Resumo do Doze e Dez Notícias

A família do delegado Marcílio Barenco – à frente a irmã dele, Maristela – enviou uma segunda carta ao secretário do Gabinete Civil,  Álvaro Machado, reiterando o pedido de  sua tranferência para outro Estado.
 
O secretário respondeu, ontem, relatando as providências adotadas pelo governo, inclusive por sugestão do próprio diretor-geral da Polícia  Civil. Além, claro, daquelas relativas à segurança pessoal do delegado, talvez a mais importante para o Estado seja a decisão de realizar concurso público para a PC. Se possível – seguindo-se os trâmites legais – ainda no final deste ano. Caso contrário, no início de 2008.
 
A cúpula da Defesa Social já manifestou a necessidade da contratação de pessoal para as polícias. Pelo menos catorze novos delegados devem ingressar no Estado através do novo concurso público. Ainda não é o número considerado suficiente para atender a demanda existente, mas é possível até que ele venha a ser maior, definição que caberá ao governador Téo Vilela.
 
O mais otimista com a permanência do delegado Barenco em Alagoas, agora, é o secretário Paulo Rubim, que o escolheu pessoalmente para comandar a Polícia Civil em sua gestão na Defesa Social. Barenco deve ficar até dezembro – de acordo com o que ficou decidido em reunião no início da semana. Haverá, então, uma outra avaliação com os secretários Rubim e Álvaro Machado. A decisão caberá sempre ao próprio Barenco.
 
E quanto ao diretor-geral da PC, ele tem se mostrado extremamente tranqüilo. Claro, preocupado com os apelos da família para que deixe Alagoas. E qualquer um ficaria, desde que não tivesse uma pedra no peito.

Novos depoimentos na Taturana

A Polícia Federal já marcou para a próxima semana novos depoimentos na Operação Taturana: o empresário Valter Galvão, dono de uma empresa de factory (que trabalha com dinheiro, mas não é banco. Seria o que?), deve ser intimado na segunda-feira.
 
Alexandre Gomes de Barros, funcionário da Caixa Econômica Federal e primo do deputado Nelito Gomes de Barros, também receberá uma intimação da PF para depor. Ele aparece no laudo finaceiro do deputado deputado, um dos indiciados pela Polícia Federal.
 
Cícero em Palmeira
 
Ontem o prefeito Cícero Almeida fez sua estréia na campanha de Palmeira dos Índios, onde Luciano Barbosa, de Arapiraca – e potencial adversário dele em 2010 – já esteve por duas vezes, pelo menos.
 
Almeida apóia Petrúcio Barbosa, ex-prefeito de Igacy e que disputa o terceiro mandato consecutivo de prefeito. O candidato é filiado ao PTB do senador Fernando Collor, que não foi ao comício alegando problemas de saúde. Garantiu presença em Palmeira, entretanto, na próxima quinta-feira.
 
Lembrando : Luciano Barbosa faz campanha para James Ribeiro, do PSDB, a quem prometeu “parceria” entre as administrações de Arapiraca e Palmeira – caso ambos saiam vitoriosos das urnas.
…………………………………………………..
Em tempo: é visível o crescimento de Hélio Moraes, que disputa pelo PSOL, partido de Heloisa Hlena, de quem é irmão.

As doze badaladas de Renan
 
Já está em solo alagoano o senador Renan Calheiros. O ex-menino de Murici deve ficar por aqui até o final da campanha eleitoral. Listou doze municípios que pretende visitar nas duas últimas semanas que antecedem a votação. A terra natal, domínio dos Calheiros desde o época dos Sumérios, tem prioridade absoluta.
 
Até porque lá se joga o futuro de toda a família, praticamente. Do filho do senador, Renanzinho, candidato à reeleição; do irmão Remi, candidato a vice, que susbtitui o sobrinho em 2010 (Renanzinho quer uma vaga na Câmara Federal; e, também de Olavo, que sonha em ser conselheiro do Tribunal de Contas da União.
 
Em lugar do alagoano Guilherme Palmeira, que se aposenta agora em dezembro. A vaga é de escolha do Senado Federal, onde Renan ainda pode muito. O presidente Lula já deu o recado aos aliados: quer alguém favorável ao governo federal e, de preferência, uma mulher.
 
Os candidatos – e são muitos- não precisam usar saia para ganhar o apoio de Lula. Ou precisam?
 
Chocado

Flávio Decat, presidente da Ceal, esteve aqui esta semana e disse que ficou impressionado com "o péssimo atendimento" aos consumidores dado pela empresa.
Vai mudar, inclusive, com a contratação de novos funcionários concursados no próximo ano.
 
Prioridade um da Eletrobras(dona da Ceal): recuperar R$ 263 milhões de  inadimplência. Isso corresponde a três faturamenteos mensais da Ceal.
……………………………………………….

O problema não é só da Ceal. O prejuízo acumulado nos últimos dez anos pelas "sete irmãs" (as distribuidoras da Eletrobrás) daria para construir três Itaipus. Palavra de Decat.
 
Lei Otávio Lessa

O Tribunal de Contas, de novo, foi ao bolso do secretário Marcos Firemsn, Infra-Estrutura. Palicou-lhe nova multa R$ 810,00 por conta de irregularidades em processo licitatório – a não apresentação de documentos exigidos pelo TC. É a oitava multa, em dez dias, que Fireman recebe e pelo mesmo motivo. O relator da matéria: Otávio Lessa.

O criador e a criatura roubada
PF quer desmembramento do inquérito da Taturana
  • Roberto Oliveira

    Alguém pode me explicar para onde o Delegado Barenko vai ser transferido, até onde eu sei ele é Delegado da Polícia Civil de Alagoas, servidor público estadual, alguém pode me explicar este nó?

  • gilvan

    e agora?quem poderá nos defender??fica barenco…!

  • Cacá

    O ordemanento jurídico brasileiro permite a transferencia de servidor de Estado Para outro Estado só Depende do Governadores dos Estado demonstra a necessidade.

  • xxx

    Ele foi transferido para o nosso Estado, podendo também ser transferido para o Estado dele.

  • Observador Atento

    Na minha humilde visão, vislumbro uma saída honrosa para o nobre delegado Barenco. A verdade é que desde que chegou a Alagoas, corajoso, peitou de frente grandes figuras da política local, não recebeu o apoio necessário da cúpula, desde a época do Davino…

  • Observador Atento

    …O que fizeram foi jogá-lo aos leões. Um garoto jovem, praticamente sem experiencia alguma de vida. Veio pra uma terra sem lei, repleta de capitanias hereditárias,barões, coronéis e ficou só, peitando o poder. Ele está com medo de morrer, e alguém em seu lugar não teria? Está fazendo …

  • Observador Atento

    …um grande trabalho a frente da pasta. Mas está com sua vida em risco. Tem todo um futuro brilhante pela frente e todos sabemos que está dando muro em ponta de faca. O Rubim vai embora, o Janderlier também, o Pinto de Luna idem mas o Barenco não, ele é da casa e essas pessoas guardam …

  • ABEL CARVALHO

    SE O DR BARENCO SAIR TÁ DECRETADO O ENTERRO DO GOVERNO TÉO VILELA

  • UNIÃO E FORÇA

    e agora?quem poderá nos defender??fica barenco…! Postado por gilvan em 19/09/2008 17:30 O C H A P O L I N DO AZULÃO, O MAIS QUERIDO DE ALAGOAS.

  • Alagoano Revoltado

    Fica Barenco! Quem deve ir embora de AL são os Taturanas!

  • Roberto Morais

    Palmeireenses não vamos errar mais uma vez, pois a solução é Hélio Moraes, vamos nos dar uma oportunidade. Palmeira dos Índios merece ser respeitada e bem administrada.

  • Feliz

    Felizmente temos Dr. Luna, Janderlyer e Rubim. O alagoano de bem precisa evitar que famílias como Calheiros, Albuquerque, Mello, Brandão e outras, criem monopólios políticos e tornem-se donas de Alagoas. Vamos mudar!

  • Marcos Parreco

    Nas carreatas em que participou o Luciano Barbosa em Palmeira,,mais parecia uma ovação às operações da Federal, tinha SANGUESSEGAS, GABIRUS, TATURANAS E NAVALHA NA CARNE. Na da última quinta que o Cicero Almeida participou, não havia nenhum bicho peçonhento na carreata.

  • Fátima

    Diante da sua credibilidade de jornalista responsável é bom tomar cuidado com os detalhes de suas informações. Alexandre Gomes de Barros há muito tempo foi demitido por justa causa da Caixa Econômica Federal.

  • Fátima

    Ajude-me a entender: transferência de funcionário público estadual para outro Estado? Como isto funciona? Qual o embasamento jurídico para este caso? Parece conto da carochinha. è muita fumaça para pouco fogo. Em Alagoas se acredita mesmo em duendes e contos das mil e uma noites.

  • Júlia

    Os outros Estados progridem, nós só conseguimos regridir. Obrigada Governador por não dar seu apoio declarado ao Dr Barenco e dessa forma fazer com que ele vá embora.

  • Julia

    (continuação) Eu não sei porque ainda esperava uma atitide diferente do governador, que ao invés de esconder-se, demonstrasse que também se preocupa com Alagoas. Tão diferente do pai… Lamentável!

  • santos

    Delegado de policia sair corrido de Alagoas imagine a repercusão disso lá fora,ele só vai sair porque não e alagoano se fosse já tava acostumado com as ameaças o crime organizado e iqual em qualquer lugar do pais.

  • Arthur

    Comenta aí que o Procurador-geral da República pediu a condenação do Collor pelos crimes cometidos em seu governo. Até agora nenhum site de Alagoas noticiou. Uma vergonha!

  • Roberto Morais

    Com certeza a sociedade palmeirense não irá cometer erros dessa vez, pois Palmeira dos Índios já sofreu demais, na aministração de Helenildo Ribeiro ficou 1 ano de salários atrasados, bem como de Maria José Nascimento. Então Palmeira merece ser respeitada e bem administrada.

  • Márcio Alencar

    Sou funcionário público e também gostaria de ser transferido,para um outro Estado,onde não se tenha tanto e nem tão pouco serviços que envolvam poderosos corruptos!Esta é a realidade,a Justiça no Brasil só funciona para: PRENDER E CONDENAR POBRE, PRETO E PUTA.

  • sérgio

    Se o Dr. Barenco tiver que sair a pedido da família, vai ser pior para os bandidos. O Dr. Rubim vai trazer dois delegados federais e aumentar a visibilidade do delegado Rubiale. É mole ou quer mais. No mais é só contratar delegados novos. Basta 20. Apelo ao Barenco. Fique!

  • Márcio Alencar

    Estes comentários querendo transformar a transferência de uma pessoa que fez concurso para combater o crime em “honra” é uma piada!Fazer concurso para delegado,ter um excelente salário e só prender ladrões de galinha é fácil.Isso pra mim é simples covardia! (continua)

  • Luis

    O que faz o Ciço no palanque no interior: anúcio de locadora de mulher?

  • Márcio Alencar

    …ou será que quando se fez concurso para o cargo de delegado era somente para combater de “boca” o crime,será que não se sabia dos riscos de ser POLICIAL.O Brasil tem herois que morreram,sem precisar ganhar salário do governo e NUNCA PEDIRAM PARA SEREM TRANSFERIDOS!

  • AAraujosilva

    Barenco & Rubim são homens certos no lugar errado, nossa amaldiçoada terrinha. Aqui só prosperam os fracos: corruptos e/ou apaniguados dos poderes. A família do Del. Barenco está certíssima, ele foi jogado às feras; parece até um espetáculo no Coliseu Romano … Vai pra casa Barenco !!!

  • INDIGNADO

    Alguem ai ja escreveu pro Jo Soares pedindo pro Sr.Governador explicar ao Pais a inversao de valores em Alagoas: onde um homem da lei e exortado pra deixar o banditismo agir em paz?

  • ALAGOANO ENVERGONHADO

    Dizia Stanislaw Ponte Preta: “Ou restaure-se a moralidade ou nos locupletemos todos” Alguem ai sabe a opcao do Governador Villela?

  • ESTUDANTE DE DIREITO

    O Cícero Taturana não ta nem ai para a maioria dos vereadores de Maceió, que podem a qualquer momento, na calada da noite, se reunir com o Téo e a candidata a prefeita, buscando um segundo turno. Se ocorrer dara dor de cabeça ao Cícero taturana.

  • Sylvio de Bonis Alameida Simões

    Tudo como antes: a Segurança Pública continua a mesma e o Governo do Estado de mal a pior. Talvez o Grupo permaneça menos tempo que o Secretário anterior, e com os serviços prestados, por falta de recursos, sem novidades.

  • Alice Azevedo

    Isto é um absurdo! Um Delegado sair de Alagoas porque está fazendo valer a Lei.Cadê,os movimentos sociais, para dar apoio o Dr Barenco?

  • CHRISTIANO ALVES

    Ricardo o comentário do presidente da CEAL, foi para chamar os candidatos que estão aguardando a nomeação do ultimo concurso, ou a CEAL vai fazer um novo concurso.

  • J Asmar

    Enquanto não se conseguir junto à Santa Sé, Vaticano, a anulação da “imprecação” rogada sobre o lugar onde ocorreu a degustação do Bispo Pero Fernandes Sardinha, pelos Nativos(imediações de Coruripe), vai ser difícil Alagoas combinar Belezas Naturais com Paz. (Salvo melhor juízo).

  • lima

    basta que haja autorização, via decreto, dos governadores envolvidos. Exatamente isso que poderia acontecer no caso BArenco,

  • UNIÃO E FORÇA

    PESSOAL, PESQUISANDO NA NET VEJAM QUE ENCONTREI NO SIT ABAIXO: http://agronet.agricultura.gov.br CLICK EM BOLETIM DE PESSOAL; DEPOIS EM 10 DE SETEMBRO DE 2008, Nº 25 – BOLETIM DE PESSOAL, QUE VOCÊS VERÃO UM PESSOA CONHECIDA QUE RESPONDEU A UM INQUERITO ADMINISTRATIVO E FOI CONDENADO!

  • Marcelo

    A saída do Dr Barenco, se for confirmada, o que eu acho difícil, representa uma derrota para segurança pública alagoana frente ao crime “organizado”.

  • Luiza

    O governador não tem nada a ver com as ameaças ao Barenco. O governador já se colocou do lado do barenco e se ele resolver sair do Estado o governador não poderá fazer nada contra. O mal vai ter prevalecido, mas o mal não está ligado ao governador, que foi quem o nomeou e o mantém lá.