAR

    ESSA NOVELA É ANTIGA.JÁ PASSOU, TODO MUNDO VIU E NINGUÉM COMPROU.QUEM VAI QUERER COMPRAR UMA EMPRESA QUE DEVE MAIS DE UM BILHÃO DE REAIS SÓ EM CAUSAS TRABALHISTAS, SENDO QUE A EMPRESA VALE 800 MILHÕES…

  • Eronildes Almeida Marinho

    Tenho acompanhado o seu trabalho como jornalista sério e comprometido com a verdade.
    Sobre este assunto especificamente, todos nós sabemos que as ingestões políticas são as grandes causadoras dos males que aflingem a Eletrobrás Distribuição Alagoas, e, consequentemente,
    refletindo na sociedade. A dúvida parece ser cruel, privatizasse com a esperança de dias melhores para a empresa e para a sociedade ou contiamos controlados pelo poder público e com isso sujeitos a permanencia das já citadas intervenções.
    Eu sou empregado da empresa e confesso que pessoalmente não sei responder.
    O que eu posso afirmar é que a ED Alagoas é formada por grandes profissionais cuja capacidade laboral, quando administradas por técnicos e não por apadrinhados políticos, levaria a nossa empresa para rumos melhores.

  • saulo

    É minha cara, presidente Amélia. Que ironia, na campanha passada a senhora fazia coro, com seus companheiros, que apenas o Serra era favor da privatização. Serra e o PSDB, defendem a privatização, sim! Mas não escamoteiam. Ou melhor não mentiram para ganhar uma eleição.
    A privatização da CEAL é favas contadas.
    O martelo só não foi batida ainda, é que apesar de Alagoas ter batido todos os estados nordetinos, em superação de enenrgia, a CEAL é a prima-pobre, desinteressante no momento.
    A poderoza CELPE(Pernambuco) e COELBA(Bahia), já foram.
    Que adianta defender apenas a CEAL(Alagoas).
    E tem mais: parte dos servidores estão empolgado com a privatização. Por incrível que pareça.

  • Prachedes

    Fico bastante intrigado sobre a necessidade que o Ricardo Mota tem de estar sempre comentando sobre a Eletrobras. Nunca vejo aqui comentarios sobre a falida e já combalida CASAL por exemplo. Ricardo, seu informante na eletrobras está muito ansioso por algo.

  • daniel blinder

    Espero que o governo tome juizo e faça logo esta bendita privatização da CEAL.
    Tudo que os urbanitários querem é continuarem nesta molecagem e vagabundagem oficial chamada CEAL.

  • correia

    Nós alagoanos estamos esperando a anos esta privatização.
    Privatização já!…

  • Paula

    A privatização atende aos interesses dos consumidores. Veja-se o exemplo dos países que agiram dessa forma. Melhorou a eficiência do serviço e reduziu a tarifa.

  • eanesmaceió

    A Ceal nunca deixou de ser cabide de emprego público e agora com serviços terceirizados de péssima qualidade. Quando for privatizada, o pobre que não pode pagar energia vai se lascar. Vão voltar a luz de candeeiro ou velas. Pelo menos acaba-se com a imoralidade da taxa de iluminação pública.

  • Ana

    Oxe!

    Desde quando empresa privada se preocupa com consumidor?

    Alguém acha que privatizar vai solucionar? kkkkkkk
    Taí a telefonia pra dá exemplo…péssimo serviços, tarifas altas, campeã de reclamações no PROCON

  • Manoel

    Vocês que querem a privatização não sabem o que é esse mal. Todo mundo baixa a lenha, mas na hora de pagar a conta de energia. 30% desvia energia. Isso é pura demagogia.Isso vai gerar é demissão em massa. Aumento na tarifa ao contrário do que se pensa. você acha que a voz do povo tem vez no ouvido do empresário?. Tem não!O que ele quer é lucro. Então não venham fazer política com situações isoladas sem terem conhecimento de causa.O investimento está sendo feito. Ao contrário do que não vinha sendo feito a mais de 15 anos.Será mais de um bilhão investido até 2014. Pra vc ter ideia certos equipamento por mais dinheiro que se tenha, não pode ser fabricado em pouco tempo.Então vamos pensar antes de falar sobre cousas que não temos conhecimento. Alguns jornalistas por mais competentes que sejam não são engenheiros,técnicos ou profissionais da área.Então antes de criticar, quem faz a empresa são pessoas que dedicam a maior parte da sua vida para fazer um bom trabalho.E não vai ser privatizando a Eletrobras distribuição Alagoas ou as outras distribuidoras do grupo. que irá resolver o problema de imediato. lembrando que esses investimentos são de médio a longo prazo.
    Att,
    Funcionário indignado com tanta bobagem que é falada.

  • FERNANDO AMORIM

    PRIVATIZAÇÃO, T-A-M-B-É-M JÁ, dos CORREIOS, C.E.F. e BANCO do BRASIL. O Brasil não comporta mais essas estruturas viciadas em CORRUPÇÃO e NEPOTISMO POLÍTICO.

  • pedro

    Telefone era coisa de rico, hoje todo mundo tem um telefone porque a privatização democratizou o telefone e não houve nenhum acidente com morte dos trabalhadores, privatizar acaba o PELEGUISMO, o CABIDE DE EMPREGO para afilhados políticos, as pessoas tem que ser eficacissíma, trabalhar e gerar riquezas, as Prefieturas e Industrias serão compelidas a pagar a conta de energia, acaba a mordomia.

  • Dúvida

    Alguem pode me responder pq contratar terceirizados e não convocam os concursados? Pergunta dificil certo? Ministerio Público, ação!!!!!!!!!!!!!!!

  • edvan francisco de lima

    a empresa de telefone ate que melhorou um pouco depois da privatizacao.porem no caso de energia eletrica e bem diferente pois energia é monopolio,se privatizado os novos donos podem elevar o preco que eles queiram. se vc nao paga eles cortam sua energia e vc vai comprar energia a quem? no caso da telefonia se vc nao quer a operadora A vc terar a operadora B,C,D etc…

  • Claudio Tavares

    Até agora, o único a se posicionar a favor da privatização no governo, é o ministro Edison “Zé Bonitinho” Lobão, mas o próprio já disse que a Presidente Dilma não apóia. Nesse caso, prefiro ficar com essa notícia do Canal Energia.
    http://www.clipnews.com.br/eletronuclear/clippingdireto/amplia.php?id_noticia=3058

    Por enquanto, o que temos sobre a privatização são apenas boatos.

    PS: Lamento, Dilma, mas não aceito a grafia “PresidentA”, assim como não chamo minha filha de “estudanta”, assim como minha função na empresa não é “eletricisto”, minha mãe não está “doenta”, etc.

  • Rudinho

    NADA DE PRIVATIZAÇÃO DA ELETROBRÁS ALAGOAS.

    NÓS DA RESERVA TÉCNICA DE ELETRICISTAS DA ELETROBRÁS SOMOS CONTRA A PRIVATIZAÇÃO.

    CONVOCAÇÃO JÁ DOS APROVADOS NO ULTIMO CONCURSO PUBLICO.

  • Indigesto

    Se hoje em dia até as igrejas estão terceirizando, o que dizer das empresas. Quem estiver insatisfeito que faça outro concurso e se resolva.

  • Cesinha

    Com a privatização, quero ver como fica a cara da “engenheirada da ceal”, uma empresa que tem mais engenheiros que empregados.

  • sergio

    Minha cara presidente, entendo que defenda os SEUS interesses, é muito bom receber sem trabalhar, pelo menos para alguns, mas não venha com essa que se terceirizar vai ficar pior, pois pior que está é IMPOSSÍVEL! Toda empresa nas mãos do governo só dá prejuízo. Duvida? É só dar uma olhadinha nas empresas que foram privatizadas e que eram deficitárias. E agora como estão? Desemprego? Talvez ocorra, principalmente na área das diretorias que são cabides de emprego, at[epara o atual “ministro”. Minha senhora, vamos trabalhar!

  • Márcio

    Meus Caros, privatizar é algo que não funciona! Se fosse para privatizar as estatais, antes seria necessária a privatização da saúde(existe médico para atender pobre?), da educação(uma verdadeira fábrica de derrotados!), da segurança pública (existe segurança em nosso estado?!?1?) etc. No caso da eletrobrás, como toda porcaria que está hoje, a enérgia chega; no caso dos Correios, a carta ainda chega, mesmo que muitas vezes atrasadas; na caixa, mesmo o atendimento sendo péssimo (não diferencia muito dos privados), insistindo as coisas acontecem. Então vamos parar de demagogia!

  • deolhoneles

    Concordo com Ana e Manoel, a privatização pode se tornar um problema ainda maior na vida dos Alagoanos, no que se refere a distribuição de energia elétrica. Já tivemos o triste episódio vivido pelos usuários de telefonia, quando da privatização da antiga TELASA. Dentre os problemas que nos espera, com a tal privatização estariam por exemplo contrato arrojados com empreiteiras desorganizadas, possibilitando a má qualidade no serviço e a migração de serviços importantes para outros estados. Acredito que algumas destas pessoas que tanto pedem por privatização, devam ser constrangidos concursandos que nunca obtveram êxito em seus devidos concursos.
    Obs.: vão estudar para passar e não queiram a desmoralização do setor.

  • eulâmpyo

    Alagoas inteira deveria ser privatizada. O Estado nunca para de agonizar refletindo as mazelas, descasos, corrupção e desmando em sua gestão. Já que é proibido por lei prender político, então que passe para a iniciativa privada a administração estadual ou anexe o Estado a Sergipe ou Pernambuco.

  • Alberto

    Nós apostamos num governo que qualifique os serviços das empresas empresas públicas e ofereça melhor qualidade de vida para a sociedade.
    Quando vemos alguns membros do governo que se diz preocupado com as pessoas e na verdade eles estão mesmo é interessados no seu próprio bolso.
    Todos nós sabemos que quando se fala em privatização, abre-se um “leque de oportunidades”, que só eles mesmo podem se beneficiar. Então essa conversa de dizer que privatização é a melhor alternativa é “BALELA”.
    Os governantes querem que a sociedade fique contra o serviço público, mostrando não ser viável, para que se privatize. Daí, com a privatização, fazer do serviço público como necessidades básicas por exemplo. um meio de vida para fins lucrativos. A quem interessa realmente a privatização? À sociedade?

  • reginaldo lima da silva

    a eletrobrás está brincando com a população, pois não chamam os concursados e muito menos se preocupa com a demanda de energia, um exemplo disso é querer privatizá-la.

  • Milena Ferreira

    Privatização nada mais é do que esquivamento do governo. Será que deixamos de pagar menos impostos com alguma empresa privatizada? Acho que não. Os interesses são outros.

  • eduardo

    A Ceal é uma bomba. Tinha uma ação de 600 milhões para ser paga, já em fase final de execução. Numa ação que poucas empresa privadas perderam(planos econômicos de 80). Depois que a União pagar essa conta, vai se livrar, pois é um buraco sem fim. De um lado, como contribuintes seria um alívio. Como consumidor: incertezas. A experiência de privatização não tem sido boa no Brasil. As agências reguladoras se revelaram apenas um cabide de empregos.

  • EULÂMPYO

    Não tenho nada contra os trabalhadores da CEAL, mas é importante frizar que o Estado é um péssimo gestor, portanto chega de mamar na tetas da viúva, senão ela quebra. aliás, já está quebrada a muito tempo.