O Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas, o GECOP, abriu um Inquérito Civil Público para apurar as denúncias de fraude na folha de pessoal do Estado, denunciada pela Secretaria de Gestão Pública, e que que resultaram no cancelamento do contrato com a Elógica (que prestava serviços ao Estado há doze anos). Segundo o MP, as possíveis fraudes podem "implicar considerável prejuízo ao erário".

  O anúncio da ação coiincide com a descoberta de outra possível fraude, que teria seria sido praticada pela mesma empresa, atingindo agora o sistema de consignação, de responsabilidade da Secretaria de Gestão Pública. Os indícios, que geraram um novo procedimento administrativo, apontam para um rombo de volume ainda maior do que o que vem sendo apurado. A denúncia já passa, automaticamente, a ser investigado pelo CEGOC.

  Detalhe: a Elógica é a mesma empresa que responsável pela folha de pessoal do Ministério Público Estadual.

MP Federal quer informações sobre quadrilha presa hoje
Rombo na Secretaria de Finanças: CEI não sabe de nada; MP já sabe quase tudo.
  • Junior p

    Caro Ricardo,vai aqui um conselho ao nosso governador,coloque a PF para investigar esse caso que teremos muitas surpresa de gestão anteriores.

  • Oliveira

    Oh Ricardo! Esse estado de coisas vai precisar de muito aperto, para mudar. Na sessão da ALE, hoje, agora, os deputados Gilvan, Sérgio e Marcelo Vitor, fazem veemente e violento discurso contra a redução do duodecimo. O dep. Marcelo gritou que politica não é “ramo” de homem. Visse.

  • PF na Elógica! O povo agradece

    A PF entrando na investigação com toda certeza a elógica ia debulhar muita sujeira.

  • Galo

    Peninha, o duodécimo do TC( “a Mais desmoralizada instituiçao do país), recebe hoje R$4,5 milhões, as despesas (todas), gira entorno de R$ 2,6 milhões,(segundo o pessoal da tesouraria ou da bodega), o efeito bumerangue divide ou leva o resto.? Com a palavra… Ricardo Mota. Abraços do Galo.

  • Tô liso

    Espero que resolvam logo esta situação, pois estou precisando de um empréstimo e não consigo tirá-lo porque o sistema está bloqueado. No final quem se ferra mesmo é o servidor público deste Estado. Ai meu Deus !!!!!!!!!