É preciso que as ações fora reflitam dentro de campo – Blog do Marlon
CRB vence com futebol ruim e com boa estréia de Anselmo Ramon
O salto que Feijó poderá dar ao futebol de Alagoas

Um dos maiores problemas do futebol brasileiro é a arbitragem. São vários os fatores que contribuem para a nossa baixa qualidade. A ausência da profissionalização no setor, o comportamento de jogadores e técnicos que não contribuem para a melhoria do jogo, erros naturais do ser humano, pouca preparação de árbitros e assistentes, a dificuldade na utilização da ferramenta VAR estão entre os problemas a serem atacados.
Em Alagoas passos estão sendo dados para diminuir os problemas e conseguir uma melhor qualificação no trabalho da arbitragem. A pré-temporada foi realizada com a marcante presença do árbitro argentino Nestor Pitana, que ocupa a posição de destaque no continente sul-americano, com arbitragens em finais de Copa do Mundo, Libertadores e Olimpíada.
Com um investimento alto nesta pré-temporada será preciso que tudo isso seja refletido dentro de campo. Ainda não teremos a implementação do VAR em Alagoas, isso só deverá acontecer nas finais da competição, mas a cobrança – até pelo investimento – será para que tenhamos menos erros.
Temos muitos árbitros e assistentes de qualidade, mesclando experiência e juventude em busca de um desempenho mais uniformes. A comissão de arbitragem contará com a experiência de Francisco Carlos do Nascimento, que encerrou as atividades como árbitro e manterá todos os outros que já tem feito um excelente trabalho de avaliação continua.
Agora é esperar a bola rolar a partir da próxima quinta-feira e esperar um campeonato sem grandes erros, polêmicas ou interferência da arbitragem nos resultados. O quadro alagoano tem qualidade para realizar uma grande temporada. Que os apitos soem pelos estádios alagoanos e que a arbitragem passe despercebida na competição.

Atualmente não há comentários.