O Conselho Nacional de Justiça determinou, agora há pouco, que o juiz Rivoldo Sarmento seja aposentado compulsoriamente. O caso julgado diz respeito a indenizações pagas pela Eletrobrás, em 2002, por determinação do juiz, que era titular da comarca de Porto de Pedras. No ano passado, ele foi afastado do cargo sob a acusação de participar de um esquema de fraudes nas eleições do município. 

O CNJ também mandou de volta o processo da Eletrobrás, contra Rivoldo, para que o Tribunal de Justiça de Alagoas decida se o caso seria ou não de demissão do serviço público. O TJ havia suspendido o juiz Rivoldo Sarmento quando do episódio, que ganhou repercussão nacional.

Adelmo Cabral impetra Ação contra nomeação de Tutmés para o TJ
Prefeitura e OAS rescindem contrato do Vale do Reginaldo
  • Cesar

    Quem sou eu para julgar. Mas o que se vê nos noticiários não são historinhas de conto infantil. Agora que o CNj pode, ah, este pode sim.

  • Dakson Pereira

    Prêmio para a delinquência: aposentadoria. Vale a pena ser fora da lei.

  • pedro

    tudo isso graças ao inesquecível Desembargador Sapucaia.

  • João Neto

    Esse cidadão foi flagrado e preso por atos de corrupção, e ainda é agraciado com uma aposentadoria. O resultado é que ainda pago o salário dele. O CNJ validou o crime, ele devia ser demitido do serviço público, isso sim.

  • JOÃO

    Se o juiz for realmente culpado, Alagoas se livra de uma das maiores pragas que podem existir em uma sociedade: juiz despreparado e/ou desonesto.Será que o CNJ saberá de outros casos de outros juízes alagoanos, oriundos daqueles “concursos” de outrora ?

  • Luciana

    Da decisão do CNJ ainda cabe recurso e como conheço o HOMEM RIVOLDO, ele terá disposição e perseverança para mostrar a verdade até a última instância. Aguardem e veram

  • Carlos Eduardo

    Varios Rivoldo Sarmento existem neste Judiciário. Só que são mais esperto,hajem de maneira sigilosa.CNJ fiscalize com mais rigor outros juízes.Juízes PREFEITOS,etc.Juízes estão usando o poder para eleger os politicos que aí estão,onde vamos PARAR. Meu DEUS em quem vamos acreditar.

  • ARTUR

    O CARNVAL DA CORRUPÇÃO ESTÁ ACABANDO NOS PODERES. GANHEI A TARDE HOJE ASSISTINDO O PRONÚNCIAMENTO DO Sna. JARBAS VASCONCELOS. RASGOU A METADE DA MÁSCARA, MAS, DÁ PARA IDENTIFICAR OS CORRUPTOS DOS PODERES.

  • Edinaldo Marques

    O maior “cupim” da democracia é a corrupção. Ou se combate essa ferida quase incurável, ou caminharemos para aumentar cada vez mais o fosso da pobreza no Brasil. Uma das medidas deveria ser a aprovação do fim do sigilo fiscal de todos os ocupantes de cargos públicos, inclusive juizes.

  • angelica

    Tudo isso e o resultado dos concursos…olhe o sobrenome dos demais juizes…esse T.J. deve ser investigado…e o funjuris?kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • acm

    O Ministro Gilmar Mendes, tão preocupado com os sem-terra, se cala diante dessas aberrações do Judiciário: o Juiz faz uma série de falcatruas e é premiado com uma aposentadoria compulsória pro resto da vida!!!

  • Hagá

    Sem entrar no mérito caso em tela, o CNJ tem sido muito (e cada vez mais) atento ao poder judiciário do Estado de Alagoas, acompanhando cada passo, as estatísticas, os procedimentos, as condutas. Como regra geral, isso é um incentivo ao aprimoramento da instituição.

  • André

    Ainda sobre o mesmo assunto, se um funcionário público “normal”, vier a praticar conduta ilícita no exercício de suas atividades, a demissão é normalmente certa e… SEM APOSENTADORIA! Num momento em que o País vive uma busca da ética, o CNJ retroage ao premiar o mau servidor.

  • Fernando Amorim

    É isso mesmo, mas um juiz sendo comtemplado com um prêmio – a aposentadoria compulsória, por ter praticado CRIME, assim como aconteceu com um outro juiz – GILVAN VELOSO. Este é visto sinicamente jogando dominó, todos os dias, à beira da praia.

  • O Chato

    E os outros do mesmo Poder, quando chegará a vez deles?

  • Carlos

    Juiz,Revolto ou Rivoldo Sarmamento,sendo afastado já é um grande passo onde sociedade começa a ver um judiciário com ostros olhos.Porém a perda do cargo publico seria o ideal.

  • Gilvan Mata

    Concordo com o leitor João Neto. Se fosse um servidor público comum, seria exonerado sumariamente e ainda responderia inquérito policial. Mas, nesse caso, menos ruim..fazer o que?

  • AAraujosilva

    Não seria essa punição, ao probo magistrado,muito drástica??? Só porque ele estivera enrolado com aqueles 63MILHÕES e outras cousitas mais. Uma advertenciazinha, reservosa, não seria de bom tamanho??? Há alguma diferença entre ele e nossos politicos ? Saravá!!!

  • BASTIÃO

    Dobrem os sinos desta nação moribunda porque nela O CRIME COMPENSA!

  • Zé

    ALAGOAS NÃO TEM JEITO!!!

  • João Gabriel Fernandes

    Isso é que é uma “punição” exemplar: aposentadoria. Agora, aposentado, ele irá advogar e “ganhar” causas junto aos seus pares. João Gabriel

  • Paulo Bispo

    Rivoldo não vai ser demitido porque não ganhou dinheiro sozinho. Os mesmos que garantiram seu acesso ao cargo de Juiz, são os que com ele repartiram os nacos da sua corrupção. Certamente será aposentado.

  • Desiludida

    NÃO ACREDITO MAIS EM NADA. NADA MAIS ME ASSOMBRA. É POR ISSO QUE O JUDICIÁRIO É O PIOR DOS PODERES, POIS PODE PUNIR OS OUTROS QUANDO ERRAM. ELES? AH SE FOSSE FAZER UMA VARREDURA. NÃO FICAVA PEDRA SOBRE PEDRA…

  • luiz carlos valoes cordeiro

    só existe duas profissões boa mesmo neste nosso planete,a primeira o dono deste mundo e a sugunda é ser juiz em alagoas,duvido que alguen seja contrario a minha opinião.

  • Roberto Morais

    Tenho a maior vontade de ser aposentado e isso não me acontce.

  • alex cauchi

    quem rouba, desvia dinheiro e crimes eleitorais o lugar dele e na cadeia. se fosse pobre ja estaria la. como ele e juiz…ganha aposentadoria! A paz é fruto da justiça!

  • JÚLIO MARQUES LUZ

    Concordo inteiramente com a opnião da Sra. Luciana, vomos aguardar as decisões judiciais e veremos que o meu amigo não será considerado culpado.

  • Eduardo Costa

    Já foi um passo do CNJ retirar de circulação este juiz comprometido com a bandidagem, espero que outros passos sejam dados antes de mais uma operação da Policia Federal.

  • Lopes

    Agora se o judiciário age com corporativismo, encobrindo, acobertando, chancelando ou premiando atos ignóbeis, também É CONIVENTE com a corrupção. Se a Lei dá provimento a uma imoralidade dessas, é no mínimo inconstitucional. O Judiciário está precisando de um JARBAS VASCONCELOS!!!!

  • Fernando

    Senhor Julio pelo seu sobrenome já sabemos porque voçe defende o juiz Rivoldo.Que pena que não conseguiu ser nomeado enquanto não existia concurso sério!