O que o tucano Fernando Henrique Cardoso e o petista Wladimir Palmeira têm em comum? Pelo menos uma coisa: a convicção de que a juventude não tem interesse em política e por motivos nobres. Palmeira, uma das maiores lideranças estudantis do Brasil da segunda metade do século XX, justifica a sua certeza com uma pergunta: "Como se sentir atraido por isso que está aí?" Foi a indagação que ele me fez numa longa entrevista em que falou sobre a sua atuação no combate à ditadura militar.

Em lúcida declaração recente o ex-presidente FHC disse a mesma coisa – só que com outras palavras. "Hoje as melhores cabeças vão para o mercado (profissional), não demonstram a mínima intenção de se engajar na política". Resultado: fica o espaço livre para os espertos, os que procuram atalhos para enriquecer às custas do erário – ou da troca de favores.

Nada mais revelador dessa triste realidade do que os programas partidários no rádio e na TV. Onde anda a juventude, vanguarda das mudanças em todo o mundo? O desfile dos candidatos mostra que o ceticismo paulatinamente avança para o cinismo entre aqueles que bem poderiam carregar a bandeira da tranformação. Resultado da herança que lhe deixamos: o poder público, em todas as intâncias, cheira mal porque apodrecido está.

Candidatos jovens há. Mas sem o discurso aguerrido, necessário para quem transita nesta fase da vida – insatisfeito com o que está estabelecido e disposto a encarar a árdua missão de modificar a sociedade. As aparições, nos veículos de comunicação, são desprovidas de conteúdo político – porque as campanhas estão, e cada vez mais, despolitizadas. Ou vemos os herdeiros das dinastias que querem seguir a "carreira" dos pais,  ou assistimos figuras "carimbadas",  já identificadas como sabidas. Fazem até propagandas milionárias – sinal de que pretendem tirar muito mais do que vão gastar(será que o dinheiro é deles?)

Que pena! Não porque a juventude carregue em si a semente da virtude, mas ninguém mais do que ela traz o vigor mudancista de que tanto necessitamos hoje. Será o caso de, também aqui, levantar o dilema da propaganda de um conhecido biscoito – Quanto mais os bons se afastam da política, mais os viciados dela tomam conta; ou quanto mais os viciados tomam conta da política, mais os bons dela se afastam?

 

 

 

 

OAB investiga denúncia de troca de água por voto
Juiz do Pilar proibe "propaganda ofensiva" dos candidatos
  • Galvao

    Caríssim Ricardo, é lamentável a política alagoana. A gente sabe que 99% entra pra se locupletar. Quais são os jovens que estão aí pra sacudir a poeira? Paulo Corintho??? Diogo Gaia??? Marcelo Palmeira??? Sinceramente é lamentável.

  • FRANCISCO

    Política hoje em dia é ereditária como nos cartórios, os filhos das raposas são treinados deste pequenos para assumir o lugar dos pais, continuando seu legado de corrupção e sinismo. E isso está bem longe de mudar. A juventude estudantil só estar pensa em passar em um bom concurso.

  • justo

    Diante dos candidatos que ai estão, prefiro não votar; e pagar a multa de R$ 3,50, perco menos para os futuros aproveitadores do erario público.

  • AAraujosilva

    Ricardo, meu caro jovem, você sintetizou muito bem o quadro melancólico da quadra em que vivemos, hoje. Aos jovens só interessa a mais valia ou a “drogaria”; não querem mais mudar o mundo … É! vocês(RM, FHC, Vladimir) acertaram em cheio:”Como se sentir atraido por isso …”

  • Bernardo

    O problema não é achar um jovem cheio de idéias e vontade de trabalhar. O problema é saber se no decorrer de sua carreira política ele não vai virar mais um corrompido pelas verbas e esquemas típicos dos políticos. Me mostre um político honesto e sigo ele até o inferno.

  • JAB

    Demora tanto assim p inserir um simples comentário? ou estou entrando em desacordo c a linha do blogueiro?

  • Fábio Palmeira

    Excelente e extremamente relevante tocar em um assunto tão crítico e que precisa fazer a juventude repensar não apenas em seus planos futuros, mas como também, que ações enérgicas (Políticas) podem e devem fazer para ajudar o seu país a crescer para todos. Que caiam as máscaras.

  • Hagá

    Bom artigo! Mas ao mesmo tempo me pergunto se essa hojeriza, natural, não é em relação à própria sociedade. Em Alagoas, tem-se a impressão de que cumprir as normas legais, de condomínio e até de boa educação é algo mal visto, desagradável. Pessoas corretas ficam isoladas. É triste.

  • jobson

    Tudo isso acontece, é porque a nossa câmara federal é composta por + – 90% de pessoas sem escrupulo, criam leis para tirar benefícios propios, e excluir pessoas bem intencionadas.Porque analfabeto votar? é para não gastar em educação? Mudança depende do povo,

  • Carlos

    O que acontece em Alagoas é reflexo do País, mas aqui há uma exacerbação acima do limite. Tirando-nos os “mártires” – Sapucaia, Luna etc, resta-nos nada mais. A cultura da corrupção em nosso Estado é enraizada desde a colonização. Que pena.

  • Carolina

    Edlucio me parece bem engajado.

  • Silva

    EI! Quando jovens, os bons políticos tiveram acesso a leituras de qualidade que os levaram a cuidar da POLIS, da RES PUBLICA. A que tipo de leitura os jovens de hoje têm acesso? Eles lêem? Eles sabem aportar nas ILHAS DE EXCELÊNCIA enquanto navegam no OCEANO DE FUTILIDADES da INTERNET?

  • Ana MAria Moreira

    Sou já viu uma campanha com tantos adesivos: Juior, Neto ,Filho, Primo , Sobrinho etc… está explicado sua indignação. Tambem é nossa ! do POVO!

  • M Almeida

    Como sempre eficiente, você tocou num ponto importantíssimo: as pessoas de bem não estão se envolvendo em política. E mais, os jovens candidatos que aí estão, querem apenas vantagens advindas do cargo público. São todos canalhas!

  • Elizabete Patriota

    A propósito disso, lembrei de uma música bem melancólica da minha primeira juventude, que dizia assim: é de chorar as estrelas caíram fora cansadas de brilhar, é de chorar…Realmente, é de chorar!

  • César Oliveira

    Meu caro Ricardo Mota, a juventude atual não possui um paradigma de moral política nem um projeto pessoal futurista. É a geração deixa estar,deixa acontecer.Parafraziando o poeta Cazuza “meus hérois morreram de overdose,meus inimigos estão no poder.Ideologia eu quero uma pra viver.”

  • Nivalto Tenório

    Caro Ricardo, não estamos sentindo a falta só de jovens; cadê os homens de bem, os senhores respeitáveis, as senhoras comprometidas com as causas sociais, cadê os abnegados advogados, médicos, jornalistas, economistas, professores, militares…. sumiram? Ou mudaram de lado.

  • leni

    quem elege ospuluticos não são os anafabetos não quem alege são os interligentes para ficar na mamada descupe meus erros porque eu não sei ler e descupe pelas interpretasão

  • José

    O desinteresse de uma juventude penalizada pela fome e pela falta de educação não me surpreende,Ricardo,surpreendente mesmo é ler uma crônica sua reforçando o engôdo da democracia plena do nosso País e da condição de “imaculados” de certas figuras da política nacional.

  • José

    Q jovem se estimula a revolucionar quando percebe q todos esses “heróis” compõem ao lado dos seus – num passado qlqr – algozes uma grande farsa?

  • José

    Ambos tiveram nas mãos a oportunidade de revolucionar a História do País – um como presidente e o outro como membro do PT -,mas jogaram esta oportunidade no lixo em nome de uma mesquinha acomodação estratégica no centro do poder.

  • José

    Não sejamos hipócritas!Q crédito têm FHC e Wladimir Palmeira para criticar a alienação da juventude?

  • Diogo Gaia

    Como jovem não tenho medo das transformações ou de mudanças… sei que sou político mas que estou vereador e como tal devo agir e me portar de acordo com minha consciência ,sem medo algum de criticas . .sendo assim tenho o prazer de dizer a você que nesses 4 anos:

  • Diogo Gaia

    *Combati a HOMOFOBIA (sendo parceiro do movimento GAY sempre que pude) ; * DENUNCIEI na Câmara a merenda super faturada servida aos nossos meninos e como conseqüência disso o MP tomou as medidas cabíveis ;

  • Diogo Gaia

    * Combati a violência aos jovens ( realizando sessões publicas na CMM) ; *Atuei CONTRA a EROTIZACAO INFANTIL ( em parceria com o MP ) ;

  • Diogo Gaia

    *Apresentei na CMM 07 Projetos de Lei que ampliam as ferramentas para se fazer aplicado Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ; *Por essas e outras ações eh que recebi uma Carta da UNESCO enviada por seu representante no Brasil me dando os parabéns pos minhas ações em defesa dos jovens

  • Diogo Gaia

    Quem quiser saber mais basta ir no http://WWW.google.com.br , digitar “diogo gaia ” e ver de acordo com a imprensa alguns de nossos posicionamentos ou ir no site http://www.diogogaia.com.br

  • Carlos Eugenio Rocha (Neno)

    um ideal de vida?Estão ocupados com a humanidade ou cuidando do seu crescimento e amadurecimento biológico,social,emocional e espiritual?Me parece que estamos vivendo uma grande transição,momento em que muita coisa já morreu e o novo ainda não apareceu…