O Palácio República dos Palmares trabalha freneticamente para aprovar o quanto antes o projeto do novo AL Previdência, que tramita na Casa de Tavares Bastos.

Enquanto a assessoria do governador e o próprio Vilela disparavam telefonemas, ontem, para os deputados, solicitando que  a matéria entrasse em votação já, o “governista” Antônio Albuquerque conversava com cada um dos colegas dele – até aqueles que com quem não tem boa relação – para segurar a matéria.

Com o discurso dúbio sobre o projeto, que é visto até com simpatia pela oposição, Albuquerque tenta comandar os parlamentares que não dominam o tema – que, de fato, é complicado.

Interessante na história é que o deputado conseguiu emplacar, na presidência do Ideral, um dos seus mais fiéis e polêmicos aliados: Cyro da Vera Cruz, que foi preso pela Polícia Federal – na Operação Taturana.

O deputado dá sinais que está longe de ficar satisfeito com o que já ganhou. Na linha do “onde passa um boi, passa uma boiada”, ele pretende abocanhar um pedaço maior da máquina estadual. Que ninguém se espante se o Detran chegar à mesa de negociação.

Albuquerque ainda tem muita influência sobre um grupo expressivo de deputados, que, na avaliação dele, lhe devem “muitos favores” – do tempo em que presidiu a Assembleia Legislativa.

Deputados discretos, que pouco ou nada aparecem, deixam nas mãos de AA o seu futuro dentro da máquina administrativa estadual.

Homem ao mar

O ex-deputado das longas madeixas, João Caldas, está comandando um grupo que vai ao Rio de Janeiro, na próxima semana, a convite do megainvestidor José Efromovich, dono do Estaleiro EISA  – que pode ter a sua versão aqui em Alagoas.

Neotucano, Caldas foi o responsável pelo contado do magnata boliviano com o governador Teotônio Vilela Filho.

A ver navios

A comitiva “caldadosa” vai testemunhar a entrega de navio petroleiro encomendado pela Venezuela. O grupo inclui o senador João Tenório, o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lira, entre outros grandes do PIB alagoano.

Caldas, candidato, de novo a deputado federal, deve completar o implante capilar até mesmo antes das eleições. Para aparecer bem na foto.

Embargos

O Sindicombustíveis (que representa os postos) está buscando na Justiça o embargo de mais quatro unidades em Maceió. O presidente da entidade, Carlos Henrique Toledo, afirma que eles estão sendo construídos fora dos limites legais. O alvo principal é um posto do grupo Bompreço, próximo ao maior shopping de Maceió.Iguatemi.

Cartel

A SMCCU  assegura que as construções estão seguindo as leis vigentes. O problema para, Ivã Vilela, é o “cartel” dos combustíveis em Maceió, que estabelecem  – segundo ele – um preço superior ao que deve ser cobrado pelo posto do grupo Wall Mart. A briga é boa.

Cavalcante vem depor sobre crime em que mandantes seriam Beltrão e Albuquerque
Almeida manda recado para o PT: Não quer "mais uma aventura" na Semed
  • Luiz Arthur Melo dos Santos

    Como faço pra receber as postagens do blog no RSS? Antes da mudança, isso era possível – e era muito melhor.

    Se existir alguma solução, meu e-mail é [email protected]

  • Anônimo

    Não gosto do AA, mas estou convencido que têm muita competência. Depois desta matéria, ele fechou de vez com o Teo. Discusou em tom agresivo, mas revelou tremenda simpatia pelo governador. Se voce analisar ele não tem a menor tara de compor em qualquer grupo que tiver Ronaldão Lessinha. Fora isso, Téo têm federais de peso: Canuto, Chico Tenorio, João Caldas, Carimbão, Chamariz, Mauricio (se o Lessa não for governo), Nonô.. e Joaquim (já certo), e o campeão de votos WANDERLEY e RUI…

  • Anônimo

    ricardo gostaria de saber o seu comentario , arespeito do prefeito do pilar , que esta atrazado 5 folhas com o pessoal do hospital do pilar ele e o provedor tao querendo fechar o hospital e uma briga dos 2 pois o prefeito quer entregar ao dr renato resende para colocar la a santa casa e fezer politica e o provedor nao aceita , eo prefeito disse se ele nao aceitar ele nao paga os servidores do hospital espero ver o seu comentario

  • Anônimo

    O POVO MERECE TUDO ISSO ESSES TATURANAS O POVO ACEITO PASSIVAMENTE O GOVERNO MANDAS OS VETOS PARA APROVAÇÃO ELES VETÃO AI ENTRA A MALDITAS COMISSÕES SOFRE POVO A ELEIÇÃO VEM AI E ESTÃO TODOS ELEITOS NOVAMENTE OLHA A CHAPA QUENTE FAMOSO CHAPÃO.

  • Domingos Arabutan Correia da Rocha

    Quanto à materia, só RUI…:
    “De tanto ver triunfar as NULIDADES,
    de tanto ver prosperar a DESONRA,
    de tanto ver crescer as INJUSTIÇAS,
    de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos MAUS,
    o homem chega a desanimar-se da VIRTUDE,
    a rir-se da HONRA,
    a ter vergonha de ser HONESTO”.

    “MAIOR que a tristeza de não ter vencido é a VERGONHA de não ter tentado”.

    “JUSTIÇA tardia não é justiça”. É PIIIIZZA.

    Desculpem pela vergonha que estamos passando, mas a título de SEGURANÇA, a melhor sugestão para o aproveitamento das sobras de campanha, como também para evitar de ser assaltado, é melhor construir o posto do Wall Mart DENTRO DO HIPERMERCADO, no 1º andar e vc com o veículo sobem pela rampa rolante. Genial ideia. Justamente é a solução para completar a fértil mente política de que o Posto do Wall Mart é concebível naquelas condições.
    E não precisam explicar, mas, só queríamos entender!

  • Anônimo

    Até quando nós, consumidores, estaremos a mercê deste cartel de combustíveis? Já que na calada da noite eles alteram os preços dos combustíveis e não dão uma explicação sequer. Porque será que o posto do grupo Pão de Áçucar (Extra)está a um ano pronto para funcionar e nunca abriu? Cadê o livre comércio, a lei da oferta e procura? Como um estado que é um dos maiores produtores de álcool tem o produto tão caro? Mistério? Ou mais uma grande vergonha.