A Assembléia Legislativa pode apreciar antes do recesso parlamentar – que começa no final desta semana- o pedido do STJ para processar o governador Teotônio Vilela Filho na Operação Navalha. O relator do pedido, deputado Ricardo Nezinho (presidente da Comissão de Constituição e Justiça), segundo fontes da própria Assembléia, já teria concluído o seu parecer: contra a autorização para que Vilela seja processado. Na verdade, a denúncia foi feita pelo Ministério Público Federal mas ainda não foi aceita pelo pleno do Superior Tribunal de Justiça – a quem caberá esta decisão. Pela tramitação da denúncia, inicialmente, o Legislativo Esdadual tem de se posicionar. Em caso positivo, autoriza a apresentação desta denúncia ao STJ – que pode então se pronunciar sobre a matéria. Ato contínuo, se o STJ acatar a denúncia, o governador fica obrigado a se licenciar do cargo por seis meses, retornando ao após este período, caso o processo não seja julgado dentro do prazo (e nunca é). O mais provável hoje, contam os bastidores da Casa de Tavares Bastos, é que os parlamentarem entrem de férias já com a questão resolvida – enquanto durar o mandanto de governador, Vilela não poderá ser processado.

Entre beijos e "tapas"

Em eleição acontece de tudo, inclusive um ex-casal bater de frente- nas urnas. Será assim em Poço das Trincheiras. A atual prefeita, Maria Aparecida, é candidata à reeleição e vai enfrentar ninguém do que seu ex-marido, Gildo Rodrigues. Espera-se que o debate entre os dois fique, apenas, no terreno político.

Adriano Soares deixa o governo na quinta-feira
Preso no Baldomero, Marcos Santos é lançado candidato a prefeito de Traipu
  • Paula

    Ricardo Mota. Não me decepcione. O Governador merece o mesmo destino dos Taturanas. Não se intimide com seus patrões. Critique com veemencia mais essa maracutaia da Assenbléia e do navalheiro. Vc é maior que esse emprego. Nao se intimide. A sociedae alagoana confia em voce.

  • marcos

    As coisas acontecem como se o povo não tivesse memória. Na convenção do PSDB em Palmeira, para a indicação do candidato e Prefeito, estavam todos representados: OS DA NAVALHA; OS DA CARRANCA; OS DA TATURANA; E O CANDIDATO A PREFEITO, QUE É DA SANGUESSUGA. Que beleza!!!!!!!!!!!

  • B ernardino Souto Maior Neto

    Mota: Já estou sabendo do resultado. Arquivamento do processo. É o troco dos deputados, inclusives chamados suplentes que votaram contra Théo na eleição que venceu a Claudia Brandão. E perdeu “o rei do gado” Gilvazinho Barros_Gebezinho. Viva a República das Maracutaias de Alagoas.

  • Sylvio De Bonis Almeida Simões

    Este Sr, ao que me consta, afirmou com todas as letras que preferia ser processado o mais rápido possível, a fim de colocar um ponto final na questão. Disse que quem não deve não teme. Então, qual a razão para que isto não aconteça? Duas caras? É mesmo o fim da picada.

  • Luciana Sarmento

    Minha cara Paula,o jornalista Ricardo Mota,trabalha com total independência,pelo menos desde que acompanho seus artigos, ás vezes pegando até pesado com o governador,no caso não pode ir além do que foi,porque o governador é um homem íntegro,honesto e capaz, ah: e inocente.

  • Richard Manso

    Mota! VOCÊ ACHA QUE A ALE DESTE ESTADO PODE E TEM CONDIÇÕES DE VOTAR A MATÉRIA? É ABSURDA A IDÉIA. O GOVERNADOR É UM SANTO PERTO DE MUITOS ALÍ, INCLUSIVE JUNTO A NOVATOS. NOVATOS????????????

  • joão

    a mala preta vai rolar solta….no minimo esses deputados vâo botar um milhão no bolso…para livrar o mandato do governador..pobre Alagoas..!!

  • artur

    O GOVERNADOR NÃO É DIFERENTE DOS TATURANAS E DO RENAN. ONTEM EM REUNIÃO PARA MELHORAR A FAVELA DA LAGOA QUE DEVE SER UMA MINA, NUNCA TERMINAM ESTAVAM JUNTOS RENAN, TÉO, UNIDOS, MANGANDO DO POVO. TODOS DEVERIAM SEREM AFASTADOS, MAS, TEM AMPARO DE SETORES DA JUSTIÇA E DOS COLÉGAS DA ALE.

  • luis paulo sodré

    A democracia é mesmo linda,o governador está assinando obras que ninguém quis fazer, e aí surgem os comentários que o homem está inventando obras para roubar,se não faz é um incapaz,devagar, mas nem aí ,esse governo vai escrevendo a sua história,vamos ver sua avaliação em meados de 2010.

  • João

    De um governador que acompanha, se diz amigo-irmão e faz elogios a um senador desmoralizado como Renan Calheiros, não se pode esperar atitudes de grandeza moral. Téo se mostra medroso perante a Justiça e pequeno em virtudes.Votei nele por falta de opção e me arrependo.

  • democrata

    Luis Paulo Sodré, já que democracia é tão linda que podemos chamá-lo de puxa-saquinho?