Noite infeliz do técnico azulino foi determinante para derrota no Engenhão – Blog do Marlon
CRB desperdiça chance de G4 e CSA não funciona e acaba derrotado
Uma nova visão equivocada no CSA

Escalação inicial do CSA: improvisações, erros e CSA aml no jogo – Imagem: Tatical Pad – Marlon Araújo

Desde a escalação, o CSA trazia equívocos por parte do técnico Ney Franco. Ele optou por improvisar Matheus Felipe como lateral direito. A atitude desfez o miolo de zaga Matheus / Lucão , diga-se de passagem um setor que se destaca na competição. A escolha fez o atleta Fabrício ocupar o local que atuava Lucão , sendo assim a linha 4 formava com Matheus – Lucão – Fabrico e Ernandes . Não parou por aí , Renato Cajá retornou ao meio , com Dellatorre novamente de extremo , dessa vez direito e Gabriel esquerdo com Bruno Motta de centroavante. O 1º tempo termina com o Botafogo abrindo o marcador. Eram 42 minutos, a zaga azulina fez uma lambança e no erro de Lucão e Fabrício, Navarro faz assistência para Marco António abrir o marcador .
O Botafogo utilizava das trocas de corredores em bola longa ( viradas de jogo ) foram 6 no 1º tempo , o Fogão alargava o campo com Guilherme santos ( esquerda ) e Marco António ( direita) utilizando do princípio ofensivo de amplitude.

Ernandes não repetiu atuações passadas: refletiu a noite ruim da equipe – Foto: Augusto Oliveira – ASCOM CSA

Na volta do intervalo, o CSA trouxe mudanças. Yago 19 vem para o jogo no lugar de Bruno Mota . Dellatorre veio atuar na sua posição de 9 , Gabriel vai jogar no corredor Direito e Yago na esquerda . O Detalhe é que Gabriel flutuava e abria o corredor , porém csa estava com um zagueiro de lateral e sendo assim, acabava não aproveitando. Aos 7 minutos outra falha na defesa , Botafogo amplia . Novamente Navarro oferta assistência e para Diego Gonçalves marcar o segundo.

Ney Franco: equivocos em uma noite infelizz do treinador azulino – Foto: Augusto Oliveira – ASCOM CSA

Com a desvantagem, o CSA se desconfigurou. O time perdeu o corredor central , visualizou o adversário colocar duas bolas na trave e um milagre do goleiro azulino . A infeliz ideia trouxe uma 2ª improvisação na lateral direita , dessa vez Geovanne é escolhido, saiu Matheus zag e entrou Dudu Beberibe,com isso Silas centralizava e manteve o desgastado R.Cajá ao lado de Gabriel no corredor central , um verdadeiro passeio do alvinegro que poderia fazer o 3º gol.
Apenas aos 30 minutos Ney Franco desfez a improvisação e simplificou , com isso o CSA reagiu com Yago desperdiçando grande chance. Perder para o Botafogo é normal , porém quando não se possui tempo de treinar , simplificar é o caminho !

  • André

    Um time esfacelado com contratações erradas desde o ano passado. Todo ano começando com atitudes inexplicáveis por parte da diretoria, principalmente o presidente. Agora é sentar com todos e refazer um planejamento para o segundo turno para pelo menos continuarmos na série B.

  • Glorioso

    Treinador medalhão ultrapassado, por isso estava desempregado há muito tempo. Gestor competente não contrata mais esse tipo de profissional por que a fila anda e os técnicos novos atualizados tem preferencia. o negócio é contratar o cara certo. Mas um clube que tem um presidente que acabou com a categoria de base esperar o que.

  • Ivo

    Vou opinar dizendo o que vi mesmo sendo regatiano. Hoje vou falar sério…O time do csa não é dos piores dessa competição, é um time razoável que tem boas peças mas que, requer um técnico moderno para montar esse time até engrenar. Esse time tem bons profissionais que doa o sangue, não vejo ninguém fazendo corpo mole, algumas partidas nada da certo, aí vai um desconto, contra o Botafogo foi uma delas, mais aqui entre nós é assim mesmo, um time serve de comparação, é o jogo, faz parte da rivalidade, a gozação da torcida é grande. O que o csa precisa é de uma renovação na diretoria, isso sim, eu sei que lá tem homens competente, o Rafael deu sua grande contribuição, isso para os azulino é inquestionavel, porém é tempo de renovar, basta ver o exemplo do Galo, o Marcos Barbosa é o responsável por esse momento gue vive o crb, mas teve que sair para o Galo se renovar, a vida tem um ciculo, espero que o csa não caia, apesar torcer para que isso aconteça, não podia deixar de torcer contra kkkkkkkkk

  • Interiorano

    Pessoal, o Ney Franco é um bom técnico/treinador! Infelizmente, como o artigo citou, foi uma noite equivocada dele! O fato é que o torcedor é ingrato! O maior exemplo é o de Alberto Valentim (Ex Botafogo)! O treinador deu um campeonato ao Botafogo e depois, ao voltar para treinar o Botafogo novamente, só faltou ser apedrejado! Mesmo assim, salvou o Botafogo de cair para a Série B! Mas, não continuou no clube, por causa de alguns torcedores!

  • Glorioso

    Técnico bom é Paulo Baía que pegou o Cricíuma na piir e esta em pleno crescimento, técnico da nova geração e mais iportante foi jogador dos bons, entende das quatros linhas. Já esse treinador ultrapassado do Azulão nunca jogou na vida é técnico de laboratório. Vamos ver o que vai conseguir nesses próximos jogos contra times do mesmo nível do Azulão.

  • Ivo

    Não existe técnico bom com jogadores limitados, prova disso é o Barbiere…Um lampejo acontece, mais não é uma regra…acaba com esse mi mi mi cuida de renovar essa diretoria ultrapassa.

  • Glorioso

    Foi com jogadores limitados que o Azulão é Campeão Alagoano 2021 (40 títulos), mandando as chocadeiras de volta ao galinheiro alagoano de beira de estrada do Roteiro (estavam muito fogosas).