Do concreto à natureza o Urban Jungle na arquitetura moderna – Plantar
Foto de Kate Darmody na Unsplash

Você já ouviu falar da tendência que está transformando a paisagem urbana e os interiores das casas de muita gente? O Urban Jungle, ou selva urbana em português, é muito mais do que apenas uma moda passageira. É um conceito que visa trazer a natureza de volta para o coração da cidade, tornando os ambientes mais acolhedores e convidativos. E para nos ajudar a entender um pouco mais sobre esse conceito eu fui procurar o arquiteto Mário Marinho que deu insights valiosos sobre o assunto.

Imagem de vecstock no Freepik

Como o próprio nome diz, o Urban Jungle tem o objetivo de trazer a natureza para o ambiente urbano através do paisagismo e da decoração, tornando os espaços mais aconchegantes e aprazíveis, fazendo contraponto à dureza, digamos assim, dos grandes centros . Se levarmos em consideração o uso de plantas para fins decorativos, pode-se dizer que o “urban jungle” é uma tradição milenar. Porém, enquanto tendência no design, ele surgiu mais fortemente por volta de 2017, com forte influência da arquitetura escandinava, onde a simplicidade e a conexão com a natureza são valores fundamentais dessa estética, diz Mário Marinho.

Uma das vantagens mais empolgantes desse conceito é sua versatilidade, continua. Não há limitações quanto aos espaços onde você pode aplicar esse conceito. Desde salas de estar até banheiros, passando por cozinhas e escritórios, ou seja, qualquer ambiente pode ser utilizado. E, além do apelo estético, estudos demonstram que a presença de plantas em nossos ambientes pode ter benefícios significativos para nossa saúde e bem-estar. O contato próximo com a natureza estimula positivamente nossa saúde física e mental, então não é apenas uma escolha de design, mas também a melhor decisão que você pode tomar.

Um ponto importante é observar as características do ambiente disponível, se é interno ou externo, muita ou pouca luz, amplo ou restrito. À partir disso, o próximo passo é buscar os tipos de planta que se encaixam naquela finalidade, e deixar a criatividade fluir! A possibilidade de composições é praticamente infinita, uma vez que a única regra é: verde por toda parte!

Uma grande dica é não ter medo de ousar, uma composição com alturas, folhagens e texturas diferentes é interessante, assim como misturar plantas aéreas com terrestres, buscando um equilíbrio entre as partes também ou até os famosos jardins verticais. O uso de vasos com materiais e alturas diferentes também agrega muito no ambiente, de preferência os feitos com materiais naturais, como cerâmica, madeira, ou fibra natural.

Então, se você deseja transformar seu espaço urbano em um refúgio verde e acolhedor, essa é uma tendência que você deve considerar seriamente. Não apenas trará beleza para o seu ambiente, mas também contribuirá para o seu bem-estar geral. Transforme sua casa em uma selva urbana e conecte-se com a natureza em seu próprio lar.

A importância da adubação correta para suas rosas do deserto
A ilha das árvores perdidas
  • Mario Jorge Marinho Silva

    É a forma ou a maneira de trazer à natureza para o convívio do lar e (re) inaugurar o equilíbrio entre o homem e o meio ambiente, proporcionando uma comunhão salutar! Parabéns pela iniciativa em defesa da saudável tendência!