Daqui a pouco, o secretário Paulo Rubim se reúne com o promotor Alfredo Mendonça para colocar a Polícia Civil no caso de tentativa de seqüestro do filho do integrante do MP, ocorrida na última sexta-feira. Participam do encontro, na sede AMPAL, o delegado-geral da Polícia Civil, Marcílio Barenco, e o secretário do Gabinete Cvil, Álvaro Machado – que articulou a reunião. Rubim considerou "absurda" a ameaça à família do promotor e vai integrar a Defesa Social nas investigações já inciadas pela Polícia Federal. Há algumas pistas sobre possíveis envolvidos na trama, mas, no momento, o serviço de inteligência da PF considera prematura qualquer especulação.

Delegado Osvanilton tenta a liberdade no TJ

O advogado José Costa deu entrada, hoje, na 3ª Vara Criminal da Capital em um recurso  que pede a liberdade para o delegado Osvanilton Adelino, preso desde a última sexta-feira. A Apelação será apreciada pelo Tribunal de Justiça, através de uma das suas Câmaras Criminais. Costa defende que seu cliente possa esperar o julgamento do recurso – contra a pena de 32 anos por crime de tortura – em liberdade. Um dos argumentos apresentados pelo advogado é de que o delegado se apresentou espontaneamente, na sexta feira, à delegacia de Repressão ao Narcotráfico, onde continua recolhido. 

 

Pesquisa aponta: Almeida X Almeida
Novos prefeitos são candidatos à reeleição em União e Anadia
  • Thiago

    Esta havendo muito sensacionalismo neste caso, o Dr Coaracy foi ameaçado e não houve este teatro todo. Espero que não estejam querendo tirar proveito disso, é ano de eleiçào no MP. O teatro esta sendo muito grande.

  • mariosergiodasilvarafael

    Como vc fazia com governo anterior, aproveite, agora, e fale da “truculência” do policais do Bope, hoje no Detran, inclusive atingindo seus colegas jornalistas.