O Gabinete Civil do Palácio República dos Palmares pediu que a Controladoria Geral do Estado realize uma auditoria na concessão de diárias na Secretaria Estadual de Educação. A decisão foi tomada a partir da publicação neste blog de que o motorista que atende a secretária Márcia Valéria Lira Santana recebeu este mês dez diárias para cumprir o percurso Maceió-Aracaju-Maceió, no total de R$ 1.600,00. O número é considerado anormal para este tipo de serviço (acompanhamento da titular da pasta), mas segundo informações que chegaram ao blog, há outras "anomalias" semelhantes. A secretária Márcia Valéria, sabe-se, mantém residência no vizinho Estado de Sergipe, onde ocupou importantes carghos públicos na área de Edcuação.

Régis deve ser vice de Jurema

O ex-secretário do Trabalho, Régis Cavalcante, é o nome mais cotado para assumir o posto de vice na chapa de Solange Jurema, virtual candidata a prefeita de Maceió pela coligação PSDB-PPS-PSB-PSC ( e o PMDB, hem?) Cavalcante, que é do PPS ainda mantém a pretensão de ser ele o candidato governista na disputa com Almeida, mas espera-se o retorno do governador Teotônio Vilela, hoje, para que a pendência seja definida.

Ainda há, entre "freqüentadores" do Palácio República dos Palmares, quem prefira o nome do advogado Omar Coelho de Meelo para vice de Jurema, numa composição que contemplasse, também, o DEM, de José Tomaz Nonô. Mas são remotas as possibilidade dessa dobradinha sair.

Rio Largo, a terra da volta?

Há uma forte expectativa quanto ao futuro da administração municipal de Rio Largo – o futuro brevíssimo. Como há recurso pedindo o retorno da prefeita afastada, Vânia Paiva, nada anda na prefeitura local. O que vem à memória é a alternância Vânia-Eliza -Vânia, que aconteceu em 2004. Toda semana a Justiça (sabe-se lá porque) tomava uma decisão sobre quem deveria chefiar o executivo de Rio Largol O vice no exercício, advogado Marcos Vieira, aguarda, também, o pronunciamento do Tribunal de Justiça.

Anizão e a família Calheiros

Poucas pessoas são tão próximas da família Calheiros, em Murici, do que o vereador Anízio Amorim, o Anizão, que sofreu um atentado – ou tentativa de assalto, hoje. A ligação é da vida toda, desde criança, e envolve todos os irmãos Calheiros. O blog deseja rápida recuperação ao vereador. 

Futuro conselheiro do TC pode ter sido beneficiado pela famigerada Folha 108
Coronel Padilha se licencia do comando da PM
  • jose pedrada

    ola ilustre jornalista!Quero mencionar a matéria sobre as diárias do servidor da secretaria de educação estadual.Pois bem, se há vicios ou ato ilegal tem de ser apurado e punido com rigor constitucional e administrativo. Porém, tem algo maior a ser visto- vencimento do motorista e agentes

  • jose pedrada

    ricardo, o sinteal so defende professor!isso é notorio e clarissimo!é um absurdo o descaso com as instituições e com o pessoal do administrativo da educaçao!meu parente ta aposentado e ganha o minimo, repito salario minino!mais de 35 anos de serviço no estado ininterruptos!

  • TANIA

    Ricardo, começou a sabatina para o cargo no TC!Sera q as perguntas foram entregues com antecedencia?Pque como a dep.Claudia vai responder? E o Gilvan, Coitado!!!Eles sabem outras coisas menos o que um conslheiro no TC tem q saber!Alagoas está carente! Vc é que poderia ser o conselheiro do TC!

  • Mario Jorge

    Ricardo, não acredito que o Tribunal de Justiça, neste momento que vive Alagoas, permita que os responsáveis pelos desmandos de Rio Largo voltem à Prefeitura. Seria macular a bela atuação que vem tendo, com relação aos taturanas.

  • Lucio Alcântara

    Mota. E os espertinho de Rio Largo ainda querem continua espoliando aquele pobre município? Dr. Sapucaia neles!!! Ou melhor, Desembargador Hollanda neles!!!

  • mateus

    Ricardo denuncia então as pessoas que estão irregulares em cargos que existem reserva técnica na ADEAL pois mesmo com as contratações e poucas de concursados há lá diversos celetistas que o ESTADO não deposita o FGTS e ainda ocupam vagas de concursados…Uma vergonha estadual!

  • Azevedo Duarte

    Nobre Ricardo, o povo de Rio Largo não suporta mais ver sua cidade saqueada. O vice Marcos Vieira é um homem simples e honrado, não acredito que o novo judiciario, depois de Sapucaia, faça voltar os que levaram mais de 7 milhões, segundo o GECOC.

  • REGISMENEZES

    Sou mais o REGIS-

  • DEVIS KLINGER

    O Manso daria um bom conselheiro!!!Não acha Mota?

  • Luis Miguel

    R. Mota, os scavurzi e paiva de Rio Largo nada fizeram a não ser acabar com a cidade. Agora temos uma chance de crescer com um filho humilde da terra. Não é possivel que o Desembargador José Holanda que tem decidido pela moralidade vá deixar eles voltarem para raspar o resto do tacho.

  • amelia pereira rosendo

    ESPERO QUE DEUS ILUMINE O JULGADOR DO PROCESSO DE RIO LARGO E MANTENHA ESSES CORRUPTOS E CORRUPTA BEM LONGE DO DINHEIRO PÚBLICO DA MINHA QUERIDA CIDADE DE RIO LARGO.

  • Julio Cesar

    Entre Regis, Solange e Omar, sou mais Omar e Solange. Casal puro-sangue na politica.

  • maria josé

    que absurdo! será que em Alagoas não exite niguem qualificado para assumir a Secretaria de Educação??? honestamente nunca se “importou” tanto em Alagoas!!! enquanto isso falta professores! falta merenda1 falta escolal!…..segurança……saúde…etc. etc….etc…..

  • Ana

    Nobre Ricardo, meu comentário nada tem haver com a matéria. Mas gostaria de deixar registrado uma opinião pessoal que acho deve ser de vários. Falta no seu excelente blog, apenas um endereço eletrônico para que nós leitores possamos interagir, informar, dar idéias etc.

  • Adeilton

    O MP, através dos seus Auditores e da Promotora, fez um trabalho bem feito. O relatório do MP mostra o que muita gente aqui já sabe, mas tem medo de falar. Espero que o TJ nào decepcione agente. Já não aguentamos mais! Tem vários Advogados que comiam dinheiro na PMRL.

  • Albiran

    Mota, a CGE de Alagoas só tem comissionados, alguns competentes, nunca fez um concurso, lá a turma não tem independencia. Essa coisa de fiscalizar diária na Educação é balela política. Não existe um Controle Interno de vergonha em Alagoas