O que não pode ser dito mas está claro para todos – Blog do Marlon
CSA precisa de entendimento
Sem definir chances criadas, CSA empata sem gols na estreia de Valentim

É prudente que os presidentes de CSA e CRB não falem abertamente sobre os times disputarem uma Série B em busca de permanência. Os dois seguem falando sobre acesso.

No entanto, o desempenho dos times, a pontuação obtida e até mesmo o fato de times de peso nacionalmente estarem fazendo uma competição mais consistente, mostra que, a principio, o acesso será mais difícil.

O diagnóstico de comparação da campanha deste ano com o mesmo recorte do ano passado mostra uma realidade.

Ao fim do 1º terço da Série B no passado mostrava o CRB em sexto lugar com 21 pontos, enquanto o CSA seguia com 15 pontos ocupando a 12ª posição.

Atualmente, o CRB é o décimo segundo colocado com 15 pontos e o CSA é o décimo sexto com 14 pontos.  A comparação do CRB mostra uma diferença de seis pontos a menos e seis posições a menos. Já o CSA, mesmo que por baixo, tem uma campanha muito semelhante. No mesmo corte do ano passado, o CSA estava a quatro posições acima e com apenas um pono a mais.

A ideia que CSA e CRB possam fazer uma competição de permanência também está calçada no limite financeiro e orçamentário. Isso me leva a pensar que apesar de não assumirem um discurso, indicam que podem internamente estarem ‘aceitando’ a ideia de apenas permanecer.

Atualmente não há comentários.