De 06 a 15 de setembro acontece a campanha Semana do Brasil, uma espécie de “Black Friday” brasileira. Mais de 5 mil empresas aderiram ao projeto do governo Federal e prometem descontos e promoções de até 70% em diversos produtos.

A ideia da campanha é movimentar a economia e atrair os consumidores, já que o mês de setembro é considerado um período fraco para as vendas.

E os alertas de desconto já começaram a chegar por SMS, e-mail (já recebi vários!). Sem falar na propaganda na tv e nas redes sociais.

O lado bom

É uma oportunidade de os consumidores adquirirem produtos e serviços a preços diferenciados. Então, se você já está paquerando algum produto há tempos, vale a pena pesquisar e comparar preços.  E se o desconto for bom (no mínimo de 20% a 30%) talvez seja um bom momento para comprar.

Minha filha, por exemplo, está guardando dinheiro (da mesadinha dela) pra comprar um celular à vista.  Ela já pesquisou e sabe quanto custa o aparelho. De acordo com as contas dela, vai conseguir juntar o valor total daqui a dois meses. Mas se nesse período da campanha aparecer uma promoção boa, pode ser que ela consiga comprar antes desse prazo.  Nesse caso, vale muito a pena!

Mas atenção! Assim como qualquer liquidação, é preciso certos cuidados. Nada de sair comprando por impulso. O ideal é pesquisar e estimular um valor para gastar que não comprometa o orçamento.

Caixa Econômica vai oferecer vantagens e descontos para cliente

Uma coisa que achei bacana é que a Caixa Econômica também aderiu à campanha e vai oferecer condições especiais para clientes Pessoa Física.

Na Semana do Brasil, o banco vai oferecer vantagens para os clientes que contratarem o Crédito Direto CAIXA (CDC), linha de crédito pessoal sem garantias e sem destinação de uso. Dependendo da análise de crédito e do relacionamento do cliente com o banco, as taxas de juros variam de 1,99% ao mês a 2,99%.  Já no crédito consignado, os clientes ganham desconto de até 10% adicionais nas taxas atuais.

Pra quem tá precisando de grana para pagar as dívidas, pode ser uma a boa alternativa.

Atualmente não há comentários.