As emendas parlamentares – individuais e coletivas – ao orçamento de 2009 vão totalizar R$ 13 milhões e serão destinadas prioritariamente às obras de infra-estrutura dos municípios beneficiados. Esse é o resultado do acordo entre o governo do Estado e os deputados estaduais. De onde vai sair o dinheiro? A questão vai ser definida pela Secretaria de Planejamento. No ano passado, as emendas parlamentares viraram uma das grandes polêmicas entre os dois poderes. Totalizando R$ 18 milhões elas retiravam dinheiro do custeio da máquina pública estadual – combustível, energia, material de consumo etc. – destinando-o a prefeituras e entidades filantrópicas (algumas desconhecidas e supostamente inexistentes). A quebra de braço foi parar na Justiça. Até a próxima sexta-feira, a Assembléia Legislativa vai receber as propostas de emendas populares ao Orçamento. Tanto as entidades representativas da sociedade quanto as pessoas físicas podem apresentar sugestões de remanejamento de recursos, aplicações em obras físicas ou sociais a serem financiadas pelo erário – mas caberá aos deputados acatá-las ou não. A votação do Projeto de Lei Orçamentária – com valor total de quase R$ 6 bi – está marcada para o dia 7 de janeiro de 2009.

17ª Vara Criminal pronuncia Lula Cabeleira pelo assassinato de Fernando Aldo
Tempo, tempo, tempo, tempo...
  • Claudierbh Albuquerque

    Cade o portal da transparencia Ruth Cardoso,coloque os valores e para onde vai e como deve ser gasto e vamos fiscalizar, pois este dinheiro é nosso,Alagoas tem de dar bom exemplo,pois so somos exemplo quando se trata de coisa errada,chega vamos dar um basta.

  • TO LASCADO

    O PROBLEMA DAS EMENDAS E O ESQUEMA FEITO COM AS CONSTRUTORAS. TUDO E DIRIGIDO AS PREFEITURAS E CONSTRUTORAS QUE PAGAM JABA AOS DONOS DAS EMENDAS E POR AÍ VAI…E O POVO QUE SE…

  • machado I

    As emendas são fe4itas para os legisladores aparecerem como se eles tivessem dando esse dinheiro para algum município ou estado. O dinheiro delas é nosso. Não é favor prestado por nenhum vereador, deputado ou senador safado. Eles e os prefeitos fazem acordo com as empreiteiras

  • Feliz

    Emendas parlamentares, com a classe política desclassificada que temos em Alagoas, é fazer banquete com o queijo do Povo para os ratos e que mim desculpe os irracionais.