Governo Federal acaba com isenção de IPI para carros acima de R$ 70 mil
Tá caro? Entenda como é formado o preço da gasolina no Brasil

Em tempo de reajustes frequentes no preço dos combustíveis, seria sonho idealizar um carro que é abastecido na tomada? Para 200 alagoanos proprietários de carro híbrido plug-in da Volvo isso já é uma realidade.

O primeiro ponto de recarga fora de uma concessinária está localizada no edifício garagem do Maceió Shopping, no bairro de Mangabeiras.

Com o avanço da tecnologia a expectativa é que o número de carros híbridos e elétricos cresça ainda mais. A expectativa da Volvo Gama, concessionária da marca em Alagoas, é a venda de mais 100 veículos no Estado, nesse primeiro semestre.

Como funciona?

A ecovaga é especialmente sinalizada para os veículos híbridos plug-ins e o custo para o proprietário do carro é apenas a taxa cobrada por uma vaga no estacionamento do shopping. Ou seja nada a mais do que o cliente já gasta ao ir de carro ao shopping.

Os equipamentos  instalados trazem a tecnologia da Enel X e fornecem um carregamento inteligente , abastecendo 100% da bateria de um veículo híbrido em aproximadamente duas horas e meia.

Com a bateria totalmente carregada, o híbrido tem uma autonomia média de 45 quilômetros em modo somente elétrico.

Graças a parceria com o Waze, o posto de recarga também pode ser localizado no aplicativo através do termo de busca “eletroposto Volvo”.

A Volvo encerrou 2020 com 700 pontos de recarga, que podem ser usados de forma gratuita por qualquer pessoa que tenha um carro híbrido plug-in ou elétrico, de qualquer marca, equipado com tomada de padrão europeu.

Pajuçara Auto já testou modelos

Confira no nosso canal no Youtube, o Auto Live o teste em dois modelos híbridos da Volvo:

Entenda os tipos de carros elétricos e híbridos

Híbrido   

O veículo  híbrido é o meio do caminho. Tem motor a combustão, como nossos carros tradicionais. Mas roda também eletricamente com uma bateria adicional que se recarrega na regeneração de energia, quando se freia ou se desacelera o carro. Mas essa bateria, que alimenta o motor elétrico, não tem grande capacidade de carga. Permite rodar apenas alguns poucos quilômetros.

A rigor, a vantagem do híbrido é reduzir o consumo, pois cada km rodado com a bateria se aproveita de uma energia jogada fora nos carros convencionais. Ou seja, ganha muito em eficiência.

Elétrico

O elétrico não tem motor a combustão, mas uma batelada de baterias que lhe confere uma razoável autonomia. Nem se admite mais um elétrico que não seja capaz de rodar um mínimo de 400 km antes da recarga. Sua vantagem é o baixo custo da energia elétrica, o desempenho, o funcionamento “limpo” (ecológico), a eficiência energética e o preço reduzidíssimo de manutenção mecânica, pois não tem o obsoleto motor a combustão.

Suas desvantagens são a limitação de autonomia, pois é complicada a recarga na estrada. Seu custo elevado, pois o conjunto de baterias representa quase metade de seu preço. E muito caras, pesadas e de complexa reciclagem.

Híbrido Plug-in

A principal diferença em relação ao híbrido simples é que se recarrega na tomada. Então, quando o motorista sai de manhã, as baterias foram completamente recarregadas durante a noite, como um celular. Vale lembrar que sua autonomia (com as baterias) é inferior à do carro elétrico, mas bastante superior à do híbrido simples.

O híbrido “plug-in” roda entre 40 e 60 km só com as baterias, o que permite à maioria dos motoristas se deslocar no dia a dia sem necessidade do motor a combustão. Mas, na eventualidade de um trecho maior, ou numa viagem, entra o modo combustão. E muito eficiente pois tem o mesmo sistema de recarga das baterias por regeneração.

No Brasil, entre os híbridos plug-in, destaque para dois sedãs e três SUV’s da Volvo, S60, S90 XC40,XC60 e XC90.

 

Atualmente não há comentários.