A afirmação é do defensor público Ricardo Melro, que se deparou, de novo, com uma dessas pequenas tragédias do cotidiano de quem precisa do serviço público de saúde – mais de 90% dos alagoanos. Um paciente – com diagnóstico, já, de leucemia – procurou a Defensoria Pública nesta segunda-feira para conseguir realizar um exame, a Imunofenotipagem, que identifica o tipo da doença, possibilitando a realização do tratamento específico.

Na Secretaria Estadual de Saúde, Melro foi informado que só a Santa Casa e o Hospital Universitário poderiam realizar o exame – são as duas unidades credenciadas pelo SUS para o tratamento de câncer em Alagoas. Mas, no caso da leucemia, informaram as direções dos dois hospitais, o tratamento estava suspenso. A Santa Casa – é a narrativa do defensor público – diz que só pode retomar o atendimento com o apoio do Hemoal, o que lhe faltaria neste momento. O HU sofre de um velho e letal problema: falta de pessoal.

O drama não para por aí. Ricardo Melro, em contato com a APALA, que atende a crianças com câncer, ficou sabendo que vários pacientes procuraram a entidade, desesperadamente, na tentativa de fazer o exame e o consequente tratamento adequado – em vão. Ele ainda buscou a ajuda da Secretaria Municipal de Saúde – gestora do SUS em Maceió -, mas o secretário Adeilson Loureiro disse que desconhecia o problema – justificando que estaria há pouco tempo no cargo. Resultado: nesta terça-feira à tarde, o defensor público, dirigentes da APALA e pelo menos sete pessoas portadoras de leucemia vão à Justiça lutar pelo direito de ter uma chance de viver.

Eles se reúnem às 14h30, na sede da Defensoria, para a elaboração de uma Ação coletiva, que vai dar entrada no Fórum de Maceió. Tomara que não seja tarde demais.

Tácito Yuri 

O promotor Tácito Yuri, de União dos Palmares, está internado no Hospital do Coração desde o último sábado. Ele sofreu um infarto agudo do miocárdio, foi atendido na urgência do Hospital da Unimed e depois transferido para a unidade especializada.

Conhecido pela sua combatividade, ele tem enfrentado, inclusive, várias ameaças de personagens emblemáticos da cidade de União dos Palmares e é um dos mais respeitados integrantes do MP de Alagoas.

Segundo informações da assessoria do Ministério Público, o estado de saúde de Tácito Yuri ainda inspira cuidados, mas ele já está fora de perigo.

O blog torce para que Tácito Yuri se recupere o mais rapidamente possível, manifestando integral solidariedade a todos os que desejam seu pronto restabelecimento.

Almeida exonera dois filhos de Galba Novaes de cargos na prefeitura
Rosinha da Adefal pode disputar com Sarney Filho o Ibama de Alagoas
  • Edivânia Santana

    Ôxe! O secretário Adeilson já está na saúde há pelo menos 03 meses, e não sabe de nada? Como é isso, hein gente? kkkk
    Conversa pra boi dormir… Não quer é se comprometer com nada, pois seus interesses na saúde, são bem outros…
    Essa secreraia de saúde tá uma verdadeira palhaçada, pois a cada 02 ou 03 meses, tem um gestor diferente. Como é que isso pode ir pra frente? Nem Freud explia…

  • Edivânia Santana

    O prefeito devia convidar o palhaço Tiririca pra comandar a saúde, pois aí o circo municipal ficaria completo…kkkk

  • Edivânia Santana

    E dá-lhe Defensoria!!!

  • Edinaldo Marques

    Enquanto a saúde no Brasil e, particularmente, em Alagoas, está na “UTI”, vejam o vídeo que foi ao ar no JN: http://g1.globo.com/politica/noticia/2011/02/municipios-apresentam-casos-graves-de-desvio-de-recursos-publicos.html. Só reforça o que tenho dito: NÃO FALTAM RECURSOS. O que falta é GESTÃO PROFISSIONAL – visão sistêmica, processos de gestão (plajenamento, organização, direção e controle), gestão de pessoas com paradigmas corretos ao momento atual (mundo do conhecimento), proatividade, foco e execução. Há um APAGÃO DE GESTÃO NO BRASIL E TAMBÉM EM ALAGOAS. Alguma coisa é feita, mas com desperdício de tempo e dinheiro. Muitas outras ações poderiam ser realizadas… Fica a população sem perceber o que realmente acontece. Já há um movimento para recriar a CPMF. Se isto acontecer, será mais um absurdo. Um novo imposto, que se somará a uma carga tributária gigantesca.

  • wal

    Vamos pensar como gente grande; na verdade, qual o órgão público,no estado da morte( al. ) que não está a beira de um “INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO”, ou que já morreu ???????

  • EUDÓFYO

    QUE A SAÚDE NO BRASIL ESTÁ NA UTI TODOS JÁ SABEM – PIOR É AQUI EM ALAGOAS ONDE EXISTE UM PRONTO-SOCORRO QUE VOÇÊ CHEGA PRONTO, MAS O SOCORRO INEXISTE, ISTO SEM CONTAR COM O DESCASO DO FUNCIONÁRIO DA ÁREA QUE MAU SATISFEITO ATENDEM EXTREMAMENTE MAL AO CIDADÃO ALAGOASNO, TODAVIA A CULPA É NOSSA, NÓS MERECEMOS MUITO MAIS QUE ISSO. CONTINUEM VENDENDO SEUS VOTOS E NA HORA DA PRECISÃO TODOS PERCEBERÃO TARDE DEMAIS O ERRO QUE COMETERAM.

  • Almeida

    DIANTE DO FATO, É DEVER DE CADA CIDADÃO COBRAR MUDANÇA. ESTA COMEÇA CONOSCO, PORQUE MUDAR A NOSSA OPINIÃO DE QUE O SUS É PARA POBRE MARCA O INÍCIO DE MUDANÇAS. O BRASIL OFERECE UM SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE A CUSTO SEMELHANTE A DE PAÍSES COM OS MELHORES SERVIÇOS PÚBLICOS. E POR QUE AQUI NÃO FUNCIONA? É VERDADE QUE HÁ RECURSOS, MAS A PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA AINDA ESTÁ AQUÉM DA DEMANDA.

  • pauloJosé da S. neto

    “SANTA” CASA….. AH EX-SANTA CASA (SANTA agora, sem aspas)aceita convênio com o SUS, é filantrópica(excuída de milhões de impostos) e na hora de atendimento para o pobre não tem nada, falta isso e aquilo. Se esse paciente tivesse um plano de saúde privado,já teria recebido toda assistência, nada faltaria. Agora na publicidade, virgem nossa senhora…… atende todos de forma igual…….

  • Suzy Rêgo

    Infelizmente em todo país, a saúde pública está falida! Wal eu moro em Alagoas e não no estado da morte. Se vc ô enxerga assim, já pensou em mudar daqui? Meu estado, onde nasci e moro, tem suas mazelas como qualquer outro do país, mas amo minha terra, por favor respeite!

  • Josenildo

    O Estado de Alagoas tem dois motivos para se envergonhar: – Educação sem concurso para Professor e – Saúde sem concurso público para médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social etc. O HGE tem apenas um tomógrafo computadorizado, quando deveria ter pelo menos quatro, para o caso de dois quebrarem, o que tem sido comum. Ponto positivo para a Defensoria Pública, uma das carreiras mais importantes para um Estado onde 2/3 da população é pobre ou miserável.

  • Jonas

    Esse Adeilson sempre dá a desculpa que está “há pouco tempo no cargo”… Vale lembrar que há bem pouco tempo atrás ele ocupou esse mesmo posto na gestão Kátia Born.Será que tá tudo tão diferente? Me poupe!

  • EUDÓFYO

    CARO RICARDO
    NUNCA IMAGINAMOS QUE EM ALGUM MOMENTO ALGO PODE ACONTECER COM A NOSSA SAÚDE, ENTÃO AQUELA PARTE DA POPULAÇÃO QUE NÃO POSSUI PLANO DE SAÚDE E NECESSITA DE SOCORRO URGENTE PODERÁ CONFIRMAR, INDIGNADAMENTE QUANTO VALE O CIDADÃO ALAGOASNO. O DESCASO NO HGE É TAMANHO QUE A MEU VER DEVERIA A AS POLÍCIAS DO ESTADO CERCAREM AQUELA POCILGA E PRENDER TODOS OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE, JULGÁ-LOS NA MAIS DURA FORMA DA LEI. JÁ NÃO BASTA O DESCASO OFICIAL E O DOENTE AINDA TERÁ QUE AGUENTAR O DESCASO DESTES PROFISSIONAIS QUE JURARAM DEFENDER A VIDA? QUEM SOBREVIVERÁ A TUDO ISTO? E A IMPRENSA QUE DEVERIA DAR COBERTURA? INFELIZMENTE TENHO NOJO DE SER ALAGOANO.

  • Victor Magalhães

    Todos os alunos da Faculdade de Direito de Alagoas torcem pela rápida recuperação do prof. Tácito Yuri! Estamos sentindo falta de sua alegria e descontração na FDA!

  • Evágrio de Albuquerque Moreno

    Tácito Yuri sempre foi, desde os tempos de estudante, um árduo defensor dos direitos humanos. Torço para que ele se recupere o mais rapidamente possível e que retorne a sua trincheira de luta com energia redobrada. É isso que Alagoas precisa e aguarda.

  • bene

    será que esse adeilson já recebeu salario? tenho certeza que sim pois é sempre assim cargo gerado por apadrinhamento politico só nisso não é preciso saber o que vaI fazer é só fazer o que o padrinho mandar

  • Helena Alencar

    O descaso dos gestores com a saúde da população carente causa revolta. Como podem dormir tranquilos diante de tanto descompromisso? A Defensoria faz um trabalho extraordinário nessa área, numa defesa intransigente dos mais desafortunados.

  • André Cesar

    Imprima-se e coloque debaixo do travesseiro dos que desviam dinheiro público. Quem sabe a “fada do dente” ou em último caso Morfeu resolvam colocando um peso nestas consciências, se é que existem…

  • Tamara Ramos

    Isso para mim não é surpresa! A saúde está um caos! Minha irmã teve Leucemia fez esse mesmo exame mais de três vezes PARTICULAR( com a ajuda da familia, pois de outra forma não poderiamos seguir com o tratamento). Numa outra situação, um rapaz sofreu acidente de moto, foi atendido pelo Samu, levado para HGE sendo constatado uma fratura na perna. Como não era uma fratura exposta o hospital não realizou a cirurgia e indicou o Hospital do Açucar. La alegaram estar suspenso o atendimento pelo SUS, mais um enfermeira se ofereceu para dar “uma força” e conseguir a cirurgia, claro se a quantia do Seguro ficasse para ela!!! E nesse mesmo Hospital conseguimos a cirurgia quando foi sugerido a opção de procurar a imprensa e até mesmo entrar com um processo. Mesmo assim, tentei denunciar a imprensa e até hoje não recebi resposta alguma a minha denuncia! Espero que agora realmente seja diferente!

  • TANIA

    Que descaso com a saude da população!!!Um estado pobre, onde a imensa maioria não tem plano de saude, deveria proporcionar uma melhor qualidade de serviços publicos… e temos esses serviços, mas sem gestão eficiente e com descaso a saude dos mais necessitados…embora tbem os planos de saude estão muito ruins, pagamos caro e o retorno nem sempre é bom!! imagine quem precisa exclusivamente do SUS?Ttrabalho em serviço publico de saude e tenho vergonha de ver tanta humilhação, tanto descaso, tanta falta de resolutividade dos gestores…. eh nossa Alagoas e por que não dizer, todo BRASIL é assim…

  • Pedro Costa

    O uso sistemático da imunofenotipagem nas leucemias agudas resultou o reconhecimento de alguns subtipos, cuja identificação não era possível apenas pelos critérios morfológicos e citoquímicos9. Assim, foram definidos dois novos subtipos de leucemias mielóides agudas.

  • TÚLIO

    A SECRETÁRIA MUNICIPAL É GESTORA DO SUS EM MACEIÓ E A SAÚDE É UM CAOS,O ENGRAÇADO É QUE A VERBA É RECEBIDA TODO OS MESES.O PSF EM MACEIÓ TEM A MENOR COBERTURA ENTRE AS CAPITAIS BRASILEIRA 27% ENTRA E SAIR PREFEITO E ESSA COBERTURA NÃO CRESCE,A POPULAÇÃO CRESCE O PSF EM MACEIÓ NÃO.CAPITAIS COMO ARACAJÚ E JOÃO PESSOA CONSEQUIRAM COLOCA ESSA COBERTURA DO PSF EM 100%.ISSO NA PRÁTICA SIGNIFICA:MAIS POSTOS DE SAÚDE EQUIPADOS,MAIS PROFISSIONAIS,MEDICAMENTO,….A MESMA VERBA QUE MACEIÓ RECEBE ARACAJÚ E JOÃO PESSOA RECEBE,ENTÃO O PROBLEMA AQUI É QUE ELEGEMOS PREFEITOS QUE NÃO TEM COMPROMISSO COM A SAÚDE,AGORA SE A SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MACEIÓ EXISTE UM DESVIO DE MAIS DE 8 MILHÕES NA ERA ALMEIDA ESSE DESVIO AINDA NÃO FOI INVESTIGADO PORQUE?TEM ONDE NÓS POPULAÇÃO DENUNCIA AO MINISTÉRIO DA SAÚDE ESSES DESMANDOS?PORQUE O PROBLEMA DA SAÚDE DE MACEIÓ É CASO DE POLICIA.

  • SANTA CASA É O CÃO

    HÁ UNS TEMPOS, NÃO SE PAGAVA ESTACIONAMENTO DESDE QUE TIVESSE UM PARENTE INTERNADO NA SANTA CASA. AGORA MUDOU, POIS CONTRATARAM UMA EMPRESA QUE COBRA ESTACIONAMENTO ATÉ DE MÉDICO. OS TEMPOS MUDARAM.

  • Chico Amorim

    A Sociedade alagoana em especial os ex e atual estudantes de Direito da UFAL torcemos pela recuperação do digno, amigo e professor TACITO YURI, que Deus o proteja e que o mais breve bossível volte a sua luta incansável pelos direitos sociais. Ao tempo em que agradeço a força que ele me deu quando eu era aluno dele na UFAL e fui acometido de um infarto. FORÇA MESTRE VOCÊ VENCERÁ!!!

  • Naisabele Constatino

    Reforço os votos de melhoras feitos pelo estudande Victor Magarlhães. Todos do Terceiro período noturno da FDA- UFAl torcem pela sua melhora!! Assim como os outros estudantes e membros da Faculdade.