O secretário estadual de Gestão Pública, Adriano Soares, deixa a equipe de Téo Vilela na próxima quinta-feira. A data foi acertada em encontro realizado ontem à noite, no Palácio República dos Palmares. A decisão do secretário já havia sido tomada há vários meses. Aliás, desde quando assumiu o posto, em março do ano passado, ele afirmou ao blog que sua passagem pelo governo teria prazo de validade curto – um  ano, no máximo. Foi um pouco além, mas o tempo suficiente para realizar algumas mudanças que ele considerava importantes.Havia, também, a frusutração pela primeira passagem na então Secretaria de Administração, no governo Ronaldo Lessa.

Não sai como uma unaimidade (alguns o consideram excessivamente vaidoso), mas é inegável que Soares deu "uma cara" ao governo Téo Vilela quando a regra era a omissaõ e o silêncio. Em momento de crises profundas foi para o confronto – com sindicalistas, empresas e até internamente – enquanto outros integrantes do chamado grupo palaciano se "escondiam" debaixo da mesa do Salão de Despachos. Assim, conseguiu construir pontes mas também amealhou desafetos dentro da equipe de Vilela, até porque o governador costumava consultá-lo sobre temas importantes. E quem sabe como funciona a máquina sem alma do poder, entende as conseqüências de relações que fogem do trato subalterno e adulador.

O último grande embate do secretário que sai, foi com a empresa Elógica, que fazia a folha de pessoal do Estado há doze anos. As denúncias de desvios e outras irregularidades estão sendo investigadas agora pela Polícia Federal. Como todo bom advogado – respeitosamente – soube usar seus ardis. No fundamental:errou e acertou, bateu e apanhou, mas não sai como um covarde que foge do campo de batalha.

 

Sextafeira negocia com servidores da Assembléia no Sindicato da PF
Assembléia pode votar amanhã pedido do STJ para processar Vilela
  • Roberto Nascimento

    SIM, sai de uma luta q mexeu com alguns, deu a CARA do Governo no campo de Modernização da FOLHA ( bem VICIADA) Sucesso Adriano, volte a advogar e agora com Informações Privilegiada do Governo…

  • Carlos Wanderley

    Dr. Adriano esqueceu apenas, de que no caráter humano deve haver gratidão e lealdade, quando passou de afilhado do ex-governador Ronaldo Lessa para crítico ferrenho e inimigo de primeira linha. Para quem não sabe, foi o ex-governandor quem retirou ele da Magistratura e o projetou como advogado!

  • Antônio Eduardo

    Realmente, perde alagoas com sua saida. Mas, ficou a curiosidade porque sai?

  • João

    O governo perderá em arrogância, narcisismo intelectual, egocentrismo, vaidade, ambição e atitudes camaleônicas no setor público (ontem o querido padrinho era o Ronaldo Lessa). A sociedade nada perde, pois existem técnicos competentes, corajosos e menos deslumbrados para o cargo.

  • M R L P

    é uma pena quando se quer por ordem não s consegue se frusta e bare e retirada do governo do téo foi e será o unico que vai fazer falta – espero que o que foi desvendado por ele se corrija e tome um rumno decente na gestão do dinheiro público.

  • TANNIA

    Pena q Dr. Adriano saia do governo! Ele deu uma transparencia nunca vista no Estado qto a folha de pagamento, cabe ao governador seguir os passos e nomear outro do quilate de dr. Adriano, que se é vaidoso ou não, não nos interessa e sim sua capacidade! Coisa q falta em muitos secretarios!

  • Juarez Targino

    É UMA PENA, POIS CONHEÇO DR.ADRIANO E SUA ESTRTURA FAMILIAR SÓLIDA E DE CARATER INDELÉVEL; MARCA ESSA HERDADO DE SEU GENITOR PROF. LOURIVAL, EX GRANDE PROVEDOR DA SANTA CASA DE MACEIO. O GOVERNO PERDEU UM GRANDE HOMEM. UM ABRAÇÃO ADRIANO QUE DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO.

  • Sylvio De Bonis Almeida Simões

    Não me deixa saudade. E arrogância é adjetivo bem pequeno para este senhor. Vá com Deus!

  • Ricardo

    Dr. Adriano fará muita falta. É difícil encontrar pessoas honestas e comprometidas com a eficiência, legalidade, moralidade, probidade etc., nos cargos de alto escalão no serviço público. Agora, é esperar que ele retorne depois das eleições.

  • Silva

    Adriano Soares tentou moralizar o serviço público e foi mal entendido pelos que estavam acostumados a mamar nas tetas gordas do governo. Pior faz a Prefeitura de Maceió que obriga seus servidores a receber no Banco do Brasil e pagar taxas altissimas apenas para receber salário.

  • Mario

    Ricardo, você está moderando demais os comentários. Tenho certeza que há muito mais satisfação do que tristeza com a saída do “deus sol”, Adriano Soares. Vamos ver a quem ele vai servir agora?

  • DIDA

    VAIDADE, ARROGÂNCIA E NARCISISMO? SÃO ESSES OS “DEFEITOS” DO DR. ADRIANO? PARABÉNS!!! PORQUE NESTA CONTA NÃO ENTRA DESONESTIDADE, IMPROBIDADE, CORRUPÇÃO E TANTAS OUTRAS MAZELAS QUE AFUNDAM ALAGOAS. SABIAMENTE, DR.ADRIANO RETIRA-SE NO MOMENTO CERTO. ALAGOAS AGRADECE!

  • luís sandes oliveira

    Já vai tarde esse poço de pose, vaidade e prepotência. Até que um novo poderoso de plantão o convoque…

  • luiz carlos valoes cordeiro

    ja vai tarde e atrsado e que o LUSIFER te dê guarida e toda a turma do LESSA que ajudou a afundar nossa provincia e cuidado pra não querer tomar o lugar do SATANÁS que ele já esta lá a + milanos e não quer concorrente ja vai tarde e não esquece da turminha.

  • renata

    Sem dúvida alguma é mais uma grande perda na “engrenagem” da máquina pública. Sentiremos falta de Dr. Adriano Soares, assim como já sentimos falta de Dr. Sapucaia…