Os servidores da Assembléia também são vítimas diretas do desvio de R$ 300 mi dos cofres estaduais, conforme denúncia da Polícia Federal. Ao longo dos últimos catorze anos sem receber qualquer reajuste, eles reivindicam várias folhas salariais não pagas pela Mesa Diretora da Casa de Tavares Bastos.(Na verdade, servidores "selecionados", constatou a PF, eram agraciados com aumentos sem qualquer justificativa legal que não a ordem do "chefe" de plantão). Agora, além do Plano de Cargos e Salários, eles cobram:
        -3,5 folhas salariais de 1996
        -décimo terceiro integral de 1999
        -30% do salário de outubro de 2000
        -folha salarial de dezembro de 2002
        -70% do décimo terceiro de 2003
    

    Total: R$ 30 milhões.

             Otávio Lessa assume presidência do TC

 Pelo menos durante esta semana, o conselheiro Otávio Lessa assume a presidência do Tribunal de Contas do Estado. O titular, Isnaldo Bulhões, está em viagem, participando de um congresso sobre fiscalização do dinheiro público(!?!?). Chega mais tarde do que esperava, o irmão do ex-governador Ronaldo Lessa,  ao posto maior "no palácio de vidro da Fernandes Lima". Na última eleição interna, puxaram-lhe o tapete na última hora, numa articulação que envolveu os conselheiros mais antigos, particularmente Luis Eustáquio Tolêdo, maior adversário de Lessa na Casa. Ele deverá estar à frente do TC quando do concurso, marcado para o dia trinta, domingo próximo.

              Rubim sem PM

  O novo secretário de Defesa Social, delegado Paulo Rubim, assume o posto amanhã sem resolver o que parece ser, hoje, do ponto de vista administrativo e operacional, o seu maior problema: o comando da Polícia Militar. Os dois escolhidos por ele – depois de conversar até não ter mais saliva – são tenentes-coronéis: Dalmo Sena e Dário César. Para assumir, os dois precisam ser promovidos a coronel, dependendo, agora, dos atuais donos dos postos. E o governador, vai topar a parada?

 

PGE vai atuar em contra os taturânicos no STF e STJ
Pétalas do Rosa
  • Elizabete Bezerra

    É esperar pra ver. Ninguém sozinho resolve nada em lugar nenhum. Tomara que o Rubim tenha apoio, porque senão, além da nossa frustração, ele ainda ficará com o travo amargo na boca e correrá o risco de ter sua reputação arranhada. Oxalá dê tudo certo. Nós precisamos e merecemos!

  • ANTONIO PESSOA

    EM QUANTO ISSO O AEROPORTO DE MACEIO CADA DIA SEM EXTRUTURA PARA FUNCIONAMENTO O BASICO: 100 : JUIZADO DE MENORES MEDICOS EMFERMEIROS SEGURANÇA UMA BRIGA SEM FIM DOS TAXISTA POSTO DE VACINAÇAO DA ANVISA SEM VOOS INTERNACIONAIS REGULAR

  • santos

    SL 127:1 – SE o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.

  • PACATO CIDADÃO

    O governador tem a obrigação de topar, caso não, o Dr. Rubim já começa seu trabalho sem apoio, isso no campo administrativo, inagine nos demais.

  • Sylvio De Bonis Almeida Simões

    Penso que decisões no arrepio da lei não sejam soluções adequadas. Na PF também encontramos a disciplina e a hierarquia como base de seu sistema? Pode assumir quem não esteja escalonado com correção? Então amigo, não comece para acabar como seu companheiro lá na Bahia.

  • tonifilho

    Rubim !!!esse só terar uns 5 ou 6 méses de lua de mel; é o bastante para chegar a data base e a mudança de classe de policiais Civis e militáres. Temos que mudar é o Governo ! Por um trabalhador LÀ…e assim teremos o povo no poder…

  • RACOSE

    Fiscalizar o dinheiro público ? Tenha santa paciência !!!