O Ministério Público Federal está pedindo a quem tiver mais informações sobre a quadrilha presa, hoje, na Operação Agreste que entre em contato com as autoridades policiais e com a Procuradoria da República em Alagoas. O objetivo é robustecer a denúncia contra os presos, para que eles não consigam ser liberados em pouco tempo – o que pode acontecer (a prisão é provisória).

  Acredita-se que eles estejam envolvidos com outros crimes, inclusive de grande repercussão em Alagoas, integrando uma rede de pistolagem com atuação em várias regiões do Estado.
   O contato pode ser feito pelo telefone 3201 – 2000; ou pelo site www.pral.mpf.gov.br  .A  denúncia pode ser anônima e o sigilo está assegurado a quem fizer a comunicação.

Mesa improvisada libera verba de R$ 50 mil para cada deputado afastado
GECOC já investiga Elógica e Secretaria de Gestão descobre nova fraude
  • O povo

    O Povo precisa acredita que ainda tem justiça em Alagoas, precisa acredita que ainda não foi corrupda.