A decisão do Conselho Nacional de Justiça, que determinou ao desembargador Washington Luiz a devolução de R$ 354 mil aos cofres públicos, pode ter impacto sobre toda a magistratura alagoana – já admitem magistrados de instâncias diversas. O problema seria o reajuste automático dos salários do Judiciário alagoano sempre que há aumento para os ministros dos tribunais de Brasília. É mais uma confusão jurídica, mas que pode ser traduzida da seguinte maneira, segundo explicação de magistrados que se debruçaram sobre a decisão do CNJ. Esta vinculação seria – é a discussão – inconstitucional. A cada reajuste em Brasília, só uma lei específica poderia fazer aumentar os salários dos juízes de desembargadores alagoanos. É claro, por ser matéria constitucional – apesar da posição do CNJ –, o Supremo Tribunal Federal precisa ser provocado a decidir sobre o caso. Mantido o entendimento do Conselho Nacional de Justiça, explicam os magistrados, um desembargador do TJ teria o salário reduzido de R$ 22 mil (ou um pouco mais) para R$ 17 mil; um juiz de 3ª entrância passaria dos atuais R$ 20 mil para R$ 15 mil; seguindo a mesma proporção para 2ª entrância (hoje R$ 18 mil), e, finalmente, 1ª entrância (R$ 16 mil). MP Mas a operação não é aritmética e tão simples assim, ressaltam os analistas da questão. O Ministério Público Estadual teria de provocar o Supremo Tribunal Federal, para que este se posicionasse sobre a constitucionalidade da matéria. Só que o MP também tem vinculação salarial com o Judiciário alagoano. E os outros? Seguindo o dominó: a PGE e a Defensoria também têm remuneração baseada no que ganham promotores e procuradores. Resumo da ópera: quem vai pôr o guizo no gato? Tempo quente Esquentou para valer a reunião de ontem entre os integrantes do Tribunal de Justiça. A voz serena das mulheres presentes conseguiu acalmar os ânimos. O desembargador Washington Luiz não quer ser apontado como o único responsável pelos pagamentos que o CNJ considerou irregulares. O magistrado diz que todos receberam o dinheiro – desde desembargadores a juízes das diversas Varas Criminais e Cíveis. O nó é… … que os demais, que receberam atrasados salariais, defendem que tinham direito a fazê-lo, o que não seria o caso do ex-presidente do Tribunal de Justiça, alvo central da decisão do CNJ. Não há sinal de paz no ar. Tríplice jornada O novo advogado apresentado por Dílson Alves, que mais uma vez se livrou do julgamento no caso Fernando Aldo, tem uma vasta clientela entre os acusados pelo mesmo crime. Segundo a 17ª Vara Criminal, que teve de adiar o júri pela segunda vez hoje, João Luis de Araújo – o advogado apresentado por Dílson Alves – também defende Hellington Barros, acusado de ser um dos autores materiais, e o deputado Cícero Ferro, apontando como mandante. Em São Paulo Hellington, que está preso em São Paulo, por sua vez, é irmão de Wellington Barros, morto, no ano passado, no interior de Pernambuco. Ele também era apontado como um dos pistoleiros envolvidos no crime. Esta ligação levou os juízes da 17ª Vara Criminal a encaminhar um ofício à OAB, pedindo a análise da atuação do novo advogado de Dílson Alves. Os milhõe$ e o Lifal E a PGE designou o procurador Sérgio Pepeu para descascar um gigantesco abacaxi no polêmico Lifal – Laboratório Farmacêutico e Industrial de Alagoas. O tamanho da fruta: R$ 30 milhões, que um laboratório da Índia está cobrando do Lifal, hoje sob controle do deputado Givaldo Carimbão, do PSB. A dívida é antiga, e o procurador está negociando para reduzi-la em 90%. Na base do “ou é isso, ou é nada”. Salários atrasados A Delegacia Regional do Trabalho foi acionada para mandar seus fiscais para o Hospital do Açúcar, hoje. Os servidores reclamam que estão sem receber salários há dois meses – e é grave a crise por lá. Em protesto, eles fecharam a Fernandes Lima no final da manhã. Assim pediu Almeida A indicação do nome do professor Arnóbio Cavalcante para a futura Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda de Maceió foi do próprio Almeida, dizem os do PDT de Lessa. Mas há controvérsias. O professor está no Ministério do Trabalho, em Brasília. Por aqui, querem a vaga: Paulo Corintho – o preferido de Lessa – e Valter Oliveira, a aposta dos demais pedetistas. Rosiana Beltrão está de olho na vaga. Na disputa Joãozinho Pereira, ex-prefeito de Teotônio Vilela, pode ser candidato a estadual pelo PSDB – vem sendo estimulado a entrar na briga. Se topar, perde Arthur Lira, aliado dos Pereira desde Junqueiro. Aqui, não Os servidores da Secretaria de Administração de Maceió não receberam com alegria o regresso de Sérgio Villela. Uma faixa na porta da repartição, arrancada rapidinho pelo entorno do prefeito, dizia: “Não aceitamos devolução”.

Pequenos partidos, grandes negócios
17ª Vara Criminal pede que OAB apure "manobra" de advogado de Dilson Alves
  • Danuzia

    😉 bom so fico triste pelo”pode levar” seria mais gratificante o VAI LEVAR… de qualquer forma já é uma esperança. rsrs VOU FICAR TORCENDO PELO “VAI”.

  • Roberto Morais

    Enquanto isso os servidores da Justiça de Alagoas estã em estado de penúria, com os salários achatados!

  • lamartine lins

    SERGIO VILELA SÓ PENSA NELE FICAR DE BEM COM O PREFEITO PROMETE E NÃO CUMPRE

  • Antonio Alves

    Ricardo, não há vinculação entre salários de procuradores/defensores públicos e o MP/TJ, há, sim um teto comum. Procuradores e Defensores tem seus vencimentos por lei (inclusive do ano passado), sem reajuste automático. Abraços.

  • Eduardo Costa

    TA, ESTA EU QUERO VER,UM TOGADO DA BANDA BÔA ACHA QUE GANHA POUCO E QUE O CERTO SERIA GANHAR R$25.000,00 IMAGINA OS DA OUTRA BANDA.VOCÊIS ACHAM QUE ELES VÃO QUERER REDUZIR VENCIMENTOS.SÓ SEU TOLO É QUEM ACREDITA.

  • CARLA

    ESPERO QUE O DR. RICARDO VALENÇA FAÇA VALER NA SEMED,E MUDE MAIS MUDE MESMO TODOS ESSES CARGOS COMISSIONADOS PRINCIPALMENTE OS COORDENADORES POIS ESSAS PESSOAS JA DERAM O QUE TINHA DE DA, AGORA ESTÃO MAL ACOSTUMADOS,ESTÃO VICIADOS NAO SE SUJE,COLOQUE OS DE SUA CONFIANÇA

  • ricardo viera de castro

    porque qualquer outra categoria não ganha um salário desses da justiça? pra ser juiz basta ser formado em direito um curso de 5 anos eu estudei 5 anos sou engenheiro e ganho 2.700,00 porque essa diferença? sabe porque ! porque aqui é uma zona.

  • João

    Engenheiro bom pode ter construtora e ficar rico.Há exemplos.Juiz é parte do poder judiciário e não pode exercer atividade privada.Para um bom juiz, o que se paga é pouco.Vai fazer o que o Sapucaia e o Helder Loureiro fizeram com deputados e gangue fardada.Há inveja e despeito.

  • João

    Jornalistas, médicos, engenheiros e outras categorias profissionais deveriam unir seus conselhos e sindicatos para derrubar, na prática, os salários dos “operadores do direito”.Ficar só gastando saliva não adianta.Falta-lhes coragem ou tempo?

  • Klebio Ascor

    Senhor Ricardo Viera de Castro, para ser juiz não precisa passar 5 anos e ser formado nao. Precisa passar em concurso público, dificilimo por sinal. Engenheiro do Min. Trab, ganha praticamente a mesma coisa. Vá se atualizar e estudar. Deixe de falar besteira, q. ignorância!

  • Eduardo Costa

    Ricardo Vieira, saia deste imprensado, ninguem pode com o judiciario.

  • raio

    fala-se que a vontadeb dos servidores da sec. municipal de administração era a de colocar um laço preto, simbolizando luto, de tanto bem q querem ao ilustre doutor sergio

  • decepcionada

    Nunca imaginei passar em meu tempo como servidora, efetiva e dedicada por situações como as provocadas por DR. SERGIO, ele é intransigente, grosseiro e balança para o lado do poder, quer fazer bonito para o ciço passando por cima de todos como um trator.

  • O BESTA

    SENHORES NÃO ABAIXE OS SALARIOS DO NOSSO JUIZES E ETC. JÁ HOUVE NO PASSADO DESEMBARGADORA QUE DISSE QUE ESTAVA QUASE PASSANDO FOME. MINHA PREOCUPAÇÃO É TODOS OS ILUSTRISSIMOS RESOLVEREM SE ESPELHAR NO DESEMBARGADOR POLITICO E COMEÇAREM QUEREREM PARTI PARA ESTE RAMOS. QUEBRAM AL.KKK

  • carlos

    Klebio Ascor,as coisa podem ter mudado por estas bandas.Mas no passado recente os concurso p/juiz,neste estado era de cartada marcada era um teste de DNA,onde, só passava parentes,mulheres e amantes da cupula do judiciário.Olhe os escandalos desses pessoal do judiciário.

  • REVOLTADA

    fico revoltada com tanta maldade perante o Dr. Sergio Vilela, ele é um homem de Deus, tudo o que estão falando dele é pura inveja.