Os números assustam: o ano de 2010 termina com menos três mil professores na rede estadual de ensino. Eles estão aposentados ou se aposentando até a próxima semana. Isso representa nada menos do que 30% dos docentes vinculados à Secretaria de Educação do Estado.

A informação foi dada pelo secretário Rogério Teófilo, que se mostra otimista em relação ao próximo ano. Embora não confirme que vá permanecer à frente da pasta, Teófilo acredita que o governador Teotônio Vilela vá realizar concurso público para a contração de novos professores.

Segundo ele, 2011 será dedicado principalmente à formação e capacitação dos docentes estaduais e municipais, com forte investimento, também em tecnologia.

E a questão salarial? O secretário afirma que Alagoas paga o oitavo salário mais alto do país aos seus professores, o que, entretanto, está muito longe do que se pode considerar uma remuneração digna. Ele aposta, também, que haverá uma correção de distorções por parte do governo Estado.

E esclarece: “Só o governador pode se pronunciar sobre o assunto”. 

Escolas de PVC 

Hoje, foram publicados onze contratos com a Empresa MVC Componentes de Plástico LTDA. Ela venceu a licitação e vai construir escolas moduladas, com seis salas, cada, em Murici (duas), Rio Largo, União dos Palmares (duas), Branquinha (duas), Capela e Matriz do Camaragibe (duas).

As unidades serão construídas com aço e PVC, de acordo com projeto – garante Teófilo – aprovado pelos técnicos do Ministério da Educação. Cada unidade vai custar R$ 918 mil, totalizando, nesta primeira fase, pouco mais de R$ 10 milhões.

Até o mês de março, anuncia o secretário, 33 escolas deverão estar à disposição da população que mora nas cidades atingidas pelas enchentes de junho deste ano.

A curiosidade: não vai fazer calor nessas escolas de PVC? Rogério Teófilo assegurou que o projeto foi feito exatamente com o objetivo de oferecer conforto aos alunos. Tomara.

Depois de ser vice três vezes, família Teófilo quer prefeitura de Arapiraca em 2010
Futuro presidente do TC garante que vai nomear procurador aprovado em concurso
  • Marcos Queiroz

    Interessante, vão deixar as escolas paradas enquanto será realizado novo concurso? Porque não realizaram planejamento? Francamente governador, nunca se fez tão pouco e com tamanha incompetência!

  • marta lima

    SALARIO DE FOME, ESTRUTURAS FISICAS DETERIORADAS, SEGURANÇA ZERO, DOCENTES SEM CAPACITAÇÃO, ESCOLA PUBLICA NO ESTADO DE ALAGOAS É UM LIXO EM TODOS OS SENTIDOS SE ALGUMA É BOA NÃO FAZ FACE AS INUMERAS DESTRUIDAS PELO DESCASO E PELA FALTA DE INVESTIMENTOS SERIOS NO SETOR DE EDUCAÇÃO DESSE ESTADO É MENTIRA DE QUEM NÃO CONHECE A NOSSA REALIDADE, QUNADO AFIRMA QUE NÓS PROFESSORES RECEBEMOS O OITAVO MAIOR SALARIO DO BRASIL. SALRIO QUE NOS FAZ REFENS DE UM VIDA MISERAVEL, PROFESSOR ESTADUAL OU MUNICIPAL TEM QUE VIRA TRABALHADOR INFORMAL PARA SUPRI SUA RENDA MENSAL. AOS SENHORES DEPUTADOS GANACIOSOS NOS SEUS AUMENTOS, NENHUM VOZ SE LEVANTA PARA LUTAR POR QUEM EM PRIMEIRO CASO DESENVOLVE NOSSO ESTADO. SR: JORNALISTA A ESCOLA PUBLICA AQUI DE ALGOAS É UM CAOS TOTAL, FALTA ÁGUA, LUZ, MERENDA, GIZ É GIZ ACREDITE AINDA É USADO NAS ESCOLAS, MESMO NOCIVO. OS PROFESSORES ESTÃO DOENTES, A INSALUBRIDADE É GRANDE, O DESCASO MAIOR AINDA. FALTA VERGONHA PARA A SOCIEDADE ACEITAR QUE ALAGOAS É ANALFABETA FUNCIONAL.

  • jose

    pobre educação alagoana!!! os professores q estão se aposentando não fazem falta alguma. são umas malas!! fingem q ensinam.não tem nenhum compromisso com a educação.qdo fazem greve, só buscam melhores salarios, nada de melhorias pra aeducação como um todo.jã vão tarde!”!!!

  • Ariclenes Cerqueira

    Que escolas caras da moléstia! Com 918 mil se constrói 9 escolas de alvenária e não apenas 1 de PVC (plástico). E dizer que plástico não faz calor!? O MINISTÉRIO PÚBLICO PRECISA FISCALIZAR ESSA LICITAÇÃO. ISSO É UMA VERGONHA!

  • Antonio Carlos

    Caro José cada professor que estar se aposentando deu um pouco da sua vida para educação do estado. Agora, que valorização é essa que o Governo fala. Hora, um professor iniciante hoje no Estado ganhar com nível superior 20hs R$ 1015,00. Esse dinheiro não dá nem pra o próprio professor investir em si mesmo. O Governo não faz concurso porque não quer. Sempre apresentamos a demanda de necessidade para concurso.
    Cadê governador agora, é a hora de mostrar o seu compromisso com a educação.Esse Geração saber não tá gerando nem “M”, imagina melhorias.

  • Antonio Carlos

    O que esse governo tem é muita conversa. As escolas de PVC, poderão ser as escolas de latão de São Paulo. Queremos escolas em condições dignas para os nossos filhos e alunos.
    Agora, o dia que a população acordar e ver a importância da educação na sua vida. Iremos ter uma escola realmente de qualidade. Por enquanto, é enrolação de cada gestor.

  • Laerte Firmino

    Galera,

    Para com esse chorôrô. A eleição passou, parece que esse chorôrô não acaba mais. Se liga, está chegando o ano de 2011 e vcs se lamentando. Ele (Lessa) não fez nada pela educação, prá dar o nosso aumento foi “OBRIGADO” pela justiça. Lencinhos proseis.

  • João

    Qual será o motivo de os servidores de altos salários e palácios (desembargadores etc.)ficarem no serviço público até a aposentadoria compulsória, aos 70 anos, e os professores quererem sair logo ? Falta de remuneração digna e lugar de trabalho decente. Pobre serviço público brasileiro. E ainda querem dificultar a obtenção de aposentadorias.

  • Edjane M. Santos

    Otimista. Pense em vc receber o mesmo salário à 4 anos.

    Otimista: carga horária sufocante para o ínfimo salário que ganham.

    Otimista: Quem está para se aposentar não ver a hora. E quando houver a mundança na carreira (letra) aí é que vai gente se aposentar.

    Otimista, pode ser todos, menos nós professoras que estamos desmotivadas e vemos que não há valorização, principalmente para quem ESTÁ REALMENTE EM SALA DE AULA.

  • claudio

    Esse governador paga muito ao professor, por muito pra ele e passar fome. O pobre do professor, não tem: ticket alimentação,vale tranporte,hora extra,plano de saude,e tem que ensinar em tres lugares para se fazer 60 horas,para não passar fome. SR. Secretario os professores e principalmente os alunos merecem respeito, Parem de enrrolar, porque a gente não aguenta mais queremos escola de qualidade e professores bem remunerados, porque se não for assim é educação vai continuar” enxugando gelo”

  • Lenilda Santos

    Não se pode generalizar José! Talvez você com sua ignorância tenha sido vitima desses maus professores.

  • antonio nonato maia de menezes

    finalment esperança de oxigênio na educação sangue novo circulando teremos mais (des)empenho na educação e antes dos concursados os meninos ficam sem aula olhem srs técnicos da educação planejem melhor (im)possível ter crianças sem aulas ou qual opção melhor será ….

  • Everton

    Concordo quando o amigo fala que com um salário de pouco mais de 1 mil reais o professor não pode sequer investir na sua carreira. Por exemplo, qual é o professor que ganhando essa miséria de salário vai poder pagar, sem “se apertar”, 18X250,00 R$ numa pós…isso representa quase 1/4 desse salário..o pobre do professor ainda tem que deixar o dinheiro do “latão”(ônibus) para poder se locomover. Por isso, Sr. José, o professor também não tem como dar o melhor de si, porque se ele for viver desse salário vai ter que se cadastrar no BOLSA FAMÍLIA para não passar fome, ou seja, o professor tem que complementar sua renda aumentando a carga horária de trabalho com escolas particulares, cursinhos etc. (se ocupando nos três horários). Não quero dizer jamais que na educação também não existam alguns profissionais descompromissados com a educação como um todo. A respeito disso, penso que essa banda podre da laranja deve ser jogada fora o mais rápido possível. Finalmente, deve-se ter em mente que para melhorar a educação o aumento salarial apenas não resolve. É preciso investir na capacitação dos educadores, gestores, em programas sociais com parceria do governo, órgãos não-governamentais, estudantes e família que visem inserir o aluno num processo de aprendizagem mais significativo. Aliado a isso, deve-se acrescentar segurança na escola, esportes e cursos de capacitação profissional (para estudantes do ensino médio). Naturalmente, para isso tudo funcionar a escola precisa trabalhar em horário INTEGRAL e com vários parceiros envolvendo a sociedade organizada civil, o poder público, os agentes da escola. Agora, amigos, para isso acontecer depende de TODOS NÓS. Vamos parar com isso de que essa mudança depende do Téo e Dilma, claro que eles têm seu papel fundamental nesse processo, mas não são os únicos. O Gestor tem sua importância aqui, o empresário tem sua importância aqui no patrocínio dos esportes, o professor tem sua importância aqui, a imprensa tem a obrigação de dar apoio com a cobertura de projetos, as polícias deveriam contribuir com o policiamento preventivo nas escolas e bairros vizinhos, os órgãos de assistência socila deveriam dar maior apoio aos alunos e famílias que necessim mais, o setor jurídico deveria dar encaminhamentos para a escola saber como melhor lidar com os alunos “infratores” de acordo com o estatuto do jovem e do adolescente (isso já é usado numa escola pública do interior de SP e tem dado muito certo), o Setor da Saúde deveria entrar mais incisivo nesse processo e etc.
    Concluindo, acho que deu pra ver qie a melhora na educação não depende APENAS DOS OUTROS, mas de cada um de nós.

  • Paulo César

    Escola de PVC é um engodo. Quem conhece o projeto lá do Pontal da Barra sabe que aquilo lá parece mais um forno crematório. Mas, a Brasken financia campanhas…

  • Edson Barbosa dos Santos

    Graças a deus que eles conseguiram se aposentar……….
    procurem saber quantos ficam com problemas de saude…
    feliz aposentadoriaaaaaaaa,,,

  • Alagoano consciente

    Gostaria de saber qual escola esse ariclenes faz com R$ 100.000,00 (ele é doido?) porque uma escola deste modelo em alvenaria custa R$ 1.100.000,00 (preço do MEC)

  • lamartine lins

    A Secreteria municipal de educação de MACEIÓ já possui escola de PVC (Escola Mestre Izaldino Pontal da Barra), por tanto não é nenhuma novidade, o que precisa-se ter em mente é a manutenção dessas escolas em PVC e concreto que carece de mão de obra especializada e custo maior, já imaginou a manutenção dessas escolas nos municipios citados na matéria.Vai ficar a secretaria estadual de educação na mão de alguma construtora que detenha a tecnologia (notável saber, na licitação).

  • Maria das Graças Almeida Santos

    Falta de planejamento mesmo. Todos os anos se aposentam professores. É muito mais cômodo e lucrativo se contratar monitores, massa de manobra de gestores incompetentes.Com 30% que se aposentam e 30% que trabalham durante a greve 2011, só sobrarão 60% na ativa.Destes, o Sinteal conseguirá conscientizá-los da necessidade de aumento salarial?Com a palavra Lenilda Lima da CUT pega!

  • Paulo Rodrigues

    Se o estado fizer uma escola dessa em Santana do Ipanema, Pão de Acuçar ou qualquer cidade aqui por perto a escola ira derreter. parece brincadeira mais é sério.
    esse governador é um fanfarrão.

  • Arthur Maia Paris

    O salário não é de 1015,00 vamos considerar o que chega até nós, apenas 903,00.

    Quanto a essas escolas de brinquedo, lamentável, quero ver um dia construir um prédio do Judiciário de PVC e isopor.

    Ainda reclamam quando Alagoas tem os piores índices da educação.

    Salário ridículo e escola de plástico, não é de se esperar muita coisa.

    E quanto a esse José do primeiro comentário, não passa de um ignorante. Vá fazer um supletivo meu filho, em qualquer esquina vc termina em 3 meses.

    Aposto que qualquer pessoa de lá tem mais visão que você.

  • Arthur Maia Paris

    Correção: José do TERCEIRO comentário.

  • ÚNICO

    EMQUANTO OS PROFESSORES ESTÃO A DÉCADA ESPERANDO POR MELHORIA SALARIAIS E RECICLAGEM OU MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO,PRESENCIAMOS NO DIA ADIA AS INJUSTIÇAS PRATICADAS CONTRA OS SERVIDORES INDEFESOS.PORÉM NO MOMENTO AS BENEVOLÊNCIAS SÃO GRANDES PARA OS PODEROSOS DA ÁREA JURÍDICA,HÁ ATÉ MESMO OS QUE RECEBERAM PRECATÓRIOS COM ALTOS VALORES (MILHÔES),ESTE FOI O EXEMPLO DOS DESEMBARGADORES E A PRÓPRIA PRESIDENTE DO TJ (ELIZABETH SAVALA).SÓ DEUS SABE O QUANTO EXISTE DE SUPERFATURAMENTO NISTO AÍ,TANTO NA COMPRA COMO NO PAGAMENTO DOS FAMIGERADOS PRECATÓRIOS.E QUEM VAI PAGAR A CONTA É EXATAMENTE O POVO TRABALHADOR, COM SUOR SOFRIDO.E ASSIM SEGUE O BRASIL.AVANÇA NAÇÃO BRASILEIRA.

  • Tia revoltada com educação alagoana

    Existe um mix de problemas na educação. Professores sempre pedindo aumento, reclamando de falta de estrutura, até concordo na falta de segurança q não existe em local nenhum no nosso estado. Mas quando se faz concurso está lá no edital qual será o salário recebido, na verdade o q todo mundo quer é passar em concurso público pra não trabalhar, ganhar sem trabalhar, porque é o que acontece. Tenho um sobrinho matriculado no D.Pedro II (escola do CAGB), que está há um mês sem aula, alias a professora dele só vai dar aula quando quer. O q tem que existir é uma SEVERA FISCALIZAÇÃO e PUNIÇÃO para estes tipos de professores, quanto mais aumentos de salários tiverem menos irão trabalhar, se houve compromisso destes com seus cargos e funções exercidas seria justo muito justo qualquer reivindicação salarial.

  • Arthur Maia Paris

    Tia “revoltada com educação alagoana” porque vc não se revolta contra o salário dos deputados estaduais?

  • ENIO ROMEU DOS SANTOS

    ENQUANTO ISSO O ESTADO MAIS RICO DA FEDERAÇÃO NÃO CUMPRE A lei do pISO EM 2012. lei do piso é 33% PREPARANDO AULAS E 66% dando aulas com contato com o aluno!!!

  • ENIO ROMEU DOS SANTOS

    PERGUNTE AOS PROFESSORES PAULISTAS SE ELES ESTÃO SATISFEITOS? R= não.