Horário diferenciado: Confira como funcionam concessionárias e oficinas durante o novo decreto
Nissan inicia operação de importação de modelos no Porto de Suape (PE)

O preço do litro da gasolina no País subiu 9,56% na primeira quinzena de março em comparação com fevereiro. Com a alta, o valor médio do combustível chegou a R$ 5,655. As informações constam em levantamento exclusivo feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

A gasolina vem sofrendo sucessivos reajustes mensais desde maio do ano passado, ainda no período inicial da pandemia, mas o percentual registrado nas primeiras semanas de março foi o maior em todo o período.

Obtidos por meio do registro das transações realizadas entre os dias 1º e 14 de março com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 25 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram que Acre e Rio de Janeiro – Estados onde o valor médio já passa de R$ 6 – têm os preços mais altos do País.

Fonte: ValeCard

Veja mais sobre aumento da gasolina: 

Vídeo: Litro da gasolina seria R$ 3,05 sem impostos

 

Preços nas capitais

As capitais do Rio de Janeiro, do Acre e de Sergipe foram as que apresentaram maiores preços na primeira quinzena de março. Os menores valores médios foram encontrados em João Pessoa, Curitiba e São Paulo. Em Maceió o preço médio foi de 3,666

Só é vantajoso abastecer com etanol em Mato Grosso

O preço médio do etanol no País na primeira quinzena de março foi de R$ 4,071. Com isso, em apenas um Estado, Mato Grosso, ainda é vantajoso abastecer os veículos com o combustível em substituição à gasolina – para compensar completar o tanque com etanol, o valor do litro deve ser inferior a 70% do preço da gasolina.

Fonte: ValeCard / Assessoria Economídia 

Leia também:

Tá caro? Entenda como é formado o preço da gasolina no Brasil

Procon-AL vai fiscalizar postos que praticarem aumento abusivo da gasolina

Atualmente não há comentários.