Alagoas começa o ano novo em situação privilegiada, garante o governador Teotônio Vilela Filho. Depois da assinatura, ontem, do contrato de empréstimo com o BNDES, no valor de R$ 249 milhões, o estado vai ter em caixa, a partir de janeiro, R$ 1 bilhão para investimentos. 

O valor contabiliza, segundo o governador Teotônio Vilela Filho, o empréstimo com o Banco Mundial, de R$ 342 milhões, os recursos do PAC e do Fecoep. “Serão investimentos já assegurados, sem depender de qualquer outra burocracia”, comemora o governador. 

É coincidência ser 2010 um ano eleitoral? Vilela garante que gostaria de que os recursos estivessem disponíveis muitos antes, mas não foi possível. “Para chegarmos até aqui, tivemos que conseguir oito liminares no Supremo Tribunal Federal, enviamos e aprovamos três Projetos de Lei na Assembleia e conseguimos duas autorizações no Senado Federal. Foi um processo lento e trabalhoso, mas os resultados já aparecem”. 

Além da capitalização do Fundo Previdenciário, os recursos disponíveis vão possibilitar a realização de obras importantes: toda a duplicação da AL – 101 Sul até a Barra de São Miguel; a rodovia ribeirinha, de Penedo a Piranhas; além da reforma de todas as delegacias de Maceió. 

O governador ainda tem pela frente, entretanto, uma batalha importante a enfrentar: são várias as categorias de servidores que vão continuar a reivindicar reajustes salariais no próximo ano. Além disso, o orçamento de 2010 ainda é uma incógnita, por causa da decisão do ministro Marro Aurélio Mello, aumentando o duodécimo do TJ em mais R$ 68 milhões. Agora, todos os demais poderes querem dar mais uma mordida no erário.

Almeida defende que Marcelo Palmeira também seja investigado por compra de votos
"Collor quer ser governador de novo", diz Almeida
  • Cláudio

    Que ótimo,mas o governador tem que ter muito cuidado,pois aqui por essas bandas tem uma espécie de lagarta, que não pode ver dinheiro.Com uma notícia destas, elas com certeza , já estão planejando chegar onde O dinheiro se encontra. Muito cuidado governador, pois o dinheiro é para investimento.

  • Cicero Antonio Bezerra

    Povo alagoano: Vamos reconduzir Téo Vilela por mais 4 anos no governo. Pois se o povo analisar friamente, sabe que está fazendo um bom governo. Vamos deixar a politicagem de lado.

  • VIVIANE LÚCIA DA SILVA

    AGORA!! EM PLENO CALOR ELEITORAL O DINHEIRO SAIU!!QUERO SÓ VER COLOCAR MAIS POLICIAIS NAS RUAS, PORQUE AUMENTAR O DUODÉCIMO DESSES BANDIDOS É FÁCIL FÁCIL.

  • Mário Humberto

    Boa notícia para Alagoas. É bom frisar, no entanto, que esse dinheiro é para investimento público e não para aumentar a conta bancária de alguns espertos. Abra o olho governador!!

  • INLEITOR

    Boa Téo,os Renans,Collors,Lessas,De Lyras,Albuquerque,Ferros,Beltrões e outras mazelas da poçítica de Alagoas,devem estar muito tristes com notícias desse tipo.
    O pessoaá do Sindipó,Sinteal,Sindimédicos,CUT,Sindetran e assemelhados,devem está revoltados,pois para esses profissionais da miséria,quanto pior melhor.
    Parabens Governador,com a observação de q não votei no senhor!

  • Daniel

    Nunca se viu tanto turista em Alagoas, e ainda vem mais hotel por aí, a duplicação da AL-101 Sul finalmente vai sair, entre outras coisas. Isso sim é um governo sério, só quem não tá satisfeito é quem perdeu as mordomias a que estavam acustomados. 2010 é Téo novamente.

  • luisotavio

    Nesses três anos, o governador tem dado claras demonstrações que tem conduzido o Estado como uma entidade séria e viável. Começo, meio e fim, como deve ser qualquer planejamento. Os projetos e ações, estão por toda a parte. Arrumou a casa, enfrentou a oposição gratuita, que inclusive o discrimina, por não ser popular(populista). Só a obra de saneamento de Maceió, já deveria garantir uma reeleição. Nesse particular o secretáriado, capitaneado por Luis Otavio, tem demonstrado muita competencia. Com o anuncio de R$ 1 bi, a “turma do quanto pior melhor”, hoje não dorme. Mais uma coisa é certa: quando for candidato, VAI SER REELEITO, com certa facilidade.

  • LUIZ CARLOS

    Com um caixa como este será que a saúde, educação e a SEGURANÇA terá prioridade no gasto? Ou será usado para a campanha de 2010?
    Alagoanos, ta na hora de olhar melhor a urna na hora de votar, sofremos muito com pessoas incapaz de esta no local de conduzir o Estado e mostrar o que o povo Alagoano tem de melhor. Somos Fortes, Inteligentes e não podemos servir de chacota para os outros Estados, Politicos do Sul, Suldestes e Centro Oeste buscam verbas e investimentos para seus estados e em Alagoas estamos como resto, sempre servindo de piada, Impostos mais caros, corrupição, alto indice de criminalidade.
    2010 ano de fazer diferente, ANO NOVO, POLITICOS NOVOS PARA NOS REPRESENTAR. PENSE NISSO.

  • Bernardo de B Holanda

    Caro Ricardo,
    Isto é que podemos chamar de um próspero
    ano novo. Muito cuidado para não ser mal utilizado.

  • zé

    Em ano de eleição tudo fazem para ter mais dinheiro.

    Eu como professor me sinto humilhado nesse governo… a educação vem descendo ladeira nos últimos anos, estamos em dezembro e faltando professor em várias turmas.

    Professores não percam tempo, estudem!!! Para sair da EDUCAÇÃO…

  • zé

    Em ano de eleição tudo fazem para ter mais dinheiro.

    Eu como professor me sinto humilhado nesse governo… a educação vem descendo ladeira nos últimos anos, estamos em dezembro e faltando professor em várias turmas.

    Professores não percam tempo, estudem!!! Para sair da EDUCAÇÃO…

  • M. Almeida

    Dos males, o menor. Se a eleição fosse hoje votaria em Teo Vilela. Naturalmente, estamos longe do que seria um bom governo, mas, algumas ações na área da segurança pública são dignas de elogios. Um detalhe: se o rompimento do governador com o “cangaceiro das alagoas”, Antonio Albuquerque, for apenas encenação, sem voto.

  • la santos

    Vamos esperar que o excelentíssimo governador coloque mais policias nas ruas, pois o nº de bandidos aumenta em PG, já o nº de policias diminui em PG !
    CONTRATAÇÃO DE POLICIAS JÁ !!!

  • henrique paes

    Quase quatro anos se passaram e as promessas do téo nas áreas de educação, saúde e principalmente segurança nunca foram cumpridas.Será que vamos ter que esperar mais quatro anos e presenciarmos alagoas cada vez mais se afundar. O governador pensa que é ” levantando poeira” (construção de obras) que ganhará a reeleição.

  • José Monteiro da Silva Filho

    Não sou servidor do estado, mas quero me confraternizar com essa classe sofrida, e que só agora, está sendo tratada com dignidade pelo Governador Teo Vilela. Do que adianta, dar aumento de salário, e depois ficar atrazando o pagamento, deixando milhões de pessoas desesperadas? O Teo Vilela, é um homem sério, honesto, e que está fazendo tudo o que pode para honrar a memória do menestrel de Alagoas, seu pai, o Senador Teotonio Vilela. Quanto aos que se dizem arrependidos, pelo mal que fez aos Alagoanos, quando deixou de fazer o bem, agora é tarde, pois os Alagoanos honrados, conduzirão o Governador Teotonio Vilela Filho, para um segundo mandato, para o bem de nossa gente.

  • patricia sampaio

    Absurdo !
    Esse eh o jeito PSDB de governar ..Os investimentos Sociais ficam em ultimo plano , eles enchem o ” caixa ” do governo , e a populacao PAGA a conta !!Vejam o que Serra fez em SP..a mesma coisa .. Eh uma escola e tanto ..de pessima gestao publica ! Alem do absurdo de ser ANO eleitoral , em que se duvida muuuittoo como sera gasto esse dinheiro todo ! Teo acaba de ENDIVIDAR o Estado pelos proximos 10 anos .. e ainda quer ser aplaudido por isso .. So aqui mesmo !

  • sergio

    Quase quatro anos se passaram? Não dar para confiar em alagoanos, que se dizem “corretos”. O GOVERNO TEO, completa amanhã, apenas TRÊS ANOS. O que nos parece, é que ele fez tanto, para o moral e a descencia do povo alagoano, que os incredulos imaginam QUATRO ANOS. Não se fala em roubos, em desvios. Só se fala nas pessoas(agricultores, gestantes, crianças nascidas, geração de emprego, previdência nova). Se fala em industrias e investimentos. Parabens, governador: vi e gostei. Agora voto, com Alagoas no peito.