Os feitos em uma série B que poderá ser perfeita – Blog do Marlon
Quem disse que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar?
Reinvenção / Convicção: binômio de uma noite perfeita do técnico Alan All

O CRB viverá neste domingo uma sensação inédita. Pela primeira vez em sua trajetória na Segunda Divisão do futebol brasileiro, o CRB chega na última rodada brigando pelo acesso.
É claro que as chances de chegar a Série A são menores em função de não depender apenas do seu resultado, mas a equipe chega com consistência. É preciso lembrar que o CRB poderá atingir 63 pontos e mesmo assim não conseguir o tão sonhado acesso. É apenas um dado mas o CRB já conseguiu a maior pontuação dele na história da Série B
Muito deste desempenho está calçado no trabalho da diretoria. Muito criticado, Thiago Paes montou um bom grupo, óbvio,que dentro do poder de investimento que a equipe possuí. Em poucos meses de administraão, o grupo comandado por Mário Marroquim deu ao time uma cara com mais profissionalismo, trouxe para o Galo ferramentas básicas, mas que não eram usadas, como por exemplo, o GPS.
As coisas se encaixaram num curto espaço de tempo e os frutos já estão sendo colhidos. Mas não existem só acertos, apenas elogios. Neste momento também é preciso fazer observações. Entre elas, o fato de não ter o entendimento de reforçar o grupo antes do prazo limite para contratações e a dura sequencia de oito jogos sem vencer em casa, sem que houvesse uma mudança no modelo de jogo, precisam servir de aprendizado desta nova direção regatiana.
Apesar disto, o momento é de valorização do trabalho executado e tem mais fatores positivos do que negativos.
É dia, é hora de acreditar, e ver se o inédito acesso poderá coroar este trabalho que apenas se inicia no CRB.

Atualmente não há comentários.