Pré-venda: Volvo C40 elétrico chega ao Brasil para revolucionar
Vídeo: Veja o que mudou no Novo Renault Kwid

Chevrolet Cruze RS e Midnight

A Chevrolet acaba de apresentar novas versões para o Cruze 2022. A primeira novidade é o Cruze RS. O modelo ganha customização que acentua o caráter arrojado do hatch. Outra mudança está na nova calibração do conjunto mecânico. Ela aprimora a qualidade de dirigibilidade em situações cotidianas de uso do modelo, que herda o acerto específico de suspensão e direção própria da configuração Sport6.

Olhando o veículo de frente, nota-se uma sutil mudança de caráter, proporcionada pelo conjunto mais imponente formado pela grade com detalhes em cromo escurecido, a gravata Chevrolet com fundo preto e os faróis com LED e máscara negra. Aqui, os designers usaram de criatividade para integrar os elementos através da combinação de formas, dimensões, materiais e cores. O logo RS em vermelho junto às entradas de ar marca a versão.

Na lateral, a moldura das janelas, o adesivo de coluna e os retrovisores seguem o mesmo visual escurecido para reforçar a ideia de unidade e, assim, evidenciar as proporções atléticas do hatch, assim como a linha de cintura. Já as rodas personalizadas contribuem para deixar o visual do carro mais esportivo.

Novo também é o conceito de teto preto metálico para o Cruze, que parece ampliar a área do teto-solar e altera a percepção de proporções do modelo o deixando ainda mais arrojado. A versão RS está disponível nas cores Branco Summit, Cinza Satin Steel e o Vermelho Chili, exclusivo para este modelo. Caso o cliente prefira um carro estilo monocromático, existe a opção de lataria coberta completamente em Preto Ouro Negro.

Na traseira, o aerofólio funcional também foi escurecido, assim como os emblemas com o nome e a marca do veículo na tampa, próximo das lanternas de LED tridimensionais. Interessante o efeito que estes acabamentos singulares para rodas, teto, molduras, retrovisores e aeropartes provocam na personalidade do veículo.

Para o interior do Cruze RS, o propósito foi reforçar a sensação de interação humana com a tecnologia sem abrir mão da sofisticação, criando um ambiente mais envolvente e com uma pitada de exclusividade. Aqui, os diferenciais ficam por conta da seleção dos materiais além da escolha da cor para os revestimentos de teto, assoalho, colunas, painéis e dos bancos – todos em preto, enquanto as costuras pespontadas dos assentos, por exemplo, trazem linhas vermelhas.

Quem viaja a bordo do modelo também conta com elevado nível de comodidade e segurança. A lista de equipamentos de série segue o mesmo patamar de refinamento e inclui seis airbags, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, câmera de ré de alta definição, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro além de sistema de áudio premium, acendimento automático dos faróis através de sensor crepuscular, sensor de chuva, central de informação digital colorida, retrovisor interno eletrocrômico e retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento.

O pacote de conectividade também chama a atenção e nem poderia ser diferente. Afinal, a linha Cruze foi pioneira ao introduzir as mais inovadoras destas tecnologias no mercado. O Cruze RS oferece:

Projeção para Apple Car Play e Android Auto na tela de 8 polegadas do MyLink com pareamento via bluetooth simultâneo de até dois smartphones;

Wi-Fi nativo com antena amplificada e sinal de internet até 12 vezes mais estável com capacidade de conexão para até sete aparelhos simultâneos;

Aplicativo myChevrolet para smartphone e smartwatch que permite comandar funções do carro a distância, fazer diagnósticos remotos, consultas técnicas e agendar serviços na rede autorizada;

OnStar é o sistema de telemática avançado da GM que oferece assistência 24 horas por dia, 7 dias por semana para serviços de emergência e segurança;

OTA (over the air) é a tecnologia que permite atualizações de sistemas eletrônicos do veículo de maneira remota. Assim, o automóvel pode receber evoluções de programação e software sem precisar necessariamente ter que se deslocar para uma oficina. O processo é semelhante ao que já ocorre com celulares.

Vale salientar que o carro é capaz de identificar o motorista através da chave eletrônica e ajustar o conteúdo do multimídia para as preferencias memorizadas de cada usuário (aplicativos, estações de rádio, etc). Por vir com duas chaves, é possível criar até dois perfis diferentes.

Chevrolet Cruze RS

O Cruze RS encanta principalmente pelo prazer ao dirigir. Sua arquitetura utiliza-se de materiais nobres de alta resistência e bastante leves, que proporcionam uma elevada rigidez torcional para a carroceria. Além disso, a plataforma do hatch da Chevrolet foi minuciosamente acertada para atender ao gosto do consumidor brasileiro e às condições das vias locais, oferecendo uma excelente dirigibilidade sem comprometer o conforto. Tanto que modelo herda amortecedores especiais, eixo traseiro mais rígido e ajuste específico da suspensão, que combinado com uma calibração exclusiva da direção elétrica, entrega melhor estabilidade em curvas, além de uma resposta mais rápida e precisa em altas velocidades.

O Cruze RS vem equipado com motor turbo de alto desempenho e elevada eficiência energética. Desenvolve até 153 cavalos e 24,5 kgfm de torque. Tecnologias como injeção direta de combustível, cabeçote com coletor de escape integrado e comando variável de válvulas garantem agilidade ao veículo tanto em arrancadas como em manobras de ultrapassagem. Importante destacar que este propulsor disponibiliza 90% da sua força numa faixa plana entre 1.500 rpm e 5.000 rpm. Já a potência máxima ocorre entre 5.600 rpm e 6.000 rpm. Números realmente impressionantes.

A transmissão automática de seis velocidades caracteriza-se pela suavidade e precisão nas trocas de marcha. Dotada de inteligência artificial, ela é capaz de entender as preferências do motorista e se adaptar ao seu modo de condução. Possui paralelamente sistema Active Select, que permite fazer trocas manuais por meio da alavanca do câmbio – perfeito para quem busca em determinadas situações maior interação com o veículo.

O Cruze RS é um produto verdadeiramente aspiracional e segue a fórmula que consagrou a versão globalmente, podendo ainda ser customizado com acessórios originais tanto para o exterior como para a cabine. Isto inclui desde tapetes bordados até soleiras com o logo RS.

Com base no sucesso desta configuração em clínicas com o público-alvo e em estudos de mercado, a Chevrolet decidiu concentrar a oferta do Cruze hatch no mercado brasileiro na versão RS.

Midnight chega ao Cruze em três opções de cores, por sugestão do consumidor

A segunda novidade da linha Cruze é a versão Midnight, que chega para ampliar o leque de opções do sedã. Apesar de ser mais acessível que as versões topo de linha LTZ e Premier, o Cruze Midnight carrega a essência de um veículo premium em relação a estilo, tecnologia e prestígio.

O modelo estreia um novo conceito para a versão Midnight da Chevrolet: além do tradicional preto Ouro Negro, o cliente terá mais opções de cores metálicas para a carroceria. São elas o Azul Eclipse e o Cinza Satin Steel. Na cabine, os acabamentos desde os do forro do teto até os revestimentos soft touch de portas e painel ganham tons predominantemente escurecidos também, bem como sugere o nome da versão.

A ideia de estender o leque de opções de cores escuras para a carroceria veio de consumidores. Aliás, a própria série Midnight nasceu inspirada em tendências de customizações feitas por clientes nas ruas.

Igual outros modelos da série, o Cruze Midnight se destaca pelos acabamentos sofisticados e customizados, proporcionando com um toque extra de ousadia incomum em sedãs.

Na frente o destaque começa pela gravata Chevrolet com fundo preto e pela moldura em cromo escurecido da barra que divide as duas entradas de ar do motor turbo. A grade com elementos estéticos internos alusivos à tecnologia é própria do sedã. Faróis com máscara negra com luz de condução diurna em LED e luzes auxiliares tipo canhão completam o conjunto.

Na lateral, as rodas aro 17 em dois tons mesclam pela primeira vez o preto com o cromado. Um filete do mesmo metal faz a harmonização com as maçanetas. Já o logo Midnight fica na parte inferior da porta dianteira, alinhado com os retrovisores externos. A ausência de frisos é proposital, para que os vincos da carroceria sejam evidenciados, assim como a silhueta do veículo marcada pela caída do teto semelhante ao de um cupê. A seleção para as opções de cores externas considerou também a composição de pigmentos das tintas que refletissem com maior precisão a luz, evidenciando os vincos e o dinamismo do veículo.

E, apesar da traseira propositalmente mais curta do que de sedãs tradicionais, o Cruze entrega amplo espaço tanto para cinco passageiros como para bagagens. O entre-eixos mede 2.700 mm e o porta-malas acomoda até 440 litros.

O Cruze Midnight ainda reúne equipamentos de comodidade valorizados pelos entusiastas de sedãs médios, como revestimento premium dos bancos e painel, ar-condicionado com controle eletrônico de temperatura mais sistema automático de recirculação, partida por botão, chave eletrônica para travamento e destravamento das portas e da tampa traseira com sensor de aproximação, além de regulagem de altura dos faróis, sensor de estacionamento traseiro, controlador de velocidade de cruzeiro e limitador de velocidade.

Em relação ao pacote de itens de segurança, o modelo traz airbag frontal, lateral e de cortina, aviso sonoro para utilização do cinto de segurança em todos os assentos, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores e controle eletrônico de estabilidade e tração com a função de assistente de partida em aclive.

O Cruze Midnight conta também com nível quatro de conectividade, o mais avançado disponível no mercado. Aqui os destaques são o MyLink com Apple Car Play e Android Auto, Wi-Fi nativo, OnStar para serviços de emergência e segurança, myChevrolet app para comandar funções do carro a distância, além de tecnologia OTA (over the air), capaz de promover atualizações de sistemas eletrônicos do veículo via internet.

A nova versão traz o consagrado motor de 153 cavalos e 24,5 kgfm de toque, que, junto com os confortáveis bancos e a excelente posição de guiar, tornam a condução extremamente prazerosa. Este quesito inclusive aparece em pesquisas da marca como um dos com mais elevado índice de satisfação, acima da média de veículos rivais.

Apesar das dimensões generosas, o sedã da Chevrolet é ágil no trânsito e tem consumo equivalente ao de veículos bem menores e menos potentes. O propulsor 1.4 turbo e a transmissão automática inteligente de seis marchas de última geração são padrão em toda família Cruze e auxiliam nesta tarefa, colaborando ainda para um maior silêncio a bordo.

Tanto que o time de engenharia da empresa vem trabalhando no desenvolvimento de novas soluções para melhorar ainda mais a qualidade de dirigibilidade e reduzir as emissões da linha Cruze. Para isso, estão sendo promovidas mudanças importantes em sistemas como o de exaustão e de armazenamento e distribuição de combustível. Outra alteração está na inteligência dos softwares que gerenciam motor e câmbio.

O Cruze está adotando inclusive tecnologias que serão requeridas apenas em fases futuras do programa de controle de emissões veiculares, a exemplo do componente que controla e reduz a emissão de vapores tóxicos do tanque durante o processo de abastecimento. Todas estas atualizações tecnológicas contribuem para reduzir drasticamente a descarga de gases na atmosfera, como a de óxidos de nitrogênio (NOx), que cai pela metade.

As versões RS e Midnight estão entre as de maior sucesso da Chevrolet no mundo e chegam para o hatch e para o sedã do Cruze, respectivamente. A dupla começa a desembarcar no Brasil a partir do fim de janeiro para ser distribuída a toda rede de concessionária da marca pelo país.

Chevrolet Cruze RS e Midnight

 

 

Atualmente não há comentários.