A Comissão de Direitos Humanos da OAB reuniu,  hoje pela manhã, cento e cinquenta policiais femininas para uma palestra sobre assédio moral e sexual. A iniciativa aconteceu após denúncia feita por uma militar sobre a situação que ela vivia  dentro do Quartel Geral da corporação. A denúncia está sendo apurada – e aponta para um coronel da PM como sendo o possível responsável pelo assédio. O próprio comando da PM solicitou a realização da palestra.

A advogada Rachel Cabús, vice-presidente da OAB, ouviu das militares muitas queixas quanto aos assédio que elas sofreriam de surperiores hieráraquicos, mas orientou-as quanto às denúncias – que podem ser feitas à própria Ordem ou até mesmo ao Ministério Público Estadual.

MP e PM 

 

 

O comandante da PM, coronel Dalmo Sena, chegou a encaminhar pedido ao procurador geral de Justiça, Eduardo Tavares, para que ele designasse um promotor para fazer o controle externo das polícias, com poder de investigar casos como o que foi denunciado à OAB.


No batente


Os promotores Flávio Gomes e Karla Padilha foram oficialmente designados, esta semana, para realizar o trabalho de controle externo – no qual já estavam engajados.


 

As contas do CB

O Conselho Estadual de Segurança Pública deve escolher, na próxima semana, o integrante do colegiado que vai ficar responsável pela inspeção nas contas do Corpo de Bombeiros. O conselheiro vai atuar em conjunto com a Controladoria-geral do Estado,  que já apurou a existência de irregularidades nos números apresentados.

 

A denúncia também foi encaminhada ao Conselho pelo OAB, a partir de depoimento dado pelo major Sérgio Ricardo Barbosa, que aponta o subcomandante da corporação, coronel Neitônio Freitas dos Santos, como sendo os responsável pela situação. A distribuição irregular de diárias seria a questão central da denúncia. Os indícios apontam para a existência, de fato, das irregularidades.


 

Sem a Santa Casa

A secretaria de Saúde espera assinar a contratulaização com os hospitais da rede privada, hoje, com exceção da Santa Casa de Misericórdia. Sanatório e Hospital do Açúcar devem aceitar os termos e valores propostos pela secretaria – mas o maior hospital da rede particular resiste – e deve ficar de fora do acordo.

 

 

 

Plano B de AA
 

Caso seja impedido de disputar a eleição do próximo ano, o deputado Antônio Albuquerque já tem um "herdeiro" para a vaga que pretende manter na Assembleia: Nivaldo Neto, filho dele, já está sendo preparado para uma enventual substituição. Há, sim, a possibilidade de que os parlamentares indiciados na Operação Taturana sejam impedidos de se candidatar em 2010.


 

Silêncio perigoso

Ainda não é oficial, mas a Secretaria de Saúde do Estado já recebeu  informações de que pessoas com sintomas da gripe suína – que chegaram de viagem de países onde a a doença já avançou bastante – não estão procurando os serviços oficiais de saúde. Pelo contrário, buscam médicos particulares – que estão orientando a comunicação à Vigilância Epidemiológica 
para que seja feito o devido monitoramento.


Impeachment 


O embate na Câmara, por conta das nomeações de centenas de assessores da Mesa, está atingindo o paroxismo. Já se fala até em impeachment do presidente da Casa, vereador Dudu Holanda.

 

 

 

Defensor público pode substituir advogado no júri de acusado na morte de Fernando Aldo
IML só tem um rabecão para atender a 102 municípios
  • Jonilson Falcão de Guerra

    Orientaram as vítimas de assédio a não serem assediadas como se elas fosse as culpadas. Por que não deram a palestra pros suspeitos desse assédios que o Bolg afirma que são os superiroes delas? Só tem 150 e aoutras onde estão?

  • Alexandre

    Veja como é o tratamento dispensado pela imprensa quando o acusado é um funcionário de alto escalão. Omite o nome. Entretanto, se fosse um funcionário do baixo escalão o nome seria escrito com letras MAIUSCULAS. Ó imprensa!

  • MARIO

    ESPERO QUE O MINISTERIO PUBLICO INVESTIGUE MESMO O CORPO DE BOMBEIROS, NÃO SOMENTE AS DIARIAS MAIS O SETOR DE COMPRAS, CEL. JADIR VAMOS MUDAR UM POUCO ESTE PESSOAL ESTÃO DANDO MUITO NA CARA, PRINCIPALMENTE ALGUNS OFICIAIS QUE ESTÃO A MUITO TEMPO NOS SETORES,VAMOS FAZER UM RODIZIO.

  • Carlos

    A justicia desbaratou a gangue fardada comandada pelo coronel Cavalcante,que tal a CPI da pedofilia,desbaratar a gangue fardadada de assédio sexual da nossa libidinosa policia militar.