O destino do atual líder do governo na Assembleia, deputado Alberto Sextafeira, só será definido em 2011. Sem mandato, a partir de 1º de fevereiro do próximo ano, ele teria como destino mais provável a Secretaria Extraordinária de Articulação Política, a ser criada por lei delegada. 

Mas Sextafeira já disse ao governador Teotônio Vilela Filho que prefere continuar na Casa de Tavares Bastos. Para que isso aconteça, Vilela terá de convidar outro deputado estadual para compor a sua equipe. Aí surgem duas perguntas: Quem? Para dirigir o quê?

A qualidade da bancada governista (ou potencialmente governista) não é grande coisa, e as maiores esperanças se depositam nos novos deputados – que também preferem cumprir o mandato. Sextafeira pode mesmo ter de se “contentar” em ser secretário.

Cada vereador custou R$ 366.666,67 em dezembro, diz bancada do PDT
Alexandre Toledo assume a Saúde sem direito ao erro
  • Ruslan Queiroz

    Sexta-feira o NOME de PESO, Estrategistae Conciliador ele não pode e não deve ficar FORA do governo Teo 2.0.
    .
    Alberto Sexta-feira VOLTE! Aguardamos

    Abs

  • Beth Nishioka

    TOMARA QUE NÃO PASSE DE SABADO. NÃO VAI FAZER FALTA NENHUMA.

  • HEYDER PEREIRA CAMPOS

    MESTRE, PELO MENOS VOCÊ JÁ DEFINIU: SEXTA VAI TER UM DESTINO, ORA SE …

  • fabio kleber feijo de omena

    SERA QUE O GOVERNADOR NÃO TEM UMA SECRETARIA SOBRANDO PRA MI ASSUMIR,POIS
    QUE EMPREGAR ESSA ANTA DO SEXTAFEIRA E
    ELE AINDA DIZ QUE NAO ACEITA E PREFERE FICAR MAMANDO NA ASSEMBLÉIA ESSES PARASITAS AINDA TEM O PODER DE ESCOLHER
    É BRINCADEIRA

  • Oliveira

    Qual o destino de politicos da qualidade de desse senhOR em UM mundo civilizado ? VoçÊ sabe RiCARDO.

  • Wal.

    Este, SEXTA FEIRA,ñão seria; uma QUiNITA FEIRA CINZENTA ? ou seja; um passado triste…

  • Andre Felipe

    E HAJA LEI DELEGADA RICARDO MOTA!TAMBÉM, PARA ABRIGAR TANTA GENTE, SÓ CRIANDO UM OUTRO ESTADO. EM 2011,O GOVERNADOR VAI AFINAL BATER RÉCORDE NO BRASIL: CRIAÇÃO DE LEIS DELEGADAS QUE MAIS PARECE “UMA DELEGACIA”DE INFRATORES DO PODER PÚBLICO!