Os deputados Marcos Ferreira e Nelito Gomes de Barros foram "autorizados" a deixar o PMN. A direção regional do partido afirma em documento que a legenda "não tem interesse" nas candidaturas dos dois, no próximo ano. Assim, eles estão liberados para se filiar a outros partidos: Ferreira vai para o PSDB; Nelito, é provável, também – mas depende ainda de uma definição do pai dele, o ex-governador Manoel Gomes de Barros.

Já o deputado Arthur Lira saiu "na marra". Em breve discurso no plenário da Assembleia, ele disse possuir documentos que comprovariam "questões negociais" que envolveriam o embate que ele e outros parlamentares estariam enfrentando com Tenório. "O PMN virou uma senzala", afirmou Lira.

Pergunta:

Quais seriam as "questões negociais" a que se refere o deputado (que vai para o PP)?

Toledo diz que Assembléia pode criar Comissão para apurar denúncias contra o Judiciário
STJ concede habeas corpus a deputados da Mesa da Assembleia
  • Tino

    Duro é ter que aturar eles de novo concorrendo nas eleições. Mais duro ainda é ver o povo recoloca-los no poder. Ô meu Deus, quanta ignorância deste povo.

  • ARTUR

    SÓ LAMENTO OS PARTIDOS ACEITAREM A FILIAÇÃO DESSES DEPUTADOS INDICIADOS E TAMBEM AINDA TER ELEITORES QUE VOTAM NELES, UMA VERGONHA.

  • ROBSON

    Ideologia pra esses caras passa longe. O que eles querem é ter algum mandato pra pegar a ¨IMPUNIDADE PARLAMENTAR” mas ainda tenho esperança que um dia o povo toma o dinheiro deles e votam em pessoas que realmente trabalhem.

  • sergio

    Depois que o Collor, que fez o que fez, contra Alagoas e o Brasil, arrumou legenda, os outros tambem tem o mesmo direito. Não?

  • Valter Baía

    Ninguém aguenta NELITO,João Neto e Mano,devem terem negociados alto com Chico Tenório e também c/ o governador Téo, vocês traíram o Suruagy e principalmente o povo!

  • Horacio

    e eu que achava que esses só seriam liberados com habeas corpus….

  • Povo Alagoasno

    O que seria essas tais ‘Que$toeS NegociaiSSS’?

  • Paulinha

    Tai uma boa oportunidade para a Justiça Eleitoral cassar o mandato de Arthur Lira. Dra Niedja, agora é com a senhora.